conecte-se conosco


BemRural

Com a presença do governador, 2ª Feira Estadual MT Horticultura traz tendências, comercialização e novas tecnologias são destaques da

Publicado

Mais expositores, inúmeras tecnologias, palestras, minicursos, presença do governador e bom público. Estes ingredientes já credenciam a 2ª edição da Feira Estadual MT Horticultura a superar o sucesso da edição do ano passado.

2ª Feira Estadual MT Horticultura foi organizada através de parceria entre Unemat, setores público e privado. Foto: Sérgio Roberto

A feira foi aberta ontem, quinta-feira (22/08) e se encerra nesta sexta-feira, no Centro de Pesquisas, Estudos e Desenvolvimentos Agroambientais da Unemat, em Tangará da Serra. Muitas autoridades municipais e estaduais prestigiaram o evento ao longo do dia. Com mostras da atividade típica da agricultura familiar e seus segmentos correlatos, o evento também teve presenças de entidades ligadas ao setor e órgãos do poder público.

O evento é uma realização da UNEMAT, Prefeitura Municipal de Tangará da Serra, Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA), Associação dos Engenheiros Agrônomos, Sindicato Rural e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (CREA-MT). O patrocínio é da Fort Agrícola, Fort Construções, Ideal Agroveterinária, Sicredi, Áster Máquinas, Senar-MT. A feira tem, ainda, apoio do Sebrae, UFMT, EMPAER, Parque Tecnológico, FAPEMAT, SECITEC, SAMAE, SEAF, Secretaria de Industria e Comércio, e Secretaria Municipal de Turismo de Tangará da Serra.

 

Movimentação e presença do governador

A movimentação foi intensa já no primeiro dia (quinta,22) nos 52 estandes e no giro tecnológico das estações de frutas, flores e hortaliças. Movimento bom também foi verificado no Encontro de Negócios da Agricultura Familiar (Sebrae/Nupes/Necomt) e na carreta do MT Ciências montada pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (SECITEC).

Leia mais:  Motoristas de aplicativo vão participar de projeto para prevenção de crimes

Ponto alto do evento na quinta-feira foi a presenta do governador Mauro Mendes, que esteve à tarde no local da feira. Mendes destacou a importância da agricultura familiar na economia de Mato Grosso. “É da agricultura familiar que vem à nossa mesa a maior parte dos alimentos do nosso dia-a-dia”, disse, em discurso na tenda de palestras.

O gestor estadual também destacou o crescimento da agricultura familiar em todo o estado e assegurou a presença do governo na trajetória de crescimento do setor. “Estamos quebrando barreiras aqui em Mato Grosso para facilitar a comercialização dos produtos da agricultura familiar. Estamos vendo novas tecnologias e mais produção nas pequenas propriedades, estamos vendo empresas industrias e comerciais ampliando sua linha de produtos, máquinas e equipamentos destinados ao setor. Certamente assistiremos já a partir deste ano a um aumento importante no nível de geração de emprego e renda na economia familiar e na horticultura”, afirmou.

Difusão

Segundo o presidente da comissão organizadora, Professor William Krause, a feira tem como meta promover a difusão de tecnologia em horticultura a produtores rurais, técnicos extensionistas, estudantes e a comunidade em geral, e também abrir discussões sobre as limitações do setor. “É importante (a feira) para abrir discussões sobre a comercialização e o mercado de frutas, hortaliças e flores tropicais como alternativa de renda para agricultores e empresas do segmento”, disse, observando que a horticultura mato-grossense ainda se ressente da falta de um maior aprimoramento da extensão e assistência ao pequeno produtor.

Leia mais:  TIM é multada em R$ 1,5 milhão por propaganda enganosa

Neste contexto, o evento proporciona discussões tanto sobre os gargalos como a divulgação de resultados de pesquisas científicas e experiências de sucesso do setor de flores, frutas e hortaliças desenvolvidas e adaptadas ao ambiente mato-grossense. Os participantes também tiveram oportunidade de conhecer novas práticas de cultivo, entre outras atividades essenciais à horticultura.

Além da área de estandes com exposição de produtos de hortifrúti, floricultura, insumos, máquinas e equipamentos, o evento conta com minicursos, giro tecnológico pelas estações de demonstração de frutas, flores e hortaliças, bem como a visitação aos estandes de instituições ligadas ao setor.

 

Programação

Para esta sexta-feira, a 2ª Feira Estadual de Horticultura terá a continuidade no giro tecnológico e no Encontro de Negócios da Agricultura Familiar, assim como nas atividades nos estandes dos expositores e na Oficina de Aproveitamento de Alimentos.

A novidade para o segundo e último dia serão as palestras, que versarão sobre tecnologia, pesquisa e extensão, aspectos econômicos e potenciais (veja programação desta sexta-feira ao final da matéria). O encerramento está previsto para às 17hs.


 

 

 

Fonte: Enfoque Business

 

 

 

Comentários Facebook
publicidade

BemRural

SOJA/CEPEA: Atividades de semeio avançam; vendedor está retraído

Publicado

por

Cepea, 14/10/2019 – O semeio de soja registrou avanço significativo na semana passada, favorecido por chuvas nas principais regiões produtoras, especialmente no Paraná e no Centro-Oeste, segundo colaboradores do Cepea. No Sudeste do Brasil, as atividades estão em ritmo mais lento, devido à baixa umidade do solo. Mesmo diante das irregularidades climáticas, a Conab estima produção nacional de soja em 120,39 milhões de toneladas na temporada 2019/20, 4,7% a mais que na temporada passada e um recorde. Nos Estados Unidos, o clima desfavoreceu praticamente todo o ciclo da oleaginosa, reduzindo a produção do país. O USDA indica produção de 96,62 milhões de toneladas, 2,27% inferior ao estimado em setembro e expressivos 19,82% abaixo da safra 2018/19. Quanto à comercialização do grão, diante das incertezas em relação à produção global de soja, muitos produtores brasileiros estão retraídos dos negócios, esperando obter maior receita nas vendas nos próximos meses. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
Comentários Facebook
Leia mais:  Agenda da semana tem futebol e Brasileiro de Karatê-dô Tradicional no Complexo Arena Pantanal
Continue lendo

BemRural

MILHO/CEPEA: Produtor continua retraído e preço, em alta

Publicado

por

Cepea, 14/10/2019 – As cotações do milho seguem em elevação no mercado brasileiro neste início de outubro, segundo dados do Cepea. Pesquisadores afirmam que a justificativa para o cenário altista é a retração de vendedores, que, por sua vez, estão influenciados pelo clima, pelo forte ritmo de embarques e pela demanda aquecida. De 4 a 11 de outubro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) avançou 1,1%, fechando a R$ 40,41/saca de 60 kg nessa sexta-feira, 11. Quanto aos embarques, já foram exportadas 1,3 milhão de toneladas de milho nos primeiros quatro dias úteis de outubro, segundo dados da Secex. A média diária de exportação está em 328,6 toneladas; assim, caso esse ritmo se mantenha até o final de outubro, o volume pode chegar a 7,55 milhões de toneladas, o que seria o dobro do verificado em outubro de 2018. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
Comentários Facebook
Leia mais:  TIM é multada em R$ 1,5 milhão por propaganda enganosa
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana