conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

BemRural

Contas do exercício 2021 da Aprosoja-MT são aprovadas por unanimidade

Publicado


Fortalecimento Institucional

Contas do exercício 2021 da Aprosoja-MT são aprovadas por unanimidade

O parecer favorável foi emitido, por meio de auditoria externa independente, e anunciado em assembleia geral na manhã desta quinta-feira (07.04), na sede da entidade

Jefferson Eduardo – Ascom Aprosoja-MT

07/04/2022

Produtores rurais associados aprovaram por unanimidade as contas do exercício de 2021 da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), nesta quinta-feira (07.04), em Assembleia Geral Ordinária. O parecer favorável foi emitido, por meio de auditoria externa independente e anunciado pela conselheira fiscal, Rosana Galbieri. Nas contas o balanço patrimonial e as demonstrações contábeis anual.

Os gastos foram apresentados em detalhes pelo diretor executivo da Aprosoja-MT, Welington Andrade, que explicou as despesas das áreas técnicas, sustentabilidade, defesa agrícola, política agrícola e logística, comunicação, marketing entre outras.

“Nós aprovamos por unanimidade as contas do exercício de 2021. Conseguimos trabalhar e ver nessa diretoria uma transparência muito grande das informações e respeito com o conselho fiscal. As reuniões e as informações estavam de maneira correta e bem explicadas, tanto pela diretoria quanto pela auditoria. É uma felicidade trabalhar quando tem uma equipe preparada para atender a entidade. Fica aqui o parecer aprovado e o orgulho em trabalhar com essa equipe de profissionais e diretores competentes”, enfatizou a conselheira fiscal, Rosana Galbieri.

O produtor rural de Primavera do Leste, Cristian Wili Braun, disse que a cada ano a Aprosoja-MT vem aumentando sua transparência. É uma satisfação para todo produtor participar dessa assembleia e aprovar por unanimidade as contas da entidade, mostrando onde estão sendo investidos os recursos arrecadados”, declarou Braun.

O presidente da Aprosoja-MT, Fernando Cadore, disse que é muita responsabilidade gerir uma entidade recursos de quase 8 mil associados e principalmente, saber se esses recursos estão trazendo o retorno necessário para o investimento. “Esse resultado mostra que a entidade está no caminho certo, a gente fica muito feliz. Estamos na metade do nosso mandato e tem muita cosia a ser feito. Espero com a ajuda de todos consolidar essas estratégias e ações e isso será possível, já que a base e a diretoria estão todos unidos, fazendo a gente ser mais forte”, enfatizou Cadore.

Fonte: Rosangela Milles

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook

BemRural

Após “luta” de 1h30, jaú de 150 kg é pescado e solto novamente no rio em Tangará

Publicado

Foto: G1

Uma “luta” travada entre pescador e peixe levou cerca de uma hora e meia. Mas não era qualquer peixe. O animal em questão trata-se de um jaú que pesa cerca de 150 quilos. Essa história, que não é conversa de pescador, aconteceu em Tangará da Serra no rio Sepotuba e foi destaque no noticiário de Mato Grosso.

O empresário Lucas Torrente e seus amigos é que pescaram o jaú de 150 kg. Entre fisgar o bicho e levá-lo ate um barranco, se passaram uma hora e meia. Depois de toda essa peleia, o peixão foi solto e voltou para as águas do Sepotuba.

De acordo com o biólogo da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), Valdo Troy, em entrevista concedida ao portal G1, um peixe deste peso é uma exceção e tem um papel essencial, que é controlar a população de peixes.

“Seria humanamente impossível brigar sozinho com um peixe daquele tamanho. Foi essencial a experiência junto com meus parceiros, porque o jaú é um peixe muito forte”, disse Lucas, que fisgou o bicho, ao portal. “Ele passava tranquilamente uns 150 kg. Se a gente submetesse ele a uma balança, poderia machucá-lo. Então, nós o soltamos e a dúvida ficou”, completou.

Continue lendo

BemRural

FRANGO/CEPEA: Demanda externa cresce; preços sobem no Brasil

Publicado

por


Cepea, 08/04/2022 – A maior demanda internacional pela carne de frango motivou altas nos preços domésticos da proteína, segundo informações do Cepea. Com menor disponibilidade interna de muitos produtos, como peito e filé, vendedores seguem elevando as cotações, buscando garantir a margem frente ao custo de produção ainda alto. Além das exportações, o período de início de mês, com o recebimento do salário por parte da população, também favoreceu as altas nos preços. De acordo com dados da Secex, 385 mil toneladas de carne de frango foram exportadas em março, quantidade 13,3% acima da observada em fevereiro e ainda 4,8% maior que a exportada em março/21. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana