conecte-se conosco


BemRural

Colheita de soja é encerrada em Campo Novo, produtor afirma que colheu 67 sacas por hectare

Publicado

Agricultores já encerraram os trabalhos de colheita em suas áreas de soja no município de Campo Novo do Parecis. As atividades tiveram fim na semana passada e a produtividade alcançada ficou na casa das 67 sacas por hectare, apenas uma a baixo da safra 2018.

“O clima colaborou muito para a colheita, principalmente de janeiro à 15 de fevereiro. Nos últimos 15 dias da colheita tivemos um excesso de chuvas e tiveram algumas dificuldades. Contudo, foi um ano bom em que o clima contribuiu. As barricadas mais precoces tiveram um desempenho abaixo do esperado, mas como foi andando a colheita foi voltando ao normal e tivemos uma safra com pouca diferença do que foi colhido ano passado”, conta Romeu José Ciochetta, proprietário do Grupo Morena.

A fazenda também já encerrou o plantio das safrinhas de milho e algodão, uma novidade para este ano, e espera bons níveis de produtividade, uma vez que os trabalhos de semeadura aconteceram todos dentro da melhor janela possível.

O mercado para a venda de soja na região segue travado no momento. Segundo Ciochetta, aconteceram menos vendas antecipadas nessa safra do que nas anteriores, e agora começam a surgir algumas oportunidades para travar os custos. Porém, Campo Novo do Parecis deve ter mais volume de negociações no mês de abril, já com todas as definições para esta safra 2018/19.

Fonte: Portal Campo Novo

Leia mais:  Produtores rurais já podem emitir nota fiscal eletrônica

Comentários Facebook
publicidade

BemRural

Mapa recebe a ministra da Indústria, Comércio e Investimento da Nigéria

Publicado

por

O secretário de Comércio e Relações Internacionais, Orlando Leite Ribeiro, recebeu, na manhã desta terça-feira (26), a ministra da Indústria, Comércio e Investimento da Nigéria, Hajiya Aisha Abubakar. No encontro, foram apresentadas formas de intensificar a cooperação bilateral, com foco na internacionalização de empresas brasileiras e na integração de cadeias produtivas de valor. Foram discutidas possíveis aberturas de mercado para produtos que poderão ser usados como insumos na Nigéria.

A ministra Abubakar estava acompanhada do embaixador de seu país, além de outras autoridades que vieram do país africano a fim de se encontrar com representantes do Governo Federal. Do lado brasileiro, também estavam presentes os secretários adjuntos de Comércio e Relações Internacionais, Flávio Bettarello, e de Agricultura Familiar e Cooperativismo, e Sérgio Benevides, Chefe da Divisão da África Central e Ocidental do Ministério das Relações Exteriores, entre outras autoridades.

Mais informações à Imprensa:Coordenação geral de Comunicação Social
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Leia mais:  Projeto de lei não discute aumento de alíquota ao servidor público, explica diretor
Continue lendo

BemRural

Evento internacional sobre seguro agropecuário vai tratar da fruticultura

Publicado

por

O diretor de Gestão de Riscos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Loyola, estará nos dia 3 e 4 de abril, em Curitiba (PR), para o seminário técnico e internacional da Associação Latino Americana para o Desenvolvimento do Seguro Agropecuário (Alasa), focado em seguro rural para frutas.

No dia 3 (quarta-feira), Loyola participa da abertura do evento e do painel “Políticas Públicas de Subsídio ao Seguro Agrícola no Brasil”. “O Ministério da Agricultura tem interesse em disseminar a cultura da gestão de riscos agropecuários no país e o seminário técnico da Alasa é uma oportunidade para que os participantes adquiram conhecimento dos modelos e experiências internacionais em relação ao seguro agrícola de frutas, que tem condições especiais de cobertura e na avaliação de perdas dessas atividades”, salienta o diretor.

No Brasil, as apólices de seguro rural contratadas para as frutas no último ano totalizaram R$ 66,84 milhões, correspondendo a 18% do valor total subvencionado pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). As frutas representaram 18% das apólices contratadas (11,6 mil, no total de 63,5 mil apólices), 1% da área segurada (48,9 mil ha, no total de 4,7 milhões de ha) e 11% do valor segurado pelo PSR (R$ 1,43 bilhão, no total de R$ 12,59 milhões).

As frutas que mais demandaram subvenção de apólices de seguro rural foram maçã (R$ 33,39 milhões ou 50%) e uva (R$ 25,54 milhões ou 38%), principalmente nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O evento, além de servir de encontro para empresas de seguros e resseguros, é uma importante ferramenta para promover o seguro agrícola como um insumo básico para o produtor rural, que permite proteger e tem apoio financeiro contra as diversas contingências que podem ameaçar a lavoura.

Leia mais:  Batalhão de Trânsito comemora 9 anos de trabalho com programação em Cuiabá

Mais informações à Imprensa
Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana