conecte-se conosco


Mato Grosso

Combate ao tráfico de drogas desarticula quadrilhas em várias cidades

Publicado

Dezesseis pessoas foram presas por tráfico de drogas na quarta-feira e quinta-feira (13 e 14.06) em Mato Grosso. As ações policiais foram registradas nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso, Primavera do Leste, Tangará da Serra, Brasnorte e Barra do Bugres.

Em Várzea Grande, cinco pessoas foram presas no bairro Vila Boa Esperança, flagradas com 11 porções de maconha e 243 de pasta base de cocaína, além de dinheiro e plástico para embalar o entorpecente. Os policiais chegaram aos suspeitos depois de serem informados que a residência onde eles estavam era utilizada para a venda de drogas. Foram detidos: A.B.S.P. (24), H.C.M. (19), A.C.S. (22), A.C.S. (27) e W.C.S. (23).

Droga apreendida no bairro Pedregal, em Cuiabá    Foto: PMMT

Outra quadrilha foi desarticulada em Barra do Bugres, no bairro Jardim Paraguai. Os policiais do motopatrulhamento abordaram J.F.L. (22), J.G.R. (21), T.P.V. (19), N.C.S. (22) e L.F.L. (31) e encontraram 22 porções de maconha, 119 de pasta base de cocaína, além de arma de fogo, munições e dinheiro.

Em Sorriso, dois flagrantes aconteceram em bairros diferentes. No Jardim Primavera, F.L.S. (23) foi preso com 49 porções de maconha, uma arma de fogo carregada, balança e máquina de cartão de crédito.

Já no bairro São Domingos, E.S.M. (23) foi detido com porções de pasta base de cocaína, dois rádios comunicadores na frequência da polícia e um revólver com munições.

Em Primavera do Leste, no bairro Novo Horizonte, foram detidos E.S.R. (27) e J.C.M.S. (21), com 27 porções de crack, maconha e cocaína, além de balança. A polícia chegou até a dupla depois de receber informações de moradores.

Em Brasnorte, os policiais faziam rondas pelo bairro Arco Iris quando viram L.M.L.J. (17), em atitude suspeita. Quando percebeu a viatura, o jovem jogou um pacote com 19 porções de maconha no chão. Na casa do adolescente foram encontrados um quilo e meio de maconha, duas porções de pasta base de cocaína, 569 adesivos de LSD e outros materiais.

Droga apreendida em Tangará da Serra   Foto: PMMT

M.H.P.S. (19) foi detido em Tangará da Serra depois que a Força Tática recebeu informações de que ele comercializava drogas no bairro Jardim dos Ipês. Durante a averiguação da denúncia, foram encontradas com o suspeito 21 porções de pasta base de cocaína, uma de maconha e outra de cocaína.

Em outra ação, W.S.F. (44) foi preso por agentes que faziam rondas no bairro Jardim Rui Barbosa, em Rondonópolis. Os policiais decidiram abordar o suspeito e com ele foram encontradas porções de pasta base de cocaína.

Em Cuiabá, uma porção de maconha foi apreendida em uma casa abandonada no bairro Pedregal. Não havia ninguém na casa no momento da apreensão.

Todos os detidos, assim como as drogas apreendidas, foram encaminhados às delegacias nas respectivas cidades.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Seduc oferece formação aos profissionais da educação em programa de apoio socioemocional

Publicado

por


.

Em face aos desafios prescritos pela pandemia de coronavírus e a com a necessidade de integração e acolhimento aos profissionais da educação para a volta às aulas de forma não presencial, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) oferecerá, a partir de 10 de agosto, formação continuada de um programa de apoio socioemocional na plataforma “Vivescer“. 

O lançamento do curso será no dia 10 de agosto, às 9h, por meio de uma live.

A participação na live está vinculada ao cadastro no curso Vivescer. As informações da live será encaminhada pelo e-mail cadastrado no ato da inscrição. O cadastro deve ser feito pelo site do Vivescer

A formação é resultado de uma parceria entre a Seduc e o Instituto Península, por meio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

A plataforma oferecerá quatro cursos (também conhecida por Jornadas de Aprendizagem): Corpo – como veículo de aprendizagem e bem-estar; Emoções – as relações entre emoções, ensinar e aprender; Mente – o papel das crenças e das perspectivas na aprendizagem; Propósito – propósito de vida dando sentido à profissão. Cada jornada é certificada com 32 horas. 

Segundo o superintendente de Políticas de Desenvolvimento Profissional da Seduc, Adriano Sabino, esses cursos auxiliarão o profissional da educação a equilibrar mente, corpo e emoções, especialmente nesse período de volta às aulas não presenciais, bem como vincular-se ao seu propósito de vida.

Além disso, haverá uma comunidade de suporte, na qual os participantes trocarão experiências e materiais. Os cursos são auto instrucionais e espera-se o envolvimento e a participação de todos os profissionais da educação que optará por um horário de sua preferência.

“A nossa expectativa é de que essa formação possa contribuir significativamente para a atuação dos nossos profissionais, no seu processo de retomada das atividades pedagógicas de volta às aulas não presenciais, assegurando suporte socioemocional”, ressalta.

A plataforma “Vivescer” é 100% gratuita, desenvolvida por professores de diferentes estados do Brasil em um processo de criação colaborativa pilotado pelo Instituto Península.

Vivescer é uma palavra criada pelo escritor Guimarães Rosa que combina as palavras “viver” e “ser”.

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Inscrições para Prêmio Gestão Escolar vão até dia 15 de agosto

Publicado

por


.

As escolas públicas – estaduais e municipais – de Mato Grosso têm até o dia 15 de agosto para se inscreverem no Prêmio Gestão Escolar (PGE) 2020. A premiação contempla projetos eficientes e inovadores de gestão na educação básica da rede pública de todo o país.

Podem se inscrever no Prêmio gestores e professores de escolas regulares de educação básica pública de qualquer etapa: educação infantil, ensino fundamental, ensino médio. A equipe escolar deve preencher o cadastro da escola no site www.premiogestaoescolar.com

Em 2020, a iniciativa vai reconhecer práticas exitosas das escolas que, no momento de afastamento social, estão se empenhando para encontrar soluções de forma criativa e inovadora para garantir a continuidade da aprendizagem dos alunos.

Segundo a coordenadora estadual do prêmio, Kerlla Quinteiro Amorim, o número de escolas inscritos é expressivo, mas deve ser maior até a data final do registro das escolas. “Mesmo com a pandemia, vamos ter um grande número de escolas inscritas”, ressalta.

Livramento

A Escola Estadual de Campo José de Lima Barros, localizada no Distrito de Faval no município de Nossa Senhora do Livramento (a 42 quilômetros ao sul da Capital) é uma das participantes. A expectativa de diretora Ana Cláudia de Campos, para o prêmio é a melhor possível.

A gestora destaca que a maneira de pertencer ao campo remete ao universo de trabalho, de devoção religiosa, de festa e confraternização das famílias. O fato de todos se conhecerem entre si também é um fator que incide sobre os métodos de ensino-aprendizagem.

No entendimento de Ana Claudia, fazer gestão em escola do campo em tempos de pandemia é desafiador, pois a escola está situada a 70 quilômetros da sede do município. A localização geográfica não facilita para a gestora fazer compras de materiais escolares necessários, bem como, para questões burocráticas, reuniões, entre outros.

“Acreditamos que a participação é uma oportunidade de mostrar as dificuldades e sobretudo os resultados positivos da educação do campo que já enfrentava muitos desafios antes da pandemia. E agora, toda a escola não tem medido esforços em buscar soluções para assegurar a continuidade do processo de ensino-aprendizagem em meio a esta pandemia”, salienta.  

Equipe

Em 2020, o Prêmio Gestão Escolar vai contemplar também o professor e a equipe escolar. A iniciativa representa o reconhecimento da união de esforços para superar os desafios que a situação atual impõe ao considerar, além do gestor, os atores que estão na ponta do processo de ensino e aprendizagem.

Serão premiadas as equipes escolares (cada equipe sendo composta por um gestor, um coordenador e quatro professores) que conseguiram transformar o momento de apreensão em soluções criativas e inovadoras de forma colaborativa e conjunta para manter o clima educacional apesar do afastamento social.

O processo de seleção das escolas inscritas se dará em três etapas, Estadual, Regional e Nacional. A escola selecionada como “Referência Nacional” receberá premiação em dinheiro de R$ 30.000, além das vagas no curso de especialização.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana