conecte-se conosco


Mato Grosso

CGE sedia treinamento para o combate à corrupção e à lavagem de dinheiro

Publicado

A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) sediará, de 21 a 24 de maio, o “Curso de Capacitação e Treinamento para o Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro”, iniciativa do Ministério da Justiça e Segurança Púbica em parceria com a Rede de Controle da Gestão Pública em Mato Grosso. A abertura do curso será realizada terça-feira (21.05), às 10 horas, no Auditório Gilson de Barros, no prédio da CGE, no Centro Político Administrativo, em Cuiabá.

A programação terá 13 palestras. Uma delas, de abertura do evento, será sobre o “Sistema Nacional de Combate à Lavagem de Dinheiro”, a ser proferida por Arnaldo Silveira, coordenador-geral de Cooperação Jurídica Internacional do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional da Secretaria Nacional de Justiça. Outra apresentação será sobre “Combate à corrupção na saúde pública”, tema a ser conduzido pela superintendente de Auditoria Especial da CGE-MT, Almerinda Alves de Oliveira.

Também estarão em pauta assuntos como “Combate à lavagem de dinheiro”, “Cooperação jurídica internacional e recuperação de ativos como instrumento de combate ao crime”, “Inteligência financeira”, Combate à corrupção em licitações e contratos públicos, “Prevenção à corrupção”, “Prevenção à fraude documental, “Estratégia de enfrentamento à corrupção e à lavagem de dinheiro sob a ótica do Poder Judiciário”.

Ao todo, foram disponibilizadas 160 vagas para agentes públicos, especialmente, delegados e agentes de Polícia, membros do Ministério Público, magistrados, analistas e auditores da CGU, CGE, TCU, advogados da União, defensores públicos, dentre outros.  

Leia mais:  Hino de Mato Grosso foi oficializado 60 anos após primeira apresentação pública

Histórico

O Programa Nacional de Capacitação e Treinamento para o Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (PNLD) surgiu em cumprimento à meta nº 25 da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), com o objetivo de criar um Plano Integrado de Capacitação e Treinamento de Agentes Públicos e de Orientação à Sociedade. A ideia é otimizar a utilização de recursos públicos e disseminar a cultura de prevenção e combate à corrupção e à lavagem de dinheiro no Brasil.

Desde sua concepção, no ano de 2004, cerca de 19 mil agentes públicos foram capacitados, em todos os estados e no Distrito Federal. Além da difusão de conhecimento, os cursos promovem a integração e a troca de experiências entre os órgãos participantes, ao criar laços de confiança e propiciar a organização do Poder Público no combate ao crime organizado.

Confira AQUI a progranação completa da capacitação.

* Com informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Idoso é preso por invadir casa e assediar mulher e filha no Bairro Dona Julia

Publicado

Um idoso de 70 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira (22), depois invadir uma casa e assediar mãe e filha, no Bairro Dona Julia em Tangará da Serra.

Isaias Fernandes da Silva, possui mandado de prisão em aberto por homicídio.

Segundo a vítima, ela a filha e mais duas pessoas estavam sentadas na área de casa quando o suspeito invadiu o local. Intransigente, começou a provocar supondo que a mulher amamentasse o filho “dando o peito” a ele. Além das insinuações cometidas, ele aborreceu a menina, tocando nela e impedindo a criança de sair da rede.

A vítima conseguiu expulsar o idoso do local e acionou a Polícia Militar, que realizou buscas pela região e encontrou Isaias Fernandes da Silva, próximo à casa. Preso em flagrante foi encaminhado à Delegacia Judiciária Civil. Em checagem aos registros, constataram haver mandado de prisão em aberto contra o suspeito, expedido em 2014, pela Comarca de Cuiabá, por homicídio. Diante da nova acusação, o idoso poderá ser indiciado por atentado violento ao pudor e ameaça.

Comentários Facebook
Leia mais:  MTI e Detran selam termo de compromisso para modernizar sistemas tecnológicos
Continue lendo

Governo

Cerca de 18 mil pessoas de Mato Grosso podem perder benefícios do governo federal

Publicado

Cerca de 18 mil mato-grossenses inseridos no Benefício de Prestação Continuada (BPC) ainda não fizeram a inscrição no Cadastro Único (CAD Único). O número consta no levantamento do Governo Federal divulgado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT).

Foto:Setas-MT

Os beneficiários devem ficar atentos para a data limite para cadastramento, conforme Portaria n° 631. de 09 de abril de 2019. O registro é obrigatório, por isso a falta dele pode causar a suspensão do benefício.O novo cronograma divide os beneficiários não cadastrados por mês de aniversário, estabelecendo os períodos para envio de notificações e repercussões sobre os benefícios. (Confira no final do texto o novo cronograma).

A inserção no cadastro é fundamental para manutenção do BPC e identificará a realidade socioeconômica dos beneficiários. Com isso, será possível apontar as demandas desse público, para a inclusão nos serviços socioassistenciais e em outras políticas públicas.A coordenadora de Gestão de Benefícios Socioassistencias, Luciene Alves Côrrea, explica que em Mato Grosso a suspensão do benefício das pessoas que ainda precisam ser incluídas no CadÚnico gera um impacto não só para os beneficiários, mas para a economia local.

“A Superintendência de Benefícios, Programas e Projetos Socioassistencias, tem se empenhado a ofertar apoio técnico com orientações para que todos os municípios sejam incluídos no programa e não tenham seus benefícios suspensos”, ressaltou.

Leia mais:  Adolescente de 18 anos morre afogado no Rio Manso, em MT

Para se inscrever basta procurar o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) mais próximo de sua residência. Todos os municípios de Mato Grosso possuem o centro. Confira o relatório completo.

 

 

Fonte:Setasc-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana