conecte-se conosco


Mato Grosso

Covid-19: com 168 casos em monitoramento e 25 óbitos, Tangará segue na classificação “alto risco” de contaminação

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) notificou, nesta quinta-feira (30), 50.538 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso.

Fonte: Indicasus e SMS´s de Mato Grosso

Quanto ao boletim com o panorama da situação epidemiológica, dois municípios ainda configuram na classificação de risco “muito alto” para o novo coronavírus: Sinop e São José dos Quatro Marcos. Mesmo fora desta condição, Tangará, se mantém em quinto, no ranking das 10 cidades, com maior número de casos de Covid-19, que inclui Cuiabá (11.214), Várzea Grande (4.055) , Rondonópolis (3.208), Lucas do Rio Verde (2.812), Tangará da Serra (2.077), Sorriso (1.930), Sinop (1.892), Primavera do Leste (1.755), Nova Mutum (1.417) e Pontes e Lacerda (933).

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, Tangará permanece na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus com outras 24 cidades: Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis, Sorriso, Várzea Grande, Cáceres, Primavera do Leste, Peixoto de Azevedo, Barra do Garças, Mirassol D’Oeste, Jaciara, Campo Novo do Parecis, Nova Mutum, Tapurah, Paranatinga, Vera, Nova Canaã do Norte, Barra do Bugres, Nova Bandeirantes, Santo Antônio do Leste, Brasnorte, Nova Monte Verde e Araguainha.

Foram registradas cerca de 1.684 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 50.538 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 18.284 estão em monitoramento e 30.460 estão recuperados. Em Tangará da Serra, 1887 pessoas, estão curadas da doença.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Estado repassará recursos para atendimento de Saúde durante reforma do Hospital Regional Barra do Bugres

Publicado

por


.

Durante a reforma do Hospital Regional de Barra do Bugres, o Governo de Mato Grosso vai garantir recurso aos municípios que compõem a área de atendimento da unidade. O valor será pago mediante os atendimentos de saúde ofertados pelas gestões municipais à população, que não ficará desassistida no período em que a estrutura estiver em obra.

 

“É preciso esclarecer à população dessa região que não existe o fato de desativação do Hospital Regional de Barra do Bugres. O que ocorrerá neste momento de transição de gestão entre o Consórcio Intermunicipal e a Secretaria Estadual de Saúde é uma paralisação temporária daquela instalação, que oportunizará uma ampla e moderna reformulação da estrutura física da unidade. O Governo vai reformar, equipar e entregar um hospital com serviços geridos pelo Estado”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo. 

 

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira (31), com representantes dos municípios circunvizinhos à Barra do Bugres, ficou acordado que a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) assumirá a gestão da unidade e irá repassar recursos via Fundos Municipais, de forma a subsidiar os serviços médicos que eram oferecidos pela unidade regional. O valor do repasse ainda está em análise.

 

“Iremos fazer um aporte de recursos para os municípios da região, para que eles possam contratualizar os serviços necessários para a região até que esse hospital esteja novamente em condições de funcionar. Este já era um hospital com poucos atendimentos realizados, até por força da sua precária infraestrutura e nós vamos modernizar”, avaliou o gestor, ao reforçar que o Governo manterá o padrão de qualidade dos Hospitais Estaduais que já passaram por melhorias estruturais, como Sinop, Santa Casa, Rondonópolis e Metropolitano 

 

A previsão é de que os investimentos na reforma da unidade alcancem o montante de R$ 3 milhões, uma vez que toda a estrutura do hospital passará por melhorias. Atualmente, o Hospital Regional conta com 66 leitos de enfermaria e os pacientes internados já foram transferidos para outros hospitais.

 

Participaram da reunião o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e os prefeitos de Arenápolis, José Mauro Figueiredo; de Denise, Eliane Lins; de Nova Marilândia, Juvenal Alexandre da Silva; de Nova Olímpia, José Elpídio de Moraes Cavalcante; de Santo Afonso, Joabe Almeida dos Santos; de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado; de Tangará da Serra, Fábio Junqueira e o vice-prefeito de Barra do Bugres, Gustavo Abi Rached Cruz. 

 

Também integraram o debate os deputados estaduais Dr. João e Faissal Calil e o deputado federal Dr. Leonardo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Sexta-feira (31): Mato Grosso registra 52.078 casos e 1.842 óbitos por Covid-19

Publicado

por


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (31.07), 52.078 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 1.794 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 48 mortes nas últimas 24 horas. 

Foram registradas 1.540 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 52.078 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso,  18.087 estão em monitoramento e 32.149 estão recuperados. 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 301 internações em UTIs públicas e 296 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 86,34% para UTIs adulto e em 33,48% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (11.507), Várzea Grande (4.167), Rondonópolis (3.288), Lucas do Rio Verde (2.844), Tangará da Serra (2.150), Sorriso (2.037), Sinop (2.016), Primavera do Leste (1.782), Nova Mutum (1.461) e Pontes e Lacerda (936). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

O documento ainda aponta que 45.722 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 3.237 amostras em análise laboratorial. 

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Na última quinta-feira (30), o Governo Federal confirmou 2.610.102 casos da Covid-19 no Brasil e 91.263 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 88.539 óbitos e 2.483.191 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não informou os dados desta sexta-feira (31). 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana