conecte-se conosco


Cidades

Campo Verde e Primavera apresentam resultados positivos nas metas do PDI

Publicado

As Prefeituras de Campo Verde e de Primavera do Leste apresentaram ao Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT), os resultados da execução do Programa de Desenvolvimento Integrado (PDI) referente às metas da administração de suas políticas públicas para 2018.

Os dados foram expostos e debatidos em reuniões realizadas na quinta-feira (07/02), em Campo Verde, e na sexta-feira (08/02), em Primavera do Leste. Participaram das reuniões com os gestores dos dois municípios, equipes das Secretaria de Apoio às Unidades Gestoras (SAUG) e sua secretária titular, Naíse Silva Freire.

Adesa ao PDI deste de 2014, a Prefeitura de Campo Verde estabeleceu seu Planejamento Estratégico com metas a serem cumpridas até 2021. Conforme os dados apresentados ao TCE-MT, no ano passado, foram cumpridas 100% das metas definidas para o setor de Saúde.

Na área de Educação, os resultados também foram considerados muito positivos e avanços importantes foram alcançados, como por exemplo, a implantação de um novo modelo de avaliação para a educação infantil.

No computo geral, Campo Verde alcançou 84% das 55 metas estabelecidas em seu Planejamento Estratégico para o ano de 2018, mantendo-se entre os cases de sucesso entre os municípios adesos ao PDI.

Os resultados foram comemorados pelo prefeito Fábio Schroeter e sua equipe e apontados como um estímulo para prosseguir e intensificar o esforço para que o planejamento estratégico se consolide de vez como uma cultura permanente na gestão do município.

“No início parecia que nós tínhamos ‘um mar’ para atravessar e que a gente ia perder forças no meio do caminho”, disse o prefeito Fábio Schroeter referindo-se às dificuldades iniciais da implantação do PDI. “Depois de muito trabalho e dedicação nós já estamos enxergando os resultados, enxergando terra firme”, afirmou o gestor. Schroeter agradeceu o TCE-MT por ter apresentado a proposta de implantação do PDI, que tem proporcionado à Administração Municipal uma visão moderna sobre gestão pública.

A secretária de planejamento de Campo Verde e coordenadora do PDI no município, Simoni Pereira Borges, destacou a importância do Planejamento Estratégico para a superação dos desafios cotidianos e a melhoria constante da gestão pública.

“Com o PDI, nós evoluímos diariamente e os resultados mostram isso claramente. Das 55 metas, apenas 10 não foram plenamente atingidas e para nós isso é motivo para comemorarmos. Estamos aprendendo a planejar, algo que é um processo constante, mas, já atingimos um bom grau de maturidade nessa área. O TCE foi muito feliz quando apresentou-nos uma ferramenta, uma metodologia que oportuniza aos gestores municipais fazerem o certo, porque não adianta nada ir lá e fazer a correção depois que está tudo errado. Este instrumento (o PDI), nos ajuda a pensar os problemas e as soluções antes, planejando cada passo e ação e nos ajuda a errar cada vez menos”, frisou.

A coordenadora do PDI/TCE-MT, Naíse Silva Freire, secretaria da SAUG, lembrou que a reunião é um momento de avaliação do desempenho dos municípios adesos e faz parte do planejamento de execução do projeto. “Para nós é uma grande satisfação ver os bons resultados que a Prefeitura de Campo Verde vem obtendo com dentro do seu PDI. Campo Verde é um município que não mede esforços para alcançar os resultados. Parabenizamos o prefeito e sua equipe pelo trabalho que faz o município ser um ‘case’ de sucesso. Aqui podemos ver que o Tribunal de Contas vem cumprindo a sua missão de orientar os jurisdicionados, os gestores a fazerem uma boa administração voltada de fato aos interesses dos cidadãos”, sintetizou.

Primavera do Leste

Adesa ao PDI desde de 2012, a Prefeitura de Primavera do Leste viveu um período de forte turbulência política em 2017 que desestabilizou a Administração Pública local e obrigou uma readequação do Planejamento Estratégico para 2018.

Mesmo com os percalços enfrentados, o prefeito Leonardo Bortolin e sua equipe,durante reunião de trabalho com a equipe da coordenadora do PDI/TCE-MT, apresentaram dados animadores sobre as metas definidas e alcançadas ao longo do ano de 2018. Foram atingidas 67% das metas previstas, com destaque especial à área de Educação Básica, com 100% dos alvos alcançados.

Com a determinação de manter e ampliar os atuais níveis de qualidade, eficiência e resultados em seus programas e políticas públicas, tendo o Planejamento Estratégico como ferramenta básica da gestão municipal, a Prefeitura de Primavera do Leste figura entre os 10 municípios melhor avaliados no ranking de qualidade da administração pública em Mato Grosso.

Fonte: AMM
Comentários Facebook
Leia mais:  Projeto-piloto vai qualificar professores e servidores públicos municipais em libras
publicidade

Cidades

Presidente da APDM busca apoio de Neurilan Fraga para continuidade dos trabalhos

Publicado

por

Discutir a manutenção e expansão do apoio às secretarias municipais de Assistência Social de Mato Grosso. Esse foi o mote da reunião entre o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM, Neurilan Fraga, e a recém-eleita presidente da Associação para Desenvolvimento Social dos Municípios (APDM), Tayane Castro. A reunião também contou com a participação do prefeito de Santo Antônio de Leverger, Valdir Filho, e equipe técnica da APDM.

Durante a reunião, Fraga reconheceu a importância do trabalho das primeiras-damas e gestores municipais no fortalecimento da Assistência Social no estado. “O apoio técnico que a APDM oferece aos municípios é fundamental para que a implantação e fortalecimento das políticas sociais, principalmente nos municípios menores”, frisou.

De acordo com a Tayane, a expectativa é a ampliação desse trabalho, em parcerias com a AMM, Governo do Estado e Assembleia Legislativa. “Contamos com o apoio da AMM e dos prefeitos para manter a entidade funcionando e colaborando com o atendimento das demandas técnicas das prefeituras”, explicou.

“Quem ganha com o fortalecimento da APDM é própria população, que passa a ter acesso a uma gama de políticas públicas voltadas para as áreas mais vulneráveis dos municípios”, acrescentou a presidente.

Além das visitas técnicas, nos últimos anos, a Associação promoveu diversas capacitações voltadas aos gestores municipais que atuam no campo social e fomentaram a campanha de doações para o Fundo Criança. A campanha, promovida em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade, garantiu mais recursos para investimentos em ações que visam garantir os direitos das crianças e adolescentes.

História – A APDM-MT foi criada em 1990 com a finalidade de defender os interesses comuns das primeiras-damas, denominada na época de Associação para Primeiras Damas dos Municípios do Estado de Mato Grosso.

Em 2015 foi realizada a alteração do nome da entidade para Associação para Desenvolvimento Social dos Municípios de MT, também designada pela sigla APDM – MT. A mudança ocorreu devido ao novo formato de trabalho que a instituição passou a adotar, visando qualificar, subsidiar, promover, apoiar, incentivar eventos, projetos e programas voltados para área social, para uma gestão eficiente e eficaz.

Atualmente a Associação é reconhecida no estado, como entidade atuante na defesa das questões sociais, técnica e operacional efetiva, quebrando o paradigma de uma associação de aglomeração de interesses “meramente femininos”, conquistando espaço e credibilidade não só no Estado de Mato Grosso, mas em todo território brasileiro.

A instituição também ocupa espaços de debates em conselhos de direitos e controle social, que visam melhorar a implementação das políticas públicas nos municípios.

Fonte: AMM
Comentários Facebook
Leia mais:  Piscicultura será uma das atividades econômicas incentivadas pela Seaf em Mato Grosso
Continue lendo

Cidades

Mercado financeiro reduz projeção de déficit nas contas públicas

Publicado

por

Instituições financeiras consultadas pelo Ministério da Economia reduziram a previsão para o resultado negativo das contas públicas, neste ano. A estimativa de déficit primário do Governo Central – formado por Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central – passou de R$ 102,385 bilhões para R$ 99,560 bilhões, em 2019.

A estimativa segue abaixo da meta de déficit perseguida pelo governo de R$ 139 bilhões. O resultado primário é formado por receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros.

Os dados constam da pesquisa Prisma Fiscal, elaborada pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, todos os meses, com base em informações do mercado financeiro.

Para 2020, a estimativa das instituições financeiras é déficit de R$ 65,462 bilhões, contra R$ 68,778 bilhões previstos em janeiro. A meta de déficit primário para o próximo ano é R$ 110 bilhões.

A previsão das instituições financeiras para as despesas passou de R$ 1,426 trilhão para R$ 1,423 trilhão, neste ano, e de R$ 1,483 trilhão para R$ 1,482 trilhão, em 2020. A estimativa de receita líquida do Governo Central foi alterada de R$ 1,324 trilhão para R$ 1,322 trilhão, em 2019, e de R$ 1,419 trilhão para R$ 1,417 trilhão, no próximo ano.

A pesquisa apresenta também a projeção para a dívida bruta do Governo Central, que, na avaliação das instituições financeiras, deve ficar em 78% do Produto Interno Bruto (PIB – a soma de todas as riquezas produzidas pelo país), neste ano. A previsão anterior era 78,2% do PIB. Para 2020, a estimativa ficou em 79,3% do PIB, ante 79,8% previstos no mês passado.

Fonte: AMM
Comentários Facebook
Leia mais:  Secel convida municípios a sediarem Jogos Escolares da Juventude 2019
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana