conecte-se conosco


Tecnologia

Clientes do Banco do Brasil podem pagar o IPVA por WhatsApp

Publicado


Novidade para clientes do Banco do Brasil: o IPVA poderá ser pago via WhatsApp
Pixabay
Novidade para clientes do Banco do Brasil: o IPVA poderá ser pago via WhatsApp


Clientes do Banco do Brasil (BB) vão poder realizar o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pelo aplicativo WhatsApp. De acordo com a instituição financeira, também será possível pagar outras taxas cobradas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Leia também: Banco do Brasil usa tecnologia para se aproximar de clientes e aumentar receita

Além do IPVA
, o novo sistema do banco permite que os proprietários paguem também multas de trânsito, por exemplo. No momento, a operação está disponível para os estados do Maranhão, Pernambuco, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.

Nos demais estados, segundo a assessoria do Banco do Brasil
, o uso do WhatsApp
  para pagamentos deve ficar disponível já nos próximos meses, assim que os sistemas das secretarias de Fazenda estiverem sincronizadas.

Como pago o IPVA pelo Whatsapp?


WhatsApp já podia ser utilizado por clientes do Banco do Brasil para consultas, saques e até recarregar o bilhete único. Agora, é possível também pagar o IPVA
Pixabay
WhatsApp já podia ser utilizado por clientes do Banco do Brasil para consultas, saques e até recarregar o bilhete único. Agora, é possível também pagar o IPVA


Para conseguir acessar o BB no aplicativo de mensagens
, é necessário salvar o telefone [+55] (61) 4004-0001 e começar uma conversa. Já no momento de efetuar a operação, o cliente precisa informar o código do Renavam, a placa do veículo e o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) e ter cadastrado previamente seu número de celular na isntituição financeira.  O aparelho e o número do cliente precisarão estar cadastrados previamente.

Leia mais:  Tumblr é retirado da App Store depois de publicar pornografia infantil

Leia também: Acabou o saldo? Banco do Brasil libera recarga do Bilhete Único pelo WhatsApp

O atendimento pelo Whatsapp foi lançado para todos os clientes em setembro de 2018, com opção para 14 transações. Em dezembro, o BB começou a permitir a realização de saques pelo aplicativo
, somando 16 transações via app no total. Segundo a instituição, em menos de quatro meses já foram realizadas mais de 100 mil transações. 

Para utilizar um serviço de informações, como solicitar um extrato de conta-corrente,  um código de confirmação será enviado pelo banco. Para as outras transações, como é o caso do pagamento do IPVA
, os clientes também deverão digitar sua senha e esperar a confirmação da transação.


*Com informações da Agência Brasil

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Proteja-se: golpe rouba conta WhatsApp e já afetou 8,5 milhões de brasileiros

Publicado

por

source

Olhar Digital

telefone celular arrow-options
shutterstock
Cibercriminosos conseguem roubar conta de WhatsApp e se passar por usuário

A clonagem de WhatsApp é um golpe que pode trazer transtornos graves à vítima, permitindo que ela seja imitada por alguém com más intenções, facilitando, por exemplo, a extorsão de amigos e familiares.

Para piorar, essa modalidade de ataque tem se tornado mais comum: segundo levantamento da empresa de segurança PSafe, cerca de 8,5 milhões de brasileiros já foram atingidos por um golpe do tipo.

WhatsApp fica instável na noite desta segunda-feira

Ainda segundo a empresa, o Dfndr Lab, divisão especializada em segurança digital ligada ao aplicativo de antivírus Dfndr, detectou apenas neste ano mais de 134 mil tentativas de roubo de contas de WhatsApp.

O método de ataque mais comum, segundo Emilio Simoni, diretor do laboratório, envolve enganar a vítima a fornecer o código de autenticação. O cibercriminoso cadastra o número em um aparelho, mas o código é enviado por SMS para o celular da vítima , ao qual o golpista normalmente não tem acesso direto.

Hackers conseguem alterar mensagens no WhatsApp, diz empresa de segurança

Por isso, ele tenta entrar em contato com a vítima para fazer com que ela diga o código alegando algum motivo falso, normalmente ligado a segurança. Ao fornecer esse dado, o WhatsApp é bloqueado no celular da vítima e o cibercriminoso passa a ter controle da conta.

Leia mais:  Atualização do WhatsApp permite autoplay de áudios no Android

Esse não é o único método, no entanto. Uma técnica famosa é o “SIM Swap”, no qual o golpista obtém um chip de celular com o número da vítima, o que pode ser feito enganando um atendente da operadora ou simplesmente o subornando. A partir daí, ele pode usar o WhatsApp de outra pessoa livremente no seu smartphone.

De acordo com o estudo da PSafe, o principal prejuízo destes ataques foram o vazamento de conversas privadas , reportado por 26,7% dos entrevistados. Bem perto, na segunda colocação, está o envio de links com golpes para contatos, com 26,6% das respostas.

Outros relatos envolvem solicitações de dinheiro aos amigos (18,2%), perda da conta do WhatsApp (18,0%); e chantagem (10,5%).

Como evitar

A forma mais fácil de evitar esse tipo de ataque é jamais informar para ninguém o número de autenticação que chega por SMS.

É preciso ativar a verificação em duas etapas para manter meu login seguro?


Outra opção, consideravelmente mais segura, é cadastrar a autenticação em duas etapas , o que garante que, mesmo que alguém tenha o código de verificação do WhatsApp em mãos ele ainda precisará de uma senha previamente cadastrada, o que é mais difícil de ser obtido.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

WhatsApp fica instável na noite desta segunda-feira

Publicado

por

source

Usuários do Twitter relatam instabilidade no serviço do WhatsApp na noite desta segunda-feira. As mensagens não estão sendo encaminhadas mesmo para quem está com serviço de internet estável.

No Twitter, internautas criticam o serviço com tom de brincadeira





A empresa ainda não se manifestou sobre o problema.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Leia mais:  Órgãos públicos usam inteligência artificial para combater corrupção
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana