conecte-se conosco


Nacional

Carlos Bolsonaro volta a atacar imprensa nas redes: “Escória do Brasil”

Publicado


Carlos Bolsonaro
Caio César/CMRJ

Carlos Bolsonaro voltou a atacar a imprensa nas redes sociais

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), segundo filho de Jair Bolsonaro, voltou a atacar a imprensa através das redes sociais por conta da cobertura midiática de um evento onde o presidente se encontrou com crianças. Em um vídeo de viralizou nas redes sociais, uma menina fica de braços cruzados e expressão séria enquanto Bolsonaro interaje com os demais alunos.

Leia também: Bombeiros resgatam último corpo desaparecido e mortos na Muzema vão a 23

Na postagem, que foi feita no Twitter, Carlos Bolsonaro
publicou um vídeo extendido do encontro, que mostra que a menina sorriu e conversou com o presidente e acabou ficando mais séria quando o capitão perguntou para as crianças quem era palmeirense.

“Olha ai a garotinha que a merda da mídia diz que rejeitou Bolsonaro
em nome de milhões de brasileiros. Este tipo de jornalismo é a escória do Brasil”, escreveu o vereador.

Leia também: Carlos Bolsonaro ataca jornal em rede social: “Ignoram tudo relacionado ao PT”

O vereador tem um histórico de rusgas com a imprensa. Na semana passada, também nas redes sociais, ele atacou o jornal  O Estado de São Paulo
 após a publicação divulgar uma matéria que aponta que o vereador já empregou, em seu gabinete, o ex-marido da esposa de Fabrício Queiroz, pivô de uma crise envolvendo o senador Flávio Bolsonaro.

“Vocês são muito baixos. Olha aonde foram arrumar uma suposta ligação e sem ilegalidade alguma. Irmão da ex-mulher do primo do amigo do papagaio! Meu Deus! Por que ignoram tudo relacionado aos outros do PSOL, PT e cia? Depois choram com credibilidade perdida”, escreveu  Carlos Bolsonaro
 no Twitter, como resposta à publicação.

Comentários Facebook

Nacional

Jornal Nacional usa dados de estados para driblar atraso dos números do  Saúde

Publicado

por


source
funcionários colocam corpo em saco
Yan Boechat

Segundo Bonner, o JN passará a divulgar informações levantadas junto às secretarias


Com atraso dos dados oficiais sobre a Covid-19 no Brasil, o Jornal Nacional divulgou hoje, 4, levantamento realizado junto às Secretarias de Saúde dos Estados sobre o avanço do novo coronavírus. Segundo o telejornal, país tem 33.884 óbitos e 612.862 casos da doença confirmados.

“Desde o início da pandemia, o Jornal Nacional tem registrado os dados oficiais do Ministério da Saúde, você talvez ainda lembre. No começo, os dados eram atualizados às 17h, imediatamente da entrevista diária do então ministro Henrique Mandetta. Com a saída de Mandetta, as entrevistas deixaram de ser diárias e a divulgação dos dados foi sendo retardada”, afirmou no telejornal o apresentador William Bonner.

“A partir de hoje, o Jornal Nacional vai apresentar os dados das secretarias estaduais de saúde, totalizados pelo G1. E também os números totalizados do Ministério da Saúde quando forem divulgados à tempo”, informou.

O boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, com divulgação prevista às 19h, foi divulgado na noite de ontem às 22h.

Ainda segundo o levantamento realizado pelo Portal G1, 274.997 pacientes estão recuperados e 986.365 testes foram realizados em todos os estados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Jornal Nacional usa dados de estados para driblar atraso dos números do  Saúde

Publicado

por


source
funcionários colocam corpo em saco
Yan Boechat

Segundo Bonner, o JN passará a divulgar informações levantadas junto às secretarias


Com atraso dos dados oficiais sobre a Covid-19 no Brasil, o Jornal Nacional divulgou hoje, 4, levantamento realizado junto às Secretarias de Saúde dos Estados sobre o avanço do novo coronavírus. Segundo o telejornal, país tem 33.884 óbitos e 612.862 casos da doença confirmados.

“Desde o início da pandemia, o Jornal Nacional tem registrado os dados oficiais do Ministério da Saúde, você talvez ainda lembre. No começo, os dados eram atualizados às 17h, imediatamente da entrevista diária do então ministro Henrique Mandetta. Com a saída de Mandetta, as entrevistas deixaram de ser diárias e a divulgação dos dados foi sendo retardada”, afirmou no telejornal o apresentador William Bonner.

“A partir de hoje, o Jornal Nacional vai apresentar os dados das secretarias estaduais de saúde, totalizados pelo G1. E também os números totalizados do Ministério da Saúde quando forem divulgados à tempo”, informou.

O boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, com divulgação prevista às 19h, foi divulgado na noite de ontem às 22h.

Ainda segundo o levantamento realizado pelo Portal G1, 274.997 pacientes estão recuperados e 986.365 testes foram realizados em todos os estados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana