conecte-se conosco


Saúde

Coronavírus: Tangará receberá R$ 294 mil mensais para manutenção de leitos do hospital municipal

Publicado

O Hospital Municipal é o equipamento público escolhido para a criação de 49 leitos. O complexo será adaptado para receber pacientes infectados pela Covid-19 em Tangará da Serra. Outros 13 leitos para UTI, devem ser habilitados na unidade.

A informação, foi anunciada pelo prefeito Fábio Martins Junqueira (MDB), durante transmissão numa rede social na noite desta segunda-feira (6). Segundo, Junqueira,  serão repassados mensalmente pelo Governo Federal, o montante de R$ 294 mil para o enfrentamento do coronavírus.

“Celebramos o convênio com o Governo Federal, para habilitar 49 leitos para casos de coronavírus, passaremos a receber recursos que nos ajudarão a manter esse hospital que vai ser voltado exclusivamente para atendimento ao coronavírus. Receberemos R$249 mil por mês”.

O recurso direcionado ao custeio de leitos do Hospital Municipal, deve ser repassado ao município nos próximos dias.

 

 

Comentários Facebook

Saúde

Compra errada de respiradores gerou rompimento de contrato com Iabas, diz Witzel

Publicado

por


source

Agência Brasil

Witzl
Antonio Cruz/Agência Brasil

“Não podemos continuar com erros, eles precisam ser corrigidos”, diz Witzel

O governador do Rio, Wilson Witzel, alegou a compra errada de respiradores para pacientes de Covid-19 para romper o contrato com organização social Iabas – Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde, responsável pela construção de sete hospitais de campanha.

Em vídeo publicado na internet nesta quarta-feira (3), Witzel sustentou que sua decisão de romper o contrato e intervir nos hospitais foi tomada após a informação de que os 500 aparelhos que a organização está comprando não são respiradores, mas carrinhos de anestesia, que não podem ser utilizados nas unidades de saúde.

Derrota: Assembleia do Rio derruba 17 dos 18 vetos de Witzel

“Não podemos continuar com erros, eles precisam ser corrigidos. A Fundação Estadual de Saúde assume [os hospitais] para concluir as obras, operar o sistema e deixar um legado. Esses hospitais de campanha serão muito importantes para a reabertura da economia, para gerar empregos e, principalmente, para ajudar no futuro com cirurgias eletivas”, disse o governador.

O Iabas se manifestou, em nota, dizendo que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) tinha conhecimento das aquisições contratadas, inclusive dos respiradores acoplados a carrinhos de anestesia. Segundo a entidade, o equipamento é recomendado pela Associação Médica Brasileira como alternativa para tratar pacientes de covid-19, diante da escassez de respiradores no mercado mundial.

Rio de Janeiro tem 5.686 óbitos e 56.732 casos de Covid-19

“O Iabas informa que, desde o início das negociações para compra dos carrinhos de anestesia em substituição aos respiradores, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro sempre esteve informada. É consenso internacional a utilização de carrinhos de anestesia como ventiladores, principalmente no momento atual, em que sistemas de saúde do mundo inteiro estão em busca desses equipamentos, o que leva à escassez do produto”, afirmou a empresa.

Medidas judiciais

Diante do rompimento de contrato e a retomada pelo governo estadual de sete hospitais, o Iabas disse que tomará medidas judiciais para assegurar os seus direitos: “Diante do decreto de intervenção, cabe ao Iabas, em primeiro lugar, colaborar na transferência dos hospitais para o novo gestor, para, na sequência, tomar as medidas judiciais necessárias para assegurar os direitos de nossa instituição.”

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Após grande testagem, Wuhan registra apenas casos assintomáticos de Covid-19

Publicado

por


source
Covid-19
undefined

Cidade iniciou, em maio, o plano de testar 100% dos habitantes

Considerada o “marco zero” da pandemia de Covid-19 , a cidade de Wuhan realizou mais uma teste em massa que observou a maioria dos seus 11 milhões de habitantes. O resultado não apontou novos casos da doença, mas chamou atenção para 300 casos assintomáticos .

Leia mais: Após ser considerado vilão, ibuprofeno é testado para tratar Covid-19

Apesar do risco de transmissao ainda existir, o resultado é considerado otimista e os pacientes assintomáticos foram considerados “não-infecciosos”por não haver registro do vírus em seus objetos pessoais utilizados recentemente, como telefones celulares e acessórios.

De acordo com as autoridades do município, 9,9 milhões de habitantes foram testados em Wuhan após o registro de novos casos sugerir o nascimento de uma segunda onda da epidemia. A capanha foi iniciada no dia 14 de maio e o último cidadão testado em 1º de junho.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana