conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

Danças espanhola, do ventre e contemporânea se encontram no palco do Teatro Zulmira

Publicado

Companhia Clara Azevedo trará a sensualidade da dança do ventre

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A energia da dança espanhola, a sensualidade da dança do ventre e a leveza da dança contemporânea darão o tom do espetáculo ‘Arte é Nossa Casa’, que toma o palco do Teatro Zulmira Canavarros nesta quarta-feira (07), às 20h. O ingresso é solidário: custa R$ 10 mais 1 quilo de alimento não perecível.

O ‘Arte é Nossa Casa’ será a apresentação de três companhias de dança, cada qual com sua especialidade, dividindo o espetáculo em três atos. O ato ‘Noite espanhola – dos pés descalços para a arte de tablado’ será executado pela Cia. de Dança Cigana Artística e irá mostrar um pouco das expressões corporais na Espanha e “como os  ciganos deixaram suas marcas  e expressões artísticas, com ritmos, paixão, alegria ou melancolia em seu bailado e  com seus toques palmas e  seu sapateado contagiante”, explica a organização. Serão apresentados ritmos como Rumba Flamenca, Sevillana, Bolero,  Pop espanhol e o Clássico Flamenco.

‘Água Joia do Deserto’ é um espetáculo da Companhia de Dança Clara Azevedo, teve sua primeira montagem em 2013, como resultado pedagógico das aulas de Dança do Ventre do SESC Arsenal, e agora é reapresentado com novos integrantes. “Uma caravana de mulheres atravessa o deserto em busca do seu bem mais precioso. Cada mulher tem sua história. Cada traço do seu corpo, da sua fala, do seu caminhar, conta algo”, antecipa a companhia de dança.

A última montagem é ‘Elementos’, um espetáculo da Cia. Ayuni de Dança. “As forças dos elementos da natureza exercem grande influência no meio e formação do ser. Temos tudo na Natureza, inclusive magia. Sou filha da natureza, quero pegar, sentir, tocar, ser. E tudo isso já faz parte do todo”, dá o tom.

“Nosso objetivo é democratizar o uso do Teatro Zulmira: permitir que mais expressões artísticas tenham acesso; que projetos de inclusão social – como os da Casa Cuiabana – sintam-se em casa aqui; que o público tenha boas opções culturais, a preços populares; e, de quebra, levar alimento a quem mais precisa. Este espetáculo congrega tudo isso e será uma honra receber todos vocês”, convida a diretora da Sala da Mulher (braço Social da Assembleia Legislativa) e do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, Daniella Paula Oliveira.

‘Arte é Nossa Casa’ tem a parceria da Casa Cuiabana, do Teatro do Cerrado e da Sala da Mulher, que destinará os mantimentos arrecadados às instituições filantrópicas cadastradas pela unidade.

Mais informações, pelo telefone (65) 9 9208-2577.

 

SERVIÇO

Arte é Nossa Casa – Danças espanhola, do ventre e contemporânea

Data: 07/11/18, às 20h

Local: Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros (Assembleia Legislativa)

Ingresso: R$ 10 + 1 kg de alimento não perecível

Informações: (65) 9 9208-2577

Comentários Facebook

Política

Para quem ignora vacina, Governador avisa. “Uma hora pode dar m…”

Publicado

O governador Mauro Mendes (União Brasil) criticou parte da população que não completou o esquema vacinal contra a Covid-19. Para ele, a insistência negacionista pode “dar merda” para as pessoas, levando-as à internação e até mesmo à morte.

Segundo levantamento feito pela Secretária de Estado de Saúde e divulgado na terça-feira (28), dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de Mato Grosso, 91% não completaram o esquema de vacinação.

“Essas pessoas fizeram a opção de correr risco. Se você corre o risco, uma hora dá merda. E deu merda para essas pessoas, e pode dar a todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar vacina”, disse o governador à imprensa.

CÍNTIA BORGES E VITÓRIA GOMES
Mídia News

Continue lendo

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana