conecte-se conosco


Nacional

Covid-19: Brasil tem 1,3 mil mortos em 24h; total de óbitos é 32.548

Publicado


source
dois profissionais da samu colocam corpo em saco
Yan Boechat

Novo levantamento oficial aponta que Brasil tem 28.633 novos casos em 24 horas


O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira, 3, que 1.349 óbitos causados pela Covid-19 foram registrados no Brasil em 24 horas, sendo um novo recorde. Agora o total é de 32.548 mortes motivadas pela doença. A alta corresponde a um crescimento de 4,1 %. Dos óbitos, 408 foram nos últimos três dias.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, os novos casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil são 28.633, totalizando 584.016. O aumento foi de 4,9 %. Já a taxa de letalidade se manteve em 5,6 %.

Números do dia 3 de junho foram divulgados com três horas de atraso, às 22h. Assessoria de imprensa alega “problemas técnicos”.


No levantamento da pasta da última terça-feira, o número de óbitos chegou a 31.199, com novo recorde de 1.262 registros em 24 horas . Já a quantidade de pessoas com a Covid-19 saltou para 555.383, sendo que o aumento foi de 28.936.

São Paulo continua sendo o estado que tem mais mortes, com 8.276 ocorrências. O Rio de Janeiro fica em segundo lugar, com 6.010 mortes. Como 256 novos registros, o estado do Rio teve hoje novo recorde de mortes em 24 horas.

Leia também: “Já peguei 20 vezes este vírus”, declara Bolsonaro sobre Covid-19

São Paulo também segue na liderança em número de casos, com 123.483 infectados pelo novo coronavírus. O estado do sudeste é seguido por Rio de Janeiro (59.240), Ceará (56.056), Pará (44.774) e Amazonas (44.374).

Tabela de dados sobre progressão da Covid-19 no Brasil
Divulgação/Ministério da Saúde

Tabela de dados sobre progressão da Covid-19 no Brasil


Leia também: Bolsonaro veta utilização de R$ 8,6 bilhões para combate à pandemia

O estado menos afetado é o Mato Grosso do Sul, que tem registro mantido em 20 mortes e 1.802 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia.

Ainda segundo o Ministério da Saúde , 312.851 pacientes com Covid-19 estão em acompanhamento, 238.617 estão recuperados e 4.115 óbitos ainda estão sob investigação.

Comentários Facebook

Nacional

Estátua de ialorixá é alvo de vandalismo por causa de intolerância religiosa

Publicado

por


source
busto
Reprodução Instagram

Busto de ialorixá “Mãe Gilda” foi novamente vandalizado.


O busto em homanagem à ialorixá Gildásia dos Santos, conhecida como ‘Mãe Gilda’, localizado no bairro Itapuã, em Salvador, foi novamente alvo de vadalismo motivado por intolerância religiosa na última quarta-feira (15). A líder religiosa do Candomblé, mãe Jaciara Ribeiro dos Santos, sucessora e filha biológica de Mãe Gilda, compartilhou um vídeo nas redes sociais demosntrando indignação diante do crime. 


“Eu estou aqui no busto de mãe Gilda. Eu recebi uma ligação dizendo que um homem veio aqui, depredou e quebrou tudo. Ele foi algemado, a polícia está aqui. Ele disse que foi a mando de Deus. Que Deus é esse ?”, questionoude forma enfática.

O busto de Mão Gilda já havia sido atacado anteriormente, em 2016, poucos dias depois de ser restaurado. O homem responsável pela depredação foi preso em flagrante e autuado pelo crime de violação do patrimônio público

Crimes de intolerância religiosa podem ser denúnciados pelo Disque 100, que atua em conjunto com a Comissão de Direitos Humanos. As denúncias são recebidas 24h por dia, desde 2011, ano da sua criação.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

São Paulo vai desativar parte do Hospital de Campanha do Anhembi em agosto

Publicado

por


source
Hospital de Campanha do Anhembi terá redução de leitos para reduzir gastos
Agência Brasil

Hospital de Campanha do Anhembi terá redução de leitos para reduzir gastos

A Prefeitura de São Paulo vai desativar parte dos leitos do Hospital de Campanha do Anhembi a partir do dia 1º de agosto. O anúncio foi feito por Bruno Covas (PSDB) em entrevista coletiva nesta quinta-feira (16). De acordo com o prefeito, 561 leitos deixarão de funcionar.

“Vamos reduzir a área de 871 leitos e vamos passar a usar 310 leitos. Serão menos 561 leitos, o que vai gerar economia mensal de R$ 19 milhões de reais”, disse Covas.

Ainda de acordo com a prefeitura, serão abertos, na mesma data, 132 novos leitos de enfermaria no hospital de Brasilândia , na zona norte da capital, além de 60 novos leitos no hospital Sorocabana , na zona oeste.

De acordo com números disponibilizados pela Secretaria da Saúde, a taxa de ocupação dos leitos de UTI da capital paulista está abaixo de 60% desde junho.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana