conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro sanciona Orçamento de 2020 com fundo eleitoral de R$ 2 bilhões

Publicado

homem arrow-options
Isac Nóbrega/PR

Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro sancionou sem vetos o Orçamento de 2020 , que inclui o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para ser utilizado nas eleições municipais de outubro. O anúncio foi feito na sexta-feira pelo ministro da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira, em sua conta no Twitter.

“O PR @jairbolsonaro sancionou integralmente a LOA -2020, que estima a receita e fixa as despesas da União para o corrente ano, dentro da meta prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias”, escreveu Jorge.

Leia também: Entenda o esquema de corrupção na Secom que implica em Bolsonaro

O Orçamento foi aprovado em dezembro pelo Congresso. O prazo para sancioná-lo ou vetá-lo termina na segunda-feira.

No fim do ano passado, Bolsonaro chegou a dizer que a tendência era vetar o fundo eleitoral, cujo valor de R$2 bilhões foi proposto pelo próprio governo. No mesmo dia, no entanto, recuou e disse que a tendência era sancionar, alegando que poderia ser acusado de ter cometido um crime de responsabilidade.

A partir daí, o presidente passou a, nas suas próprias palavras, “preparar a opinião pública” para a sanção. Bolsonaro repetiu em entrevistas e em publicações em redes sociais que era obrigado a sancionar o texto, para não correr risco de impeachment. Ele disse que a sanção era uma “obediência à lei” e que o poder do presidente “não é ilimitado” nessa questão.

Comentários Facebook

Política Nacional

Carlos Bolsonaro cita Bíblia ao postar vídeo da ameaça do presidente a repórter

Publicado

por


source
carluxo
Reprodução

Carlos Bolsonaro compartilhou a ameaça feita por seu pai


O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) compartilhou no seu Twitter o vídeo do seu pai, Jair Bolsonaro (sem partido), agredindo um repórter do jornal O Globo após questioná-lo sobre os repasses de Fabrício Queiroz para a primeira-dama Michelle Bolsonaro.


Carlos escreveu uma citação bíblica na publicação sobre o vídeo. “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará!”, postou. A atitude do presidente foi repudiada por veículos da imprensa, políticos e organizações representativas. A versão do vídeo compartilhada por Carlos é a mesma que circula nas redes e não apresenta outra versão que pudesse corroborar para a defesa dos ataques, como a citação bíblica induz.


Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Líder do governo diz que “[Bolsonaro] não vai mudar” após ameaçar repórter

Publicado

por


source
barros
Elza Fiuza/Agência Brasil

Líder do governo Ricardo Barros


O líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), defendeu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após ele ter ameaçado um repórter e disse que esta atitude não deverá atrapalhar a relação de Bolsonaro com os deputados.


Ricardo Barros declarou em entrevista à Jovem Pan: “conhecemos Bolsonaro há 28 anos, ele sempre foi assim e não vai mudar “. No último domingo (23), o presidente foi filmado agredindo verbalmente e coagindo um repórter do jornal O Globo. Bolsonaro disse ter “vontade de encher a tua boca com uma porrada” após o jornalista questionar o presidente sobre “por que sua esposa, Michelle, recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?”.

Barros não qualificou a fala de Bolsonaro como uma ameaça. “Ele falou que ‘gostaria de’ e não ‘vou fazer’. É um pensamento que ele externou que certamente não precisaria ter externado “, defendeu o líder do governo.

“Agora todas as entidades se manifestam, o que é uma bobagem . Uma tentativa de fazer o mosquito virar um elefante. O Brasil não precisa disso, precisa de andar e prosperar”, disse Barros.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana