conecte-se conosco


Nacional

Bolsonaro toma chá e caminha pelo corredor do hospital

Publicado

source

Agência Brasil

Bolsonaro caminhando em hospital arrow-options
Reprodução

Presidente retirou sonda nasogástrica que estava sendo usada para alimentação

O presidente Jair Bolsonaro ingeriu 650 ml de chá ao longo desta sexta-feira (13). Ele também caminhou mais de 2.000 metros pelo corredor do Hospital Vila Nova Star, onde está internado desde o último sábado (7). Ele foi operado no domingo (8) para correção de uma hérnia incisional no abdome.

Leia também: Bolsonaro apresenta melhora e retira sonda nasogástrica

Segundo a assessoria de imprensa da Presidência da Presidência da República, nesta sexta, Bolsonaro fez também fisioterapia respiratória. Ainda de acordo com a assessoria, o presidente apresenta boa condição de saúde, está se sentindo bem e não fez queixas de dor.

A previsão da equipe médica é que Bolsonaro possa ter alta em três ou quatro dias , dependendo da evolução do quadro de saúde . Para isso, o intestino do presidente precisa ser capaz de suportar ao menos a dieta cremosa ou pastosa, com alimentos mais consistentes e que fornecem a quantidade de calores necessárias para as atividades cotidianas.

Na manhã desta sexta, foi retirada a sonda nasogástrica do presidente, que havia sido colocada na quarta-feira (11). O tubo entrava pelo nariz e ia até o sistema digestivo para retirar o excesso de gás e líquido. Com a resposta do intestino, voltou a ser administrada, gradualmente, a dieta líquida.

Leia mais:  Dallagnol recusa convite para explicar trocas de mensagens com Moro na Câmara

Leia também: Bolsonaro presta solidariedade a vítimas de incêndio em hospital no Rio

À tarde, a assessoria da Presidência divulgou um vídeo em que Bolsonaro aparece caminhando, orientado pela equipe médica, no corredor do hospital.


Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, Bolsonaro está “muito bem”. O cirurgião-chefe da equipe que acompanha Bolsonaro, Antônio Luiz Macedo, passou pelo hospital hoje, por volta de 12h, e voltará no fim da noite para nova visita a Bolsonaro. O presidente está acompanhado pela esposa, Michele Bolsonaro, e pelo filho, o vereador Carlos Bolsonaro.

Os planos de viagem de Bolsonaro aos Estados Unidos para participar da abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) estão mantidos. A previsão é de ida no dia 22 deste mês e volta no dia 25, disse Rêgo Barros. O porta-voz informou que, antes da viagem, a equipe médica que assiste o presidente vai a Brasília para sua condição de saúde.

Ontem (12), foi estendido o prazo de afastamento de Bolsonaro da Presidência por quatro dias, a partir de uma decisão da equipe médica. A previsão inicial era de que ele reassumisse o cargo hoje (13). No entanto, a recuperação sofreu uma “intercorrência” na quarta-feira, quando foi introduzida a sonda nasogástrica.

Leia mais:  Decisão de Toffoli alivia para 26 deputados e pode beneficiar até João de Deus

Leia também: Mesmo com restrições médicas, Bolsonaro faz live de três minutos em hospital

Desde a segunda-feira (9), Bolsonaro recebia a dieta líquida. Porém, devido ao trauma e à presença de gases, o intestino do presidente deixou de funcionar adequadamente, levando à necessidade de que a alimentação voltasse a ser feita de forma endovenosa. Assim, o vice-presidente, Hamilton Mourão, continua no exercício da Presidência por este novo período.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook

Nacional

Marco Zero de São Paulo reúne histórias curiosas que nem paulistanos conhecem

Publicado

por

source
marco zero arrow-options
Rayanne Albuquerque/ Repórter iG

Alife Melo ao lado de Ricardo Diógenes apreciando detalhes do Marco Zero paulistano

Quem cruza as ruas do centro de São Paulo e se depara com o Marco Zero , fincado desde 1934 em frente à Catedral Metropolitana de São Paulo, na , não imagina as histórias por trás dos símbolos e da construção do monumento. O centro de irradiação das estradas para os diferentes pontos do Estado foi pensado como referência para a ordenação numérica de quilometragem das vias que se iniciam na capital paulista. O marco também norteia a medição das linhas ferroviárias, áreas e numeração telefônica da cidade. O que pouca gente sabe são das curiosidades relacionadas ao local.

Leia mais: Sem banho e alimento: saiba como é a vida de quem vive nas calçadas de São Paulo

A primeira delas é que o hexágono visto em frente à matriz da Sé não se trata da primeira versão do monumento, mas sim, da quarta. A primeira não mantinha a mesma forma geométrica de hoje e teria sido erguida por volta do final do século XVI, época em que a capital mais rica do Brasil era apenas uma vila e ficava em frente à primeira igreja da Sé , localizada na altura da rua Venceslau Brás. Já o segundo Marco Zero estava diretamente ligado à religião: não era um monumento, mas a torre da segunda igreja da Sé. Na tentativa de separar a vivência urbana da religião, foi criado um terceiro monumento, ao lado da mesma matriz.

No começo do século XX, a igreja da Sé e imóveis ao redor foram demolidos para dar espaço à nova Catedral e ao pátio localizado à frente, o que incluía o Marco Zero. Nessa altura, São Paulo deixou de ter uma centralização e a ideia de um novo monumento ressurgiu em 1921, sugerido pelo jornalista Américo R. Neto. Anos depois, o monumento foi desenhado pelo francês Jean Gabriel Villin, artista que criou o primeiro Saci Pererê nas obras de Monteiro Lobato. A materialização do Marco Zero aconteceu mais de uma década após a ideia de Américo, em 1934.

Leia mais:  Frasco de shampoo estoura em cima do banco e destrói teto de carro nos EUA

Leia também: São Paulo tem 33 ruas que homenageiam personagens e datas da ditadura

Os fatos curiosos, no entanto, não param por aí. O Marco Zero hexagonal que hoje está em frente à matriz de São Paulo já foi arrancado do local por um acidente envolvendo um caminhão em 22 de janeiro de 2019, dias antes do aniversário de 465 anos da cidade. O monumento foi reinstalado no mesmo local e segue reunindo turistas e passantes curiosos sobre a sua forma e inscrições.

Há mais história tragicômica do Marco Zero : a tampa de mármore do monumento atual foi roubada e a que está no local é uma réplica. Assim como a original, a nova estampa os rios Tietê e Pinheiros na superfície,  assim como a estação da Luz, a Faculdade de Medicina da USP, o Museu do Ipiranga e vias como a rua Voluntários da Pátria, na zona norte, a rua da Consolação e a avenida Paulista , no centro. Todas eram áreas principais de São Paulo na época em que o monumento foi elaborado.

Mas afinal, o que tem escrito nas laterais do Marco Zero? 

Marco Zero de São Paulo arrow-options
Rayanne Albuquerque/ Repórter iG

Marco Zero de São Paulo

A ideologia do período em que foi concebido o Marco Zero de São Paulo está expresso nos detalhes cravados em mármore e bronze: o papel central do Estado na formação nacional de acordo com a visão dos paulistas da época. O valor simbólico do monumento desponta entre os principais valores do Marco. O bloco de mármore que estampa o Marco Zero foi extraído de uma jazida localizada no município de Cachoeira Paulista

Leia mais: São Paulo tem mais pessoas morando na rua que população de 457 cidades paulistas

Leia mais:  Abuso, rixa entre igrejas e até crime político: surgem teses do caso Flordelis

As laterais são obeliscos com desenhos que ilustram as particularidades das regiões geográficas vizinhas ao Estado. Ao nordeste está o Rio de Janeiro, representado por uma ilustração do Pão de Açúcar. Já ao Norte do prisma, fica a representação de Minas Gerais, com desenhos de instrumentos de mineração. Goiás está ilustrado no Noroeste, com figuras do garimpo, enquanto o Mato Grosso está ao Sudoeste, com desenhos das roupas dos bandeirantes. O Porto de Santos, representado por um navio a vapor, está na direção Sudeste do prisma. O Paraná representa o Sul, ilustrada por uma Araucária, árvore típica da região.


Para turista ver

Marco Zero de São Paulo arrow-options
Rayanne Albuquerque/ Repórter iG

Parte superior do Marco Zero de São Paulo. Esta é a réplica de bronze. Original foi roubada.

Quem vier à capital de São Paulo deve se ater ao detalhe do Marco: ele pode ser visto de longe, diferente de muitos que estão no mesmo nível do chão. Com a dimensão de 1x13m, 0,70m, 0,70m, o ponto reúne turistas que visitam a área histórica da cidade. O arquiteto Ricardo Diógenes, de 41 anos, é natural de Fortaleza e veio olhar com mais detalhes o Marco Zero de São Paulo, capital que ele já conhecia.

“O berço nascedouro da cidade quase sempre surge ao redor de uma catedral. Aqui em São Paulo não é diferente. O que eu acho interessante é que tudo se desenvolve no entorno desses marcos, os centros comerciais, a cultura, os grandes bancos, associações de comércios”. 

Leia ainda: Sé: o lugar mais racista e perigoso para mulheres de São Paulo

Já para o comissário de voo Alief Melo, de 36 anos, que veio de Rondônia para conhecer a capital paulista, o Marco Zero representa um ponto turístico que não pode ficar de fora da agenda de visitas pela cidade. “Aqui é literalmente o coração de São Paulo. Não podia deixar de visitar. Estou encantado com os detalhes, com o local em que foi colocado”.  

Em 2007, a estrutura foi tombada pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo ( CONPRESP ). Nesse mesmo ano, recebeu a primeira restauração.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Sexta-feira nublada e fresca em São Paulo

Publicado

por

source
Previsão do tempo arrow-options
Reprodução Redes Sociais/Avertigus

Previsão do tempo é de tempo nublado


São Paulo amanhece nesta sexta (24), véspera do aniversário da cidade, fazendo jus ao apelido de terra da garoa. Chuviscos são sentidos durante a manhã, mas a partir do meio dia a chuva cessa, dando lugar ao sol, segundo a previsão do tempo do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas ( CGE ).

Leia também: UDN: partido extinto há 54 anos pode voltar em dose dupla

O céu permanece nublado ao longo de todo o dia, com índices de umidade de ar acima de 50%. A temperatura na capital paulista varia entre os 17ºC e os 24Cº.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Leia mais:  Idoso fica com a mão presa em porta de trem, acaba arrastado e morre no Rio
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana