conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

Certificação social deste ano terá novidades entre os homologados pela AL

Publicado

Foto: Criação / Época Propaganda

A Assembleia Legislativa realiza no dia 03 de dezembro, a partir das 19 horas, no Plenário das Deliberações “Renê Barbour”, sessão solene para a entrega do Certificado de Responsabilidade Social de Mato Grosso. Ao todo, serão 56 empresas, entre públicas e privadas, e ong’s que receberão a certificação. Para 2018, a novidade é participação ainda da Secretaria de Estado Trabalho e Assistência Social (Setas), que submeteu o balanço para análise técnica da Comissão Mista da ALMT. Outras inovações estão sendo as participações da Unimed de Rondonópolis e Unip, de Nova Lacerda.

De acordo com o servidor Washington Braga Costa, membro da Comissão Mista, a avaliação seguiu critérios de cálculos, como analise técnico-contábil dos balanços sociais e análise dos relatórios sociais apresentados. Vale ressaltar que o evento estava programado para acontecer no dia 08 de novembro, porém o prazo foi prorrogado para que os participantes pudessem fazer correções no balanço social.

Esta será a 13ª edição do Certificado de Responsabilidade Social de Mato Grosso. De acordo com Braga, o balanço social é o documento pelo qual as empresas e demais entidades apresentam dados que permitam identificar o perfil da sua atuação social do ano anterior.

“Ele se refere à qualidade de suas relações com os empregados, ao cumprimento das cláusulas sociais, à participação dos empregados nos resultados econômicos e às possibilidades de desenvolvimento pessoal, bem como à forma de interação das empresas e de demais entidades com a comunidade e sua relação com o meio ambiente”, disse ele. “Além de agregar valor à imagem da empresa, há também outros benefícios, como por exemplo, reconhecimento pela sociedade que a instituição pratica sustentabilidade social", complementou Braga.

Segundo dados da Comissão Mista, desde 2006 até 2017, já foram emitidos 409 Certificados de Responsabilidade Social em Mato Grosso, num total de 77 instituições certificadas no estado.

Certificado de Responsabilidade Social – A Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio da Lei 7.687 de 25/06/2002, criou o Certificado de Responsabilidade Social de Mato Grosso, de autoria dos deputados José Riva, Humberto Bosaipo e Eliene Lima, que promove o reconhecimento público das instituições, empresas, órgãos públicos e organizações sociais de interesse público (Oscips).

Para o desenvolvimento desse trabalho, a ALMT criou, através do ato n° 07/07, em 02/04/2007, a Comissão Mista de Responsabilidade Social, responsável pelo estabelecimento do regulamento para concessão do Certificado de Responsabilidade Social, aplicáveis aos balanços sociais.

Comentários Facebook

Política

Para quem ignora vacina, Governador avisa. “Uma hora pode dar m…”

Publicado

O governador Mauro Mendes (União Brasil) criticou parte da população que não completou o esquema vacinal contra a Covid-19. Para ele, a insistência negacionista pode “dar merda” para as pessoas, levando-as à internação e até mesmo à morte.

Segundo levantamento feito pela Secretária de Estado de Saúde e divulgado na terça-feira (28), dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de Mato Grosso, 91% não completaram o esquema de vacinação.

“Essas pessoas fizeram a opção de correr risco. Se você corre o risco, uma hora dá merda. E deu merda para essas pessoas, e pode dar a todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar vacina”, disse o governador à imprensa.

CÍNTIA BORGES E VITÓRIA GOMES
Mídia News

Continue lendo

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana