conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Curso aprimora conhecimento para manutenção de armas

Publicado

Assessoria | Sinpol-MT

Um grupo de 18 investigadores de Polícia está participando do Curso de Mecânico de Armas,  que está sendo realizado esta semana (de 05 a 09.11) na Academia de Polícia Civil de Mato Grosso –Acadepol, em parceria com a Gerência de Armas da PJC e do Sindicato dos Investigadores de Policia do Estado de Mato Grosso – Sinpol-MT.

Esta é a 5ª edição deste curso, com a previsão de uma carga horária de 40 horas/aulas, e que conta com instrutores da Acadepol e de convidados de outras instituições, segundo o diretor da Acadepol, delegado Fernando Cunha.

A presidente do Sinpol-MT, Edleusa Mesquita, disse que foi com muita satisfação que aderiu à ideia de fazer uma parceria em favor da realização do curso de mecânico de armas, cujo principal objetivo é proporcionar ao policial civil um aprendizado maior sobre a manutenção de armas, que ela considera uma ferramenta de trabalho importante da categoria que nunca pode falhar.

O delegado contou que durante anos a Diretoria de Execuções Estratégicas contou com apenas um ou dois policiais com conhecimentos rudimentares sobre a manutenção de armas. Quando esses policiais não conseguiam resolver os problemas, as armas defeituosas precisavam ser enviadas ao fabricante ou para outros profissionais, o que acarretava muita demora na solução do problema.

Após a viabilização deste curso, que vem sendo ministrado alternadamente entre a Capital e as regionais do interior, a situação teve sensível melhora. Hoje em dia já há pessoal qualificado em manutenção de armas em diversas unidades da Polícia Civil, evitando que uma arma importante em casos especiais, como um fuzil, por exemplo, fique vários meses parada. E a qualificação vai continuar.

Ele informou que o curso ensina a manutenção de armas até o quinto escalão, ou seja, quem faz esse curso aprende a dar manutenção até o quinto escalão de todas as plataformas utilizadas pela polícia Civil. Seja no caso de revólveres, pistolas, carabinas ou fuzis, o investigador sai qualificado e preparado para fazer a limpeza e manutenção da sua arma e de qualquer arma da unidade onde trabalha.

Comentários Facebook

Barra do Bugres

Pai e filhos são presos na Barra por matar homem com tiro e golpes de facão em Alagoas

Publicado

O Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Tangará da Serra, coordenado pelo Delegado Adil Pinheiro de Paula, com apoio da Delegacia de Barra do Bugres e atendendo a uma solicitação do Núcleo de Inteligência da SSP de Alagoas, cumpriu nesta manhã de quinta-feira, 30, três mandados de prisão pelo crime de homícidio.

Os três indivíduos presos são pai e filhos. O crime aconteceu no Assentamento São Luiz, Povoado de Ouricuri, zona rural da cidade de Atalaia no Estado de Alagoas.

Segundo o Delegado Adil Pinheiro, os suspeitos em dezembro de 2012 assassinaram a vítima Jakson Batista da Silva com disparo de arma de fogo e golpes de facão. Os criminosos estavam escondidos em Barra do Bugres.

De acordo com a PJC, os presos passaram por exame de corpo delito e foram encaminhados para a Cadeia Pública de Barra do Bugres, onde ficam a disposição da justiça.

Continue lendo

Polícia

Repressão a organizações criminosas resulta em 82 prisões no primeiro semestre

Publicado

O enfrentamento da Polícia Civil a organizações criminosas no estado resultou em 82 prisões no primeiro semestre deste ano em ações realizadas pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), em especial na repressão a roubo e furto de cargas e de defensivos agrícolas em Mato Grosso. A Polícia Civil também registrou a apreensão de 22 toneladas de defensivos, número superior ao total apreendido no ano passado.

Como parte da atribuição da unidade especializada estão investigações sobre organização criminosa, sequestro, roubos/furtos contra instituições financeiras e de defensivos agrícolas e de cargas. As ações englobaram ainda prisões de integrantes de organizações criminosas que estavam foragidos há muito tempo.

Nos seis primeiros meses deste ano foram apreendidos 21 veículos (12 carros, duas motocicletas, três caminhões e quatro semirreboques), 12 armas de fogo, mais de R$ 46 mil em dinheiro e 276 munições de diferentes calibres.

As ações também resultaram na apreensão de três emulsões de explosivos, 22 toneladas de defensivos agrícolas, número que supera a apreensão do ano passado inteiro, além de uma carga de 50 toneladas de soja, outra de 39 toneladas de sal e 62 litros de óleo.

O delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, destaca que o resultado é um somatório de investigações realizadas pela própria unidade e também fruto da proximidade com delegacias do interior e parcerias com outras instituições.

Defensivos agrícolas

As ações de combate a roubos, furtos, desvios e adulteração de defensivos agrícolas foram um dos focos de atuação da GCCO no primeiro semestre do ano. Neste primeiro semestre foram apreendidas 22 toneladas de defensivos agrícolas, número superior ao total apreendido em 2021, quando 19 toneladas foram recolhidas durante operações especializadas.

Roubo e furto de cargas

Passando a ser atribuição recente da GCCO, as investigações de roubos de cargas já apresentaram resultados positivos, com a apreensão de mais de 50 toneladas de soja, 39 toneladas de sal e 62 litros de óleo apenas nos seis primeiros meses deste ano.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana