conecte-se conosco


Educação

Com retomada das aulas, direção do CEJA faz apelo para atualização de cadastro dos alunos em Tangará

Publicado

O Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Antônio Casagrande, está mobilizado para o retorno às aulas não presenciais dos alunos matriculados na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), em escolas de ensino regular da rede estadual, que iniciam em 03 de agosto.

O diretor do Ceja Antônio Casagrande, Alex Andrade, faz apelo para que os alunos atualizem os cadastros. Foto:GazetaFM

Em Tangará da Serra, com a suspensão dos encontros presenciais por causa do coronavírus, os professores ligados ao programa de Educação para Jovens e Adultos (EJA) se adaptaram durante a pandemia, para a retomada das atividades que serão remotas. Além disso, haverá entrega de material apostilado para quem não tem acesso à internet, explica o diretor do CEJA Antônio Casagrande, Alex Andrade.

“Todas as escolas da rede estadual estão retornando às atividades no dia 03 de agosto. A forma de atendimento será online para quem tem acesso à internet, e para àqueles alunos que não tem acesso, a escola estará disponibilizando o material impresso. Precisamos muito que os alunos procurem a escola, ou via telefone, ou vindo até a secretaria para atualizar os números de telefone, para que façamos o contato com eles”, reforça o diretor da unidade.

Atualmente, são 24 mil alunos matriculados do primeiro calendário (escolas que iniciaram o ano letivo em 10 de fevereiro) nesta modalidade de ensino. Para a matrícula da EJA do ensino fundamental, o aluno deve ter 15 anos completos, e no ensino médio, 18 anos completos. Para mais informações, entre em contato com o CEJA Antônio Casagrande, pelo Fone: (65) 3326-2178 

Comentários Facebook

Educação

SINTEP em Tangará afirma que não há condições de retomada das aulas presenciais

Publicado

Francisca Alda de Lima, Presidente do SINTEP de Tangará

A Presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (SINTEP), sub-sede de Tangará da Serra, professora Francisca Alda Ferreira de Lima, afirmou que não há condições para retomada das aulas presenciais.

A possibilidade que tem sido debatida pela SEDUC e Secretarias Municipais de Educação, segundo a presidente do Sindicato, deve ser descartada. “Estamos com quatro Diretores de escolas em isolamento com suspeita de COVID. Inclusive eu. Sem condições sanitárias e vacina não há que se discutir volta as aulas”, pontua.

De acordo com a sindicalista, o SINTEP está realizando o planejamento estratégico durante essa semana. “Deste planejamento sai as ações do Sindicato para este ano. Vamos aguardar, debater o planejamento e os encaminhamentos”, salienta.

Quanto ao retorno das aulas presenciais, Francisca enfatiza não haver qualquer possibilidade disso acontecer, sugere que os pais de alunos sejam consultados através de uma enquete.

 

GREVE

 

A nível de Estado, professores e demais trabalhadores da rede em Mato Grosso sinalizaram para a realização de uma “greve sanitária” para contrapor a decisão do Governo do Estado de retomar as aulas presenciais já no próximo dia 8 de fevereiro.

Sobre essa possibilidade acontecer em Tangará, Francisca explica que a pauta será encaminhada para uma assembleia do SINTEP no Município. “Deverá ser pauta de uma assembleia que iremos promover assim que encerrar o período de quarentena em que estou, ou alguém assumir a presidência temporariamente”, completa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Educação

Escola Emanuel Pinheiro passa a se chamar Colégio Tiradentes e PM assume gestão em Tangará

Publicado

Foto: Reprodução

A Escola Estadual Emanuel Pinheiro de Tangará da Serra agora passa a se chamar Colégio Tiradentes. Isso porque o Governo de Mato Grosso implantou a primeira unidade de Escola Militar da cidade em uma de suas mais antigas escolas.

A Polícia Militar de Tangará é que passará dessa forma a fazer a gestão escolar da unidade. A direção ficará a cargo do Capitão PM Márcio Pereira da Silva.

De acordo com a Capitão a Polícia Militar será a responsável pela Gestão e Coordenação disciplinar do agora Colégio Tiradentes de Tangará, enquanto a parte pedagógica da escola continua sob a gestão da SEDUC.

“O trabalho da PM visa garantir que professores e coordenadores tenham respaldo quanto a hierarquia e o respeito por parte dos alunos em sala de aula”, enfatiza o Capitão.

De acordo com o Diretor do Colégio, regras básicas como fardamentos específicos, uniformes, cortes de cabelo, entre outros, são parte da condução efetiva nesse formato da escola.

Os pais e responsáveis por alunos terão uma participação maior em todo esse processo, garante o Capitão PM. “Serão chamados para atuarem mais diretamente na vida escolar do aluno”, pontua.

Matrículas

Segundo o Diretor da unidade, as matrículas foram abertas em 5 de janeiro e serão encerradas na próxima quarta-feira, 13.

“Os pais que tiverem interesse em ingressar seus filhos na Escola Militar Tiradentes, nos procurem no antigo Colégio Emanuel Pinheiro e efetuem a matrícula do 7° ao 2° ano”, completa o Capitão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana