conecte-se conosco


Saúde

Criança Feliz deve chegar a 1 milhão de crianças, diz Osmar Terra

Publicado

Representantes de 24 estados e do Distrito Federal assinaram hoje (12) documento no qual se comprometem a dar continuidade ao programa Criança Feliz, voltado para crianças de até 6 anos de idade. O programa deverá chegar a 1 milhão de crianças até o final de 2019, segundo o ministro da Cidadania, Osmar Terra. Atualmente, atende 519 mil crianças e gestantes do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A assinatura ocorreu no Seminário Internacional da Primeira Infância – O melhor investimento para Desenvolver uma Nação. Não assinaram o documento apenas os estados de Minas Gerais e Santa Catarina, que, segundo o Ministério da Cidadania, ainda estão realizando os trâmites de adesão ao programa.

“O programa Criança Feliz vai na casa, orientar a família, dar suporte à família, a como estimular a criança de forma adequada. Vai ver a situação que a criança está vivendo, as dificuldades que têm e o que pode ser feito de política pública para a família”, afirmou Osmar Terra. O objetivo, ao final dos quatro anos de governo, em 2022, é chegar a 3 milhões de crianças beneficiadas.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, participa do Seminário Internacional da Primeira Infância - O Melhor Investimento para Desenvolver uma Nação, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, participa do Seminário Internacional da Primeira Infância – O Melhor Investimento para Desenvolver uma Nação, em Brasília – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O programa, lançado em 2016, integra as áreas da saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos. Nas visitas semanais, técnicos capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o BPC. As gestantes também recebem atendimento.

Leia mais:  Governo federal deve liberar R$ 190 milhões para saúde em Minas Gerais

Segundo Terra, um dos objetivos do seminário é apresentar aos novos governadores o Criança Feliz. “É importante que eles conheçam e apoiem”, disse.

Primeira-dama

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro participou do evento e fez um breve discurso. “Políticas públicas focadas nesses período da evolução humana têm incrível potencial para gerar transformações sociais, sobretudo no que diz respeito aos resultados na educação, na redução de desigualdades e na saúde humana”, defendeu.

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, participa do Seminário Internacional da Primeira Infância - O Melhor Investimento para Desenvolver uma Nação, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília.

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, participa do Seminário Internacional da Primeira Infância – O Melhor Investimento para Desenvolver uma Nação, em Brasília – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

De acordo com ministro, o apoio da primeira-dama é peça-chave. “A primeira-dama tem influência enorme, é símbolo. A gente viu o impacto que teve na posse do presidente, quebrando todos os protocolos. Ela emocionou o Brasil e isso mantém foco na atividade dela e faz com que tudo que ela defenda tenha impacto na sociedade”, diz.


De acordo com o ministro, Michelle poderá ajudar a ampliar o orçamento das áreas sociais.

Edição: Carolina Pimentel

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Paciente é confirmada com meningite e outro caso suspeito é investigado em Barra do Bugres

Publicado

Uma paciente de 36 anos está internada no Hospital Regional de Barra do Bugres, desde o fim do mês de maio com meningite.

Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Mara Souza, mais um caso da doença está sendo investigado no município. A coordenadora informou que a primeira paciente ficou internada por alguns dias em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ela passou por tratamento e agora está sob observação na enfermaria do hospital.

A paciente deve receber alta ainda neste fim de semana. O outro caso, também de uma mulher com 36 anos, deu entrada no hospital no início deste mês com sintomas de meningite. No entanto, o diagnóstico ainda não foi confirmado. O resultado do exame deve ficar pronto ainda nesta semana. A paciente permanece internada no hospital.

Conforme a Secretaria de Saúde de Barra do Bugres entre 2017 e 2018, foram registrados 06 casos da doença e todos evoluíram para cura sem nenhuma sequela.

**Com informações G1MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Sobreviventes do câncer devem mudar estilo de vida, diz pesquisa
Continue lendo

Mato Grosso

Doença que causa coceira e manchas vermelhas na pele é registrada em Tangará da Serra

Publicado

Uma doença que provoca manchas vermelhas na pele e afeta especialmente as crianças, vem sendo registrada em Tangará da Serra.

Ainda não se sabe o que tem causado o quadro clínico. Entre os sintomas surgem bolhas vermelhas, coceira e dor de cabeça. A aparência é semelhante à lesão de herpes. As manchas aparecem em todo o corpo, principalmente mãos e pés.

A Secretaria Municipal de Saúde desconhece a doença e não houve notificação de casos, destaca a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Juliana Herrero. “Não tivermos registros de casos, vamos averiguar com as equipes médicas. Se apurarmos a existência, coletaremos amostras e investigaremos por meio de exames, para se chegar à causa do quadro clínico”.


Apesar da indefinição sobre a doença, a população não precisa se preocupar, já que os casos relatados por leitores do Bem Notícias, são de quadros clínicos que evoluem normalmente para a cura, em uma semana.

Comentários Facebook
Leia mais:  Exames oftalmológicos serão realizados a partir desta quarta, na Fisioterapia
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana