conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Tangará da Serra

Convenção Coletiva do Trabalho reajusta salário comercial em 10,20 %, em Tangará

Publicado

O Sindicato dos Empregados no Comércio em Geral de Tangará da Serra, juntamente com o Sindicato do Comércio Varejista e a FECOMÉRCIO/MT, publicaram no último dia 17 de janeiro, o Termo Aditivo da Convenção Coletiva de Trabalho 2021/2022.

O Termo reajusta o salário dos empregados no comércio em 10,20%, totalizando um valor de R$ 1.305,00. A recomposição salarial da categoria abrange os municípios de Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Nova Olímpia, Porto Estrela, Arenápolis, Barra do Bugres e Nortelândia.

Os colaboradores que foram registrados a partir do 01 de janeiro de 2021 terão um reajuste proporcional de acordo com o mês de admissão. Confira a porcentagem de cada mês abaixo;

JANEIRO /2021………………………….. 10,20%
FEVEREIRO / 2021……………………… 9,35%
MARÇO / 2021 ……………………………. 8,5%
ABRIL / 2021 ………………………………. 7,65%
MAIO / 2021……………………………….. 6,8%
JUNHO / 2021 …………………………… 5,95%
JULHO / 2021…………………………….. 5,10%
AGOSTO / 2021 …………………………. 4,25%
SETEMBRO / 2021 ………………….. 3,40%
OUTUBRO / 2021 ……………………. 2,55%
NOVEMBRO /2021 …………………. 1,70%
DEZEMBRO / 2021 …………………. 0,85%

O Termo ainda ressalta que o trabalhador contratado no primeiro emprego e sendo acima de 16 anos, receberá o valor referente ao salário-mínimo nacional durante 6 meses. Após esse período deve ser seguido o piso salarial conforme estabelecido pela convenção coletiva municipal.

Outras cláusulas e disposições já estabelecidas pela Convenção Coletiva continuam em vigor e não serão alteradas. O reajuste é obrigatório e deve ser aplicado a partir da data base de 01 de janeiro de 2022.

Confira abaixo o salário comercial atualizado de cada município;

TANGARÁ DA SERRA: R$ 1.305,00
CAMPO NOVO PARECIS: R$ 1.305,00
BARRA DO BUGRES: R$ 1.290,00
NOVA OLÍMPIA: R$ 1.285,00
ARENÁPOLIS: R$ 1.285,00
NORTEL NDIA: R$ 1.285,00
PORTO ESTRELA: R$ 1.285,00

Assessoria

Comentários Facebook

Tangará da Serra

Amigos pedem ajuda para professora internada em semi UTI após acidente em Tangará

Publicado

Amigos e familiares da professora Almirene Bomfim estão pedindo ajuda financeira para custear as despesas de um tratamento que ela terá de passar após ter sofrido um grave acidente de moto na última sexta-feira, 20 de maio, em Tangará da Serra.

Almirene que é professora da escola Ernesto Che Guevara, está internada na semi UTI da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas), para onde foi encaminhada após sofrer o acidente.

Conforme o comunicado publicado por amigos e familiares da professora nas redes sociais, ela está aguardando uma vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para ser transferida. “Estamos pedindo a contribuição para ajudar nos custos, qualquer quantia será bem vinda”, diz o pedido.

Quem desejar ajudar a professora Almirene Bomfim, pode enviar um pix de qualquer valor.

Nome para recebimento: Márcia Francisco Bomfim
Chave pix: 65996332228

Continue lendo

Cidades

Nova carteira de habilitação começa a ser emitida a partir de junho

Publicado

O Governo de Mato Grosso, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), começa a emitir, a partir de 1º de junho, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com a nova identidade visual. A nova versão foi determinada pela Resolução nº 886 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e será impressa para os condutores que forem renovar o documento, emitir a segunda via, alterar dados ou tirar a CNH pela primeira vez a partir de junho.

“O novo modelo da CNH vai evitar fraudes, pois traz novos itens de segurança em relação à anterior e não sofrerá alteração na taxa, permanecendo o mesmo valor”, destacou o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos.

Devido à necessidade de ajustes no sistema das gráficas para a impressão do novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação, a emissão das CNHs estará suspensa do dia 27 de maio a 1º de junho em todo Estado, conforme já deliberado com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

O que vai mudar

A nova versão da CNH terá as cores em verde e amarelo, identificação das categorias com equivalência internacional e, no verso, texto em português, inglês e espanhol facilitando a identificação dos condutores brasileiros em solo estrangeiro. No verso da CNH, além do QR Code o documento também terá um código de leitura internacional de dados.

A categoria da CNH ficará visível na primeira coluna junto a imagem do tipo de veículo o qual o condutor está habilitado. No canto superior direito do documento terá uma indicação por meio da letra P (se o condutor tiver apenas permissão para dirigir) e a letra D (se a CNH for definitiva).

O documento também terá um campo para indicar se o condutor exerce atividade remunerada e outro campo para anotação de possíveis restrições médicas. A nova CNH contará com mais dispositivos de segurança como tinta especial fluorescente que brilha no escuro, itens visíveis apenas com luz ultravioleta e holograma na parte inferior do documento, dificultando falsificações.

O Detran-MT reforça aos condutores que possuem o documento na versão antiga e dentro do prazo de validade, que não precisam se preocupar, pois o mesmo continuará válido até a sua data de vencimento para renovação.

Documento obrigatório

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é um documento obrigatório para todas as pessoas que desejam dirigir em território nacional e também serve como documento individual de identificação em todo País. Atualmente em Mato Grosso, cerca de 1,5 milhão de condutores são habilitados em todas as categorias.

O diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade, reforça que, por mais que a nova versão da CNH tenha informações em português, inglês e espanhol, para dirigir nos mais de 150 países que assinaram a Convenção de Viena, ainda é obrigatório o porte da Permissão Internacional para Dirigir (PID), se o condutor for permanecer por mais de 180 dias.

“A nova CNH pode ser utilizada nos países que não participaram da convenção, mas que possuem acordo bilateral com o Brasil, como o acordo Mercosul. Para trafegar nos demais países é obrigatório o porte da PID, caso o condutor fique viajando por mais de 180 dias”, ressaltou.

A CNH está disponível na versão física e digital. O acesso à versão eletrônica é somente pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), que pode ser baixado em aparelhos celulares com tecnologias Android e IOS.

Fonte: Detran/MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana