conecte-se conosco


Economia

Combate ao desemprego deve ser prioridade no Brasil em 2020

Publicado

source
42% dos brasileiros acreditam que ofertas de emprego devem aumentar arrow-options
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

42% dos brasileiros acreditam que ofertas de emprego devem aumentar

A melhora da saúde pública (39%) e o combate ao desemprego (39%) foram apontados pelos consumidores brasileiros como os principais problemas a serem enfrentadosem 2020 para a retomada do crescimento econômico. Os dados são de um levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

O ranking de temas que merecem a atenção em 2020 é seguido por investimentos em educação (38%), combate à corrupção (25%), combate à violência (20%) e controle da inflação (18%), além da diminuição de impostos (18%).

As áreas que mais devem registrar avanços neste ano, segundo a percepção dos entrevistados, são a criação de vagas de emprego (42% acreditam que irá aumentar), o combate à inflação (35% acreditam que ela irá reduzir) e a diminuição da inadimplência (32% acreditam que irá reduzir).

País tem ao menos 170 seleções abertas para mais de 15 mil vagas

Por outro lado, os consumidores avaliam que algumas áreas não devem evoluir, como a melhora da renda e salário, que para 43% seguirão estagnados, e os investimentos em saúde, que para 42% não irão se alterar.

Embora a retomada do ambiente econômico ainda aconteça em ritmo gradual, os brasileiros estão, em algum grau, otimistas com o cenário para 2020. De acordo com a pesquisam, 45% dos entrevistados têm a percepção de que a economia vem se recuperando, embora 37% avaliam que essa retomada acontece de forma lenta e apenas 8% de maneira acelerada. Já 31% não percebem sinais de crescimento e 17% acham que a situação está piorando. Outros 7% não sabem avaliar.

Emprego novo? O que fazer (ou não) para causar uma boa impressão

Na avaliação do presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, o que se espera é que os setores de comércio e serviços voltem a empregar, fazendo o dinheiro circular novamente. “Alguns avanços foram percebidos durante o primeiro ano da gestão do novo governo, como a reforma da previdência, mas há muitos desafios a serem enfrentados, principalmente diante do alto índice de desemprego no país”, afirma.

Na avaliação dos entrevistados, a aprovação das reformas estruturais deve melhorar o ambiente econômico do país. Para 66% dos brasileiros, a reforma tributária, que prevê a reestruturação do sistema de cobrança dos impostos no Brasil, é necessária. Também é considerada necessária a reforma administrativa (58%), que contempla a revisão de salários do funcionalismo público e o fim da estabilidade. Outra medida considerada importante pelos entrevistados é a chamada ‘PEC Emergencial” (57%), que propõe a criação mecanismos de redução dos gastos públicos quando saírem do controle.

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a maioria dos brasileiros sente que a arrecadação de impostos não se reflete de maneira justa em benefícios sociais, assim como os próprios empresários. “A carga tributária avançou muito nas últimas décadas e a sensação é de que não há retorno em serviços públicos de qualidade. Não bastasse o peso da carga, as empresas enfrentam uma burocracia enorme para ficar em dia com o fisco, o que afugenta investimentos e prejudica a competitividade na indústria, nos serviços e nos demais setores produtivos”, pondera Marcela.

Dentre os entrevistados que defendem a reforma tributária, 38% justificam que sua aprovação poderá reduzir a burocracia no pagamento de impostos e melhorar a questão fiscal no país (36%). Outros 36% acreditam que a reforma vai estimular o consumo e o dinheiro circulante na economia, enquanto 32% acham que deve reduzir a sonegação de impostos.

De forma geral, a maioria das pessoas ouvidas acredita que as novas reformas propostas pelo governo têm chances de serem aprovadas, principalmente a abertura ao comércio internacional (60%) e as privatizações e concessões (59%).

O levantamento ainda revela que sete em cada dez (68%) entrevistados avaliam que a recente reforma da previdência foi necessária. Com a sua aprovação, 32% mostram-se mais otimistas em relação à retomada do crescimento econômico, enquanto 31% estão indiferentes por não achar que a reforma traga grandes mudanças e 26% disseram estar pessimistas.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook

Economia

Mulher é presa após aplicar golpe da OLX, que é “moda” no Mato Grosso do Sul

Publicado

por

source
carro arrow-options
Reprodução OLX

Mulher é presa em flagrante por envolvimento com quadrilha que aplica golpe da OLX


Um mulher foi presa e autuada em flagrante, em Campo Grande, por envolvimento com uma quadrilha que aplica golpes na internet utilizando o site de anúncios OLX. Os policiais chegaram até a suspeita após investigarem a negociação de uma moto, na qual a vítima perdeu R$ 5.700,00.

A pessoa lesada pelo grupo criminoso registrou boletim de ocorrência na delegacia, em que declatrou ter visto o anúncio da motocicleta no valor de R$ 7.200,00. 

Leia também: Corpo de Adriano da Nóbrega é liberado para sepultamento após segundo exame

Porém, um dos criminosos da gangue clonou o anúnciou e gerou uma nova pulicação, na própria OLX, alterando apenas o número de telefone e o valor do veículo para os R$ 6.200,00. A negociação que baixou ainda mais o preço fictício ocorreu no dia 15 de fevereiro e o integrante da quadrilha, identificado apenas como Agnaldo, alegava que a moto poderia ser vista a qualquer momento. 

Após avançar com a vítima na trama do golpe, o estelionatário  fez contato com o proprietário do veículo informando que o seu “ex-funcionário” iria até local para ver o veículo e que, “caso gostasse, quem pagaria seria Agnaldo, como parte de um acordo trabalhista”. 

Leia também: Ex-missionário nomeado na Funai é acusado de manipular índios e dividir aldeias

A vitima, sem ter noção das intermediações feitas pelo golpista, foi até o local onde se encontrava a moto verdadeira e se apresentou ao proprietário como “ex-funcionário de Agnald”, conforme havia sido orientado. Por fim, fechou negócio, pagou por meio de transferência bancária e não conseguiu mais contato com o suposto vendedor. 

As transferências em questão foram movimentadas pela mulher de 35 anos, posteriormente detida pela polícia. Ela foi descoberta depois que a vítima buscou o verdadeiro dono da moto, que alegou não ter recebido qualquer pagamento e o caso acabou sendo registrado pela polícia.

Leia também: Bolsonaro comenta foto de Olavo de Carvalho em hospital e preocupa fãs

A delegada responsável pelas investigações afirmou que a quadrilha também tem envolvimento com o tráfico de drogas e que usam o dinheiro para alimentar a estrutura e comprar novos chips para aplicar outros golpes.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Mega-Sena sorteia 4º maior prêmio da história em sorteios regulares neste sábado

Publicado

por

source
mega-sena arrow-options
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Mega-Sena sorteia neste sábado (22) o 4º maior prêmio regular de sua história

A Mega-Sena sorteia neste sábado (22) um prêmio de R$ 190 milhões, o quarto maior da história dos concursos regulares. As seis dezenas do concurso 2.236 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

Leia também: Já imaginou ganhar a Mega-Sena? Veja como prêmios são pagos com segurança

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. O bilhete simples da Mega-Sena , com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.235 da Mega-Sena , cujos números sorteados na última quarta-feira (19), foram: 14 – 18 – 30 – 35 – 55 – 57 , então o prêmio, à época estimado em R$ 170 milhões, acumulou.

Em 2020, ninguém conseguiu acertar todos os números em um concurso, então já são 16 sorteios sem vencedor do prêmio máximo. Com isso, a acumulação faz com que o prêmio deste sábado seja estimada em um valor expressivo, de R$ 190 milhões, a quarto maior prêmiação regular – isto é, que exclui a Mega da Virada – de toda a história da maior loteria do Brasil.

Por conta do carnaval , o sorteio seguinte, de número 2.237, será sorteado na próxima quinta-feira (27), e não na quarta, como de costume, por conta da programação especial da Caixa no período de folia. Na Quarta-Feira de Cinzas, as agências abrirão somente às 12h, e na segunda e na terça elas estarão fechadas.

Como funciona

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e pode pagar milhões ao sortudo que acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem ao menos duas vezes por semana – normalmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, as chamadas Quadra e Quina , respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha – nesse modelo, o sistema escolhe automaticamente as dezenas que serão jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, a chamada Teimosinha.

Premiação

Os prêmios iniciais costumam ser de aproximadamente R$ 3 milhões para quem acerta as seis dezenas. O valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante.

Leia também: Dinheiro da aposta não serve só para premiar: quem ganha com recurso da loteria?

O prêmio bruto da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos de final zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana