conecte-se conosco


Mundo Pet

Cachorro idoso que sentia saudade do dono passa a abraçar manequim

Publicado

Os cães são animais de companhia e, por isso, muito dependentes dos donos. Se os tutores ficam algumas horas ou até minutos fora de casa os bichinhos já comemoram loucamente o retorno deles. Mas, para o Pug chamado Shorty, a situação é um pouco mais complicada. O cachorro idoso desenvolveu problemas de ansiedade de separação por saudade do dono Marc – que viaja muito a trabalho -, mesmo tendo a dona Kristen Peralta sempre por perto. 


Leia também: Porque você não deve se despedir do cachorro antes de sair de casa


Marc e o cachorro idoso Shorty são melhores amigos
Reprodução Facebook
Marc e o cachorro idoso Shorty são melhores amigos

O Pug foi adotado por Marc e os dois tem uma relação muito especial e agora que se tornou um cachorro idoso, sente mais saudade do seu melhor amigo. “Marc chama Shorty de seu ‘pequeno anjo’. Shorty é muito feliz quando o Marc o abraça”, contou Kristen ao The Dodo para explicar a cumplicidade da dupla. 

Com tanto companheirismo, quando Marc viaja a trabalho, Shorty fica muito triste, chora e late muito e nada é capaz de acalmá-lo, nem a própria dona, nem os outros cães que vivem com ele no abrigo Vintage Pet Rescue, que é administrado pelos seus tutores. Uma das tentativas falhas foi vestir um travesseiro com uma camisa usada por Marc, mas o cão percebeu que estava sendo ludibriado.

Leia mais:  Conheça Hunter, o Shiba Inu pintor que já ganhou mais de R$ 16 mil

Shorty agora é confortado por um manequim
Reprodução Facebook
Shorty agora é confortado por um manequim

Leia também: Cadela prenha ganha book de grávida; confira as fotos

Toda a situação só se resolveu quando Kristen decidiu comprar um manequim em tamanho real de uma loja de artigos de Halloween. “Eu coloquei no boneco uma das camisas usadas de Marc  para que ele sentisse o cheiro. Então eu sentei Shorty no colo do manequim e o envolvi com os braços do boneco. Dentro de meia hora ele estava dormindo. Ele dormiu a noite toda desse jeito”, contou a mulher da Marc. 

Mas Shorty não foi o único “enganado” pelo manequim. O irmão mais novo dele, Bug, também acredita se tratar de Marc e fica lambendo e puxando a mão do boneco, na esperança de que ele levante a vá brincar. 

Leia também: Dona de cachorro que morreu após comer brownie faz alerta nas redes sociais

Marc, por sua vez, está feliz que o cachorro idoso
Shorty não sofre mais com a sua ausência. Porém, ao mesmo tempo, ficou um pouco chateado de saber que foi tão facilmente substituído. “Eu disse para ele não se preocupar porque ele é muito mais bonito e inteligente que o manequim”, brincou Kristen. 


Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
publicidade

Mundo Pet

Como adestrar gato para usar o vaso sanitário

Publicado

por

Existem diversos vídeos virais na internet em que gatos não usam mais a caixa de areia para aliviar suas necessidades – nesses vídeos, muitos tutores optaram por adestrar gato para que ele utilize o vaso sanitário para fazer suas necessidades. Porém, como são animais que não funcionam como cachorros, ensiná-los um truque pode ser um pouco demorado e difícil.


Leia também: Como identificar dor em gatos? Conheça os sinais mais comuns


gato usando vaso sanitário
shutterstock
Algumas dessas dicas podem te ajudar na hora de adestrar gato para que ele utilize o vaso sanitário


Além de ser ainda mais higiênico do que a caixa de areia, o vaso sanitário não requer a limpeza diária e reposição de areia. Alguns dos donos conseguiram adestrar gato
até na hora de apertar a descarga. Para ajudar no momento de tentar ensinar o bichano a usar a privada, confira as dicas abaixo:

  1.  O primeiro passa é alterar o lugar onde a caixa de areia fica. Como os gatos apenas fazem suas necessidades dentro da caixa instintivamente, ele irá procurar o novo local onde ela está. Esse lugar será o banheiro, preferencialmente perto do vaso sanitário.
  2. Mude a altura da caixa de areia: para que o animal se acostume com o tamanho do vaso sanitário, é indicado que a cada semana, o tutor coloque apoios embaixo da caixa para que ela fique mais alta. Podem ser livros no começo, e depois até um banquinho para deixar a caixinha e o vaso do mesmo tamanho.
  3. Coloque a caixa de areia em cima da tampa do vaso sanitário: Esse passo vai fazer com que o gato perceba que a privada é um lugar onde ele pode ficar em cima. Ele vai se acostumar a fazer as necessidades naquele espaço, e quando for o momento de retirar a caixa, vai ser mais fácil.
  4. Utilizar um recipiente menor ou próprio para que o animal faça xixi e cocô em um espaço pequeno: pode ser uma vasilha antiga do tamanho da abertura do vaso, ou um “gatoalete”, acessório vendido especialmente para esse tipo de adestramento. Basta coloca-lo na posição e adicionar um pouco de areia.
  5. Depois de algumas semanas nesse processo, retire o adaptador do vaso e monitore o felino para ver se ele vai direto ao local para aliviar as necessidades. Se sim, dê descarga e recompense o animal com sachê ou algum petisco que ele goste, para que ele perceba que aquilo é algo certo que ele pode fazer.
Leia mais:  Cachorro morre após ficar sem oxigênio em voo que durou quase 11 horas

Leia também: Saiba para que serve, como e quando usar malte para gatos

Cada bichano tem sua própria personalidade, então não é garantido que todos aprendam ou que o processo seja rápido. Se o seu animal de estimação se adaptar com mudanças facilmente, é provável que adestrar gato
seja mais simples do que seria com um felino teimoso.

Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
Continue lendo

Mundo Pet

Homem se arrisca e entra em córrego com muita correnteza para salvar cadela

Publicado

por

Um vídeo que está circulando nas mídias sociais chama a atenção: um homem se arrisca na forte correnteza de um rio para salvar uma cadela que estava se afogando. A situação aconteceu em Lins, interior de São Paulo, no último sábado (13) quando uma forte chuva atingiu a região. 


Leia também: Cachorro deficiente ganha prótese para brincar na neve

O homem é Raphael Germano, um educador físico de 31 anos. Quando ele percebeu que a cadela
estava se afogando no córrego Barbosinha, ele não pensou duas vezes e arriscou sua vida para resgatá-la. 

As imagens feitas por uma pessoa que passava pelo local, mostram Raphael quase sendo levado pela correnteza, mas ele consegue lutar e ir para a margem junto com a cachorrinha. O estudante Murilo também ajudou no resgate. Assista o vídeo. 

Leia também: Animal exótico surpreende clientes de pet shop ao passear pela loja; veja vídeo

Todas as informações foram publicadas na página do Facebook J Serafim Show, que compartilha notícias da região de Lins. 

A cadela
foi atendida por um veterinário, passa bem e já foi devolvida para sua dona. O final feliz é graças a atitude de Raphael que está sendo muito parabenizado na mídia social. 

Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
Leia mais:  Conheça Hunter, o Shiba Inu pintor que já ganhou mais de R$ 16 mil
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana