conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

CCJR aprova matérias e emite relatório de atividades

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa esteve reunida na tarde de hoje (6) onde apreciou 14 de 18 matérias postas em pauta. Estiveram presentes o presidente, deputado Max Russi e os membros titulares Janaína Riva, Wilson Santos e Oscar Bezerra. A CCJR também apresentou relatório das atividades do mês de outubro, quando foram realizadas três reuniões ordinárias, com a aprovação de 63 matérias. “Foi mais uma reunião produtiva, com a presença de quatro parlamentares e um relatório que demonstra a preocupação desta comissão em manter os trabalhos em dia”, avaliou Max Russi.

Entre os pareceres aprovados hoje está a indicação de derrubada do Veto Total 65/2018 do governo em mensagem do próprio Executivo (PL 232/2018), com emenda parlamentar que trata de regulamentação de atividades de construção e emissão de laudo de necropsia pelos papiloscopistas. A matéria divide as categorias de papiloscopistas e peritos criminais e segue para o plenário. Para a relatora, deputada Janaína Riva, é importante que se faça uma discussão ampliada para não ferir nenhuma das duas categorias.

O presidente do Sindicato dos papiloscopistas, Edjair M. da Conceição, disse que a meta é conseguir manter a derrubada do veto, já o presidente do Sindicato dos Peritos Criminais, Antônio Magalhães, anunciou que a classe articulará pela votação contrária ao parecer da CCJR, e consequente manutenção do veto.

A CCJR também aprovou também projeto de lei (PL) de autoria de Sebastião Rezende que dispõe sobre o oferecimento, na rede pública de saúde, dos exames de avaliação para diagnóstico precoce de autismo; outro PL, de autoria de Mauro Savi, que torna patrimônio cultural do estado o “ queijo cabacinha” produzido no município de Alto Araguaia; o PL 255/2018 de Dilmar Dal Bosco que torna de Utilidade Pública a Associação de Apoio ao Obeso e Idoso de Sinop/MT.

Ainda, a CCJR aprovou parecer favorável no PL 200/2017 de Gilmar Fabris que torna obrigatório ao Sus fornecer medicamentos, realizar consultas especializadas, realizar e aceitar exames laboratoriais e encaminhamento para especialidade quando prescrito por profissionais da rede privada de saúde; PL 345/2017 de Guilherme Maluf que disciplina a prevenção de acidentes em piscinas; PL 222/2016 de José Domingos que trata altera o Código de Defesa do Consumidor; PL 341/2016 de Oscar Bezerra que dispõe sobre a implantação de bases de controle de queimadas nas vias estaduais e o PL 263/2018 de Max Russi que declara de utilidade pública a Associação Brasileira Arautos do Evangelho.

 Receberam pareceres contrários na comissão as seguintes matérias: projeto de lei (PL)  171/2016; 93/2017; 388/2016; 93/2016; 260/2016 e 256/2018. Foram concedidos pedidos de vista ao deputado Wilson Santos no projeto de lei 246/2017 de Gilmar Fabris e Projeto de Lei Complementar 17/2015 de Eduardo Botelho. Os PLs 388/2016 e 29/2018 foram mantidos em pauta para a próxima reunião. A CCJR se reúne todas as terças-feiras, às 14 horas na Sala 201, no segundo piso do prédio da ALMT.   

Comentários Facebook

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Política

Sanches confirma fim da licitação do Hospital Regional e quer celeridade na ativação do Centro Cirúrgico

Publicado

Em postagem nas redes sociais o vereador Eduardo Sanches (Republicanos) comemorou hoje a finalização do processo licitatório para a contratação de uma empresa para a construção do Hospital Regional de Tangará da Serra. A publicação saiu no Diário Oficial de 13 de junho, informando que a empresa vencedora do certame foi a Construtora Augusto Velloso.

“Mais uma etapa vencida. Hospital Regional. Acabei de acessar o Diário Oficial e finalizou a licitação da obra do Hospital Regional (HR) como vencedora a empresa Augusto Veloso de São Paulo. Etapa superada!”, afirmou Sanches.

Apesar da alegria demonstrada pelo parlamentar, a postagem traz uma atenção maior pela necessidade de ativação do Centro Cirúrgico no Hospital Municipal. “Mas a luta nesse momento é na abertura do nosso Centro Cirúrgico no Hospital Municipal. Precisamos avançar até a realmente abertura das portas do Hospital Regional”, cobra Eduardo Sanches.

A exigência do vereador é justificada: uma obra do tamanho do Hospital Regional – que terá 111 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade; com 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames – deve se estender por pelo menos dois anos e meio. A obra representa um investimento de mais de R$ 107 milhões.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana