conecte-se conosco


Mato Grosso

Câmeras OCR localizam 5.187 veículos furtados e roubados em MT

Publicado

Ações integradas de segurança pública resultaram na localização de 5.187 veículos e motocicletas furtadas ou roubadas em todo Estado e demais regiões do país. Uma das ferramentas utilizadas no enfrentamento as práticas destes crimes é a câmera OCR (leitores ópticos de caracteres). Em Cuiabá, Várzea Grande e região da fronteira são 22 câmeras de videomonitoramento, instaladas em pontos estratégicos.

Também pelo sistema OCR é possível criar um alerta com a placa do veículo que foi roubado ou furtado e ao passar pelo ponto de monitoramento, um aviso é emitido no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Após isso, os operadores das câmeras solicitam ação policial no local citado. As câmeras captam as placas que identificam irregularidades do veículo e do proprietário: – número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), chassi e da carteira de habilitação. O sistema OCR registra até 400 veículos por minuto

Em 2018, de janeiro a dezembro, foram emitidos 4.778 alertas e mais de 57 milhões de veículos passaram pelos pontos de fiscalização. A contagem dos veículos é referente a entrada e saída. Segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Mato Grosso possui uma frota de mais de 2 milhões de veículos. Vale destacar que os carros recuperados/localizados não necessariamente foram roubados neste ano, podendo ser relacionados a ações criminosas de anos anteriores.

Nos doze meses de 2018, em Cuiabá e Várzea Grande, foram registados 2.725 roubos e furtos de veículos. O coordenador do Ciosp, coronel PM Siziéboro Elvis de Oliveira, destacou que as câmeras OCR são eficazes nas ações de segurança pública. “Alcançamos bons resultados com o videomonitoramento. Nossa atuação é aliada com a dos policiais que fazem o trabalho ostensivo e de investigação”, enfatizou.

Leia mais:  PM recebe orientações sobre trabalho desenvolvido nas escolas militares

O gerente técnico do Ciosp, sargento BM Leandro Gustavo Alves, afirmou que a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), por meio da adjunta de Integração Operacional (Saiop) vai ampliar o número de câmeras OCR e disponibilizar os serviços de fiscalização para a Secretaria de Fazenda (Sefaz), Meio Ambiente (Sema), entre outras.


“Nosso planejamento é instalar novas câmeras ao longo das rodovias do Estado para fiscalizar não só práticas de roubo e furto de veículos, mas outros delitos com o fisco e meio ambiente. Esperamos a otimização de recursos e potencialização dos resultados, para oferecer um melhor serviço à população mato-grossense”, argumentou.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Alunos demonstram potencial em Olímpiada Nacional de Ciências

Publicado

por

A Escola Estadual 12 de Abril, localizada no município de Tabaporã (a 643 quilômetros ao médio-norte de Cuiabá), realizou a 1ª etapa da Olímpiada Nacional de Ciências (ONC) para 36 alunos do ensino médio. Os estudantes responderam a 15 questões objetivas de física, química, biologia e astronomia. A prova ocorreu na sexta-feira (16.08), nas dependências da escola.

A estudante Hilary Maria relata que teve uma experiência positiva nessa primeira fase da ONC e agora está na expectativa de realizar a segunda etapa. “Foi uma experiência incrível porque proporcionou várias oportunidades. Se eu for para a próxima etapa, que é a estadual, ficaria muito feliz”, frisa.

Para a aluna Maria Luiza, passar da segunda para a terceira fase nacional será uma grande conquista, pois os vencedores ganharão, não só medalhas ou bolsa de estudo, mas grande visibilidade. “É uma oportunidade de crescermos no conhecimento em ciências”, ressalta.

Segundo a professora de física Ângela Gargioni, responsável pela organização da ONC na escola, os alunos classificados para a segunda fase deverão ser avaliados com questões subjetivas e experiências dos estudantes.  O resultado dos aprovados para a segunda fase será divulgado no dia 30 de agosto, mas a expectativa é que todos participem.

“Na segunda etapa, os alunos apresentam um trabalho prático, poderão demonstrar o potencial que identificamos dentro da ONC e que tenham perfil na área de ciências. Foi uma surpresa positiva nessa primeira participação dos nossos alunos porque estudamos de forma intensiva. Como professora de física, me sinto lisonjeada pelo empenho de nossos alunos”, comemora.

Leia mais:  Abertas as inscrições para evento que reúne promotoras e procuradoras de Justiça da Região Centro-Oeste

ONC

A ONC é uma promoção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e constitui um programa das Sociedade Brasileira de Física (SBF), Associação Brasileira de Química (ABQ) e Instituto Butantã, responsáveis por sua execução.

O foco da ONC é despertar e estimular o interesse pelo estudo das ciências naturais, física, química, biologia e astronomia. A competição é dividida em três etapas.

O estabelecimento de ensino que participar da 1ª fase terá automaticamente inscritos para a 2ª fase todos os estudantes que atingirem o número mínimo de acertos estipulado pela Comissão da ONC.

As provas da 2ª fase serão aplicadas em um sábado, nas subcoordenações estaduais definidas por cada comissão estadual, na data determinada no calendário da ONC, aprovado e publicado na página de divulgação digital da ONC de cada ano. A premiação dos alunos compreenderá dois níveis: estadual e nacional. A ONC concederá até 5.000 medalhas divididas em três categorias: ouro, prata, bronze.


Além disso, todos os que receberem medalhas e menção honrosa receberão seus certificados impressos. O número de medalhas em cada categoria dependerá do desempenho dos estudantes em cada série/ano.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Pessoa com deficiência e bullying foram temas de palestras para comunidade escolar

Publicado

por

A Escola Estadual Alfredo Treuherz, localizada na região de Nova Fronteira, em Tabaporã (643 quilômetros a Médio-Norte da Capital), foi palco de uma palestra sobre a Inclusão da Pessoa com Deficiência e Bullying. O encontro possibilitou a interação dos participantes que tiraram as dúvidas sobre o assunto. A palestra ocorreu na última sexta-feira (16.08) e teve participação dos alunos da escola e da comunidade escolar.

Segundo a diretora Claudia Reffatti Grassi, o tema foi escolhido pois a escola atende a alunos com algum tipo de deficiência. Com a ajuda da mãe de uma aluna especial, conseguiram levar Tais Augusta de Paula, da Casa Civil de Mato Grosso, e Luiz Carlos Grassi, do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência (Conede) para falar sobre o assunto.

“A palestra foi muito importante, tendo em vista que enfrentamos desafios no dia a dia escolar e precisamos estar capacitados para atender aos alunos da melhor maneira possível. A comunidade escolar, que participou em peso, gostou muito da maneira como foi abordado o tema em questão”, ressalta.


A EE Alfredo Treuherz atende 207 alunos matriculados nos ensinos fundamental e médio.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Leia mais:  PM recebe orientações sobre trabalho desenvolvido nas escolas militares
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana