conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política Nacional

CPI da Covid: Osmar Terra cita Suécia como referência, e gera bate-boca

Publicado


source
Osmar Terra (MDB-RS) na CPI da Covid
Divulgação/Agência Senado/Edilson Rodrigues

Osmar Terra (MDB-RS) na CPI da Covid


deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), durante a Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da Covid-19 , citou a Suécia como exemplo de condução da pandemia do novo coronavírus, alegando que Suécia não promoveu o lockdown e teve um bom desempenho na gestão da crise sanitária.

Os senadores rebateram o argumento do deputado. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) rebateu o dado alegando que a Suécia teve a pior performance na condução da pandemia entre os países da Escandinávia.

“Todo mundo sabe que o dado está errado, na escandinávia a Suécia foi aonde mais matou gente”, declarou Randolfe.

Veja vídeo:


Em outro momento, os dados da Suécia voltaram a ser polemizados. Senador Ciro Nogueira (PP-PI) retomou o debate sobre os números da Suécia em comparação ao da República Tcheca, citado pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), o que acabou gerando uma discussão entre o senador Randolfe e o senador Luiz Carlos Heize (PP-RS).

Você viu?

O senador Randolfe Rodrigues, corrigiu ao dado propagado por Osmar Terra, sobre a Suécia ser um dos países com a melhor gestão da pandemia. Senador concordou que o dado não procede em relação a República Tcheca, mas reiterou a má condução do governo sueco, em relação aos outros países da Escandinávia (Finlândia, Suécia, Noruega e Dinamarca).

“O que não pode, presidente, senhor relator, é prevalecer uma estratégia de desinformar as pessoas. Essa CPI não pode ser uma CPI da fake news”, declarou Randolfe indignado. 

O debate desencadeou um bate-boca entre o senador Randolfe e Heize, que tiveram seus microfones desligados. Veja vídeo:






Comentários Facebook

Política Nacional

Bolsonaro convoca imprensa para live em que promete provar fraude nas urnas

Publicado

por


source
Presidente Jair Bolsonaro
Reprodução: R7

Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) convocou a imprensa nesta quinta-feira (29) para sua live semanal, às 19h. Ele promete “provar” que houve  fraude na eleição para presidente em 2014, vencida por Dilma Rousseff (PT).

A Secom (Secretaria de Comunicação do Planalto) informou que 25 jornalistas selecionados acompanharão a live presencialmente, mas não poderão realizar perguntas. Alguns veículos transmitirão a coletiva ao vivo.

Bolsonaro tem aumentado o tom em sua pretensão de implementar o voto impresso. Sem nunca ter apresentado provas, ele afirmou algumas vezes que teria vencido a eleição de 2018 no primeiro turno se as eleições fossem “limpas”.

Na última ocasião, na manhã desta quinta-feira, o presidente disse a apoiadores no Palácio da Alvorada que “poderemos ter problemas” caso a eleição do ano que vem seja realizada no modelo atual.

Continue lendo

Política Nacional

Joice aciona Conselho de Ética contra senador que debochou de seu acidente

Publicado

por


source

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) acionou, nesta quinta-feira (29), o Conselho de Ética do Senado contra Styvenson Valentim (Podemos-RN) por quebra de decoro parlamentar. As informações são do jornalista Lauro Jardim.

Após Joice ter revelado suas fraturas e lesões faciais, Styvenson ironizou a situação da parlamentar em uma live e insinuou que seu acidente teria sido causado por traição ou uso de drogas.

“Aquilo ali, das duas uma. Ou duas de quinhentos (Styvenson leva as mãos à cabeça, fazendo chifres) ou uma carreira muito grande (inspira, como se cheirasse cocaína). Aí ficou doida e pronto… saiu batendo em casa”, declarou o senador.

Em sua representação, Joice alega que “tal conduta revela-se no mínimo grave e flagrantemente incompatível com a ética e o decoro exigidos pela Constituição Federal e normas internas desta Casa Legislativa, eis que as agressões verbais não se limitaram apenas a emissão de opinião, mas sim em flagrante ofensa à honra da parlamentar vítima de violência física”.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana