conecte-se conosco


Tecnologia

Brincando de trabalhar: empresas apostam na gamificação durante a pandemia

Publicado


source
gamificação
Unsplash/Bench Accounting

Home office impulsionou a gamificação no ambiente corporativo


Muitas atividades cotidianas foram modificadas durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), e uma das mudanças é que, agora, existe muito mais gente brincando de trabalhar. É que o conceito de gamificação ganhou força no mercado de trabalho desde que muitas empresas tiveram que aderir ao home office


É verdade que o conceito já existe há alguns anos e era usado por muitas empresas, mas o trabalho remoto intensificou sua presença no ambiente corporativo. Gamificação é o uso de características de jogos usadas para engajar pessoas em situações na vida real. 

A gamificação pode ser usada em diversos setores, e o trabalho é um deles. Michelli Luersen, head de Marketing do gA, companhia global de tecnologia que desenvolveu uma plataforma de gamificação, conta que o conceito já era bastante utilizado em treinamentos corporativos mesmo antes da pandemia, mas não muito usado para gerenciar empresas por completo – o que tem mudado nos últimos meses. 

Vencendo os desafios do home office

Com o isolamento social, muitas empresas entraram em regime de home office, sistema que traz muitos desafios para as companhias. Alguns deles são manter a produtividade, o espírito de equipe e a comunicação fluida. 

Para Micheli, a gamificação é um ótimo caminho para vencer todos esses obstáculos. As plataformas que fazem uso do conceito tornam as atividades do cotidiano laboral mais lúdicas e divididas em etapas. 

No sistema desenvolvido pelo gA, por exemplo, gestores podem adicionar metas para serem cumpridas por funcionários ou equipes específicas. Cada trabalhador tem um avatar para chamar de seu, e cada etapa completa é revertida em moedas virtuais. Tudo funciona exatamente como em um jogo , exceto pelo fato de que cada missão é, na verdade, parte do trabalho a ser executado. 

O sistema garante que os funcionários se mantenham engajados, mantendo a produtividade e, sobretudo, a boa comunicação e trabalho em equipe. “Com a atribuição dessas missões, a gente mantém uma comunicação fluida, principalmente entre equipes”, conta Micheli. “É importante para que as pessoas não se sintam tão de forma individual”, opina, a respeito do momento de home office.

Além de oferecer o recurso para outras empresas, Micheli também faz uso da gamificação no seu próprio cotidiano de trabalho. “É realmente algo divertido, cumpre com a promessa de manter uma comunicação”, garante.

Para além do trabalho

Além de missões relacionadas ao trabalho, é possível que as empresas estimulem os funcionários a realizarem tarefas extra, como atividades físicas e de lazer. De acordo com Micheli, isso permite que os colaboradores se conheçam melhor e consigam ser incentivados a realizarem atividades fora do cotidiano laboral. 

A executiva conta que cada tarefa cumprida é mostrada para toda a empresa, o que permite que as pessoas se conheçam melhor. “Você acaba tendo conhecimento de hobby de outras pessoas, conhecendo um pouco mais da história de cada um”. 

Presente em empresas há alguns anos, o conceito de gamificação tem ganhado cada vez mais espaço durante o período de isolamento social. E a tendência é que isso continue mesmo após a pandemia de Covid-19 . “Essas soluções que vieram para trazer outros benefícios, garantir produtividade e eficiência para as empresas, tendem a ficar”, opina Micheli.

Comentários Facebook

Tecnologia

Netflix: confira os lançamentos para assistir no final de semana

Publicado

por


source

Olhar Digital

Netflix
Unsplash/Thibault Penin

Confira os destaques da semana na Netflix


Semanalmente, a Netflix adiciona novos filmes e séries ao seu catálogo trazendo cada vez mais opções do que assistir para os assinantes. Já em tempos de quarentena, sempre é uma boa ideia dar uma conferida no que há de novo para fazer o tempo passar mais rápido.

Nessa semana, um dos maiores destaques foi a chegada da segunda temporada de T he Umbrella Academy , que continua a mostrar a história de irmãos com poderes extraordinários descobrindo diversos segredos da família após a morte de seu pai. Quem também merece a atenção, mas na parte das animações é o título T ransformers: War For Cybertron Trilogy , que conta a história da guerra entre os Autobots e os Decepticons.

Além deles, em relação a filmes, o destaque fica com o título Solteiramente , em que uma especialista de redes sociais precisa aprender a curtir a vida de solteira para parar de pensar em seu ex. Abaixo, confira a relação completa do que chegou à plataforma de streaming nessa semana.

Séries

  • Por Dentro das Prisões Mais Severas do Mundo – 4º temporada (29/07)
  • Sugar Rush – 3º temporada (31/07)
  • The Umbrella Academy – 2º temporada (31/07)
  • Vis a Vis – 5º temporada (31/07)

Filmes

  • A Escolha Perfeita 3 (27/07)
  • Cidade Pássaro (29/07)
  • Hasta que La Boda Nos Separe (29/07)
  • O Casamento de Nicole (29/07)
  • Rede de Ódio (29/07)
  • Resgate (29/07)
  • Solteiramente (31/07)
  • Instinto Selvagem (01/08)
  • Loucademia de Polícia 2: A Primeira Missão (01/08)
  • No Coração do Mar (01/08)
  • O Santo (01/08)
  • Perfeita Execução (01/08)
  • Peter Pan (01/08)
  • Sleight: O Truque Perfeito (01/08)

Documentários

  • Last Chance U – 5º temporada (28/07)
  • Magos do Cubo (29/07)
  • A Era dos Dados (02/08)

Desenhos, animes e programação infantil

  • Gormit – 2º temporada (30/07)
  • Transformers: War For Cybertron Trilogy (30/07)
  • A Escola dos Rugidos (01/08)
  • Super Monstros: Turma Nova (01/08)
  • Talking Tom and Friends – 2º temporada (01/08)
  • Toradora (01/08)

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Golpe do Rappi e iFood: veja como se proteger ao pedir delivery

Publicado

por


source
golpe
Divulgação/iFood

iFood é um dos meios de aplicar o golpe


O Procon-SP emitiu um alerta, nesta sexta-feira (31), para um golpe geralmente aplicado por entregadores de aplicativos de delivery, como Rappi e iFood . De acordo com o órgão de proteção ao consumidor, 125 denúncias foram registradas desde o início da pandemia, o que gerou prejuízo de cerca de R$600 mil aos consumidores. 


O golpe funciona quando os usuários realizam o pagamento no ato da entrega do produtos. Os criminosos entregam uma maquininha de cartão com o visor danificado, não dando para ler o que está escrito. O valor é muito mais alto do que o que realmente deveria ser pago, fazendo com que o consumidor tenha um prejuízo. 

Para se proteger, o Procon-SP orienta que as pessoas olhem o valor escrito na maquininha antes de digitarem a senha – e não a digitem caso o visor esteja danificado e não mostre o preço. Na hora de colocar a senha , vale lembrar que é necessário que apenas asteriscos apareçam, e não o número. Confira o vídeo preparado pelo Procon-SP para explicar o golpe:

De acordo com o Procon-SP, mesmo que o golpe seja aplicado por entregadores, as empresas parceiras (como Rappi e iFood ) também precisam se responsabilizar. 

“Em abril, quando teve conhecimento das denúncias, o Procon-SP notificou os apps de entrega iFood e Rappi questionando a situação e buscando uma solução para os consumidores que foram vítimas. Apesar de as empresas alegarem que os entregadores são profissionais independentes sem vínculo jurídico-trabalhista, o Código de Defesa do Consumidor estabelece que o fornecedor tem responsabilidade solidária pelos atos de seus representantes autônomos”, diz o órgão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana