conecte-se conosco


Política Nacional

“Bolsonaro brinca de ser presidente”, diz Doria após deboche da CoronaVac

Publicado


source
João Doria (PSDB)%2C governador do estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

João Doria (PSDB), governador do estado de São Paulo

O governador do estado de São Paulo , João Doria (PSDB), reagiu ao deboche do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desta quarta-feira (13) em relação à eficácia da CoronaVac , imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan em parceria com a biofarmacêutica Sinovac Biotech, e disse que ele “brinca de ser presidente”.

“Lamentável a declaração do presidente Bolsonaro sobre a vacina do Butantan. Ao invés de comemorar o fato do Brasil ter um imunizante seguro e eficaz para combater a pandemia, ele ironiza a vacina. Enquanto brasileiros perdem vidas e empregos, Bolsonaro brinca de ser Presidente”, escreveu o tucano em uma publicação no Twitter

Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Planalto sobre a importância das vacinas, Bolsonaro riu ao perguntar a um dos presentes se “essa de 50% é uma boa?”. Na sequência, o presidente disse que as pessoas estão “vendo a verdade”.

“O que eu apanhei por causa disso… Agora estão vendo a verdade. Estou há quatro meses apanhando por causa da vacina. Entre eu e a vacina, tem a Anvisa. Não sou irresponsável. Não estou a fim de agradar quem quer que seja”, afirmou Bolsonaro.

A corrida pelas vacinas contra a Covid-19 tem sido um dos principais pontos de confrontos entre Doria e Bolsonaro, que são adversários para as eleições de 2022. A Coronavac deu mais visibilidade ao governador de São Paulo e Bolsonaro é acusado de atuar, por meio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para que Doria não se beneficie politicamente da aprovação do imunizante.

Comentários Facebook

Política Nacional

Prefeito João Campos e deputada Tabata Amaral testam positivo para a Covid-19

Publicado

por


source
João Campos e Tabata Amaral abraçados
Reprodução/Twitter

João Campos e Tabata Amaral se conheceram no Congresso e começaram a namorar

O prefeito do Recife,  João Campos  (PSB), e sua namorada, a deputada federal Tabata Amaral (PDT), testaram positivo para a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). O anúncio foi feito pelos dois nas redes sociais e ambos vão ficar em isolamento pelos próximos dias.

Em um vídeo, Campos diz que se submeteu a um novo exame após já ter feito vários desde o início da pandemia. Dessa vez, o resultado voltou a dar negativo, mas a contraprova mostrou que ele estava contaminado.

“Ao longo da pandemia, eu fiz vários exames para testar o coronavírus. Todos deram negativo, nunca apresentei sintomas ao longo desse período inteiro. Ontem eu fiz mais um, deu negativo, e a contraprova, de hoje, deu positivo. Então, eu testei positivo para coronavírus, estou sem sintomas, estou bem, estou isolado em casa e vou seguir assim pelos próximos dias, seguindo as recomendações médicas”, disse o prefeito de Recife.

O Recife tem o maior número de mortos e casos confirmados, em Pernambuco. Ao todo são 54.521 casos confirmados e 2.798 óbitos.

Você viu?

Diversas autoridades de Pernambuco também já tiveram a doença, como o governador Paulo Câmara (PSB), a vice-governadora Luciana Santos (PC do B), o ex-secretário de Saúde do Recife Jailson Correia e o secretário de Saúde do estado, André Longo.

Também pelas redes sociais, Tabata Amaral disse, na sexta-feira (15), que havia tido confirmação para a doença. Ela está em São Paulo, onde mora.

“Desde o início da pandemia, realizo testes periódicos de diagnóstico da Covid-19. O resultado do último exame que fiz acabou de dar positivo. Estou bem e em casa, respeitando todas as recomendações médicas e de isolamento, e também cancelei as próximas agendas presenciais”, escreveu a parlamentar.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Líder do governo no Senado, Fernando Bezerra reforça apoio a Simone Tebet

Publicado

por


source
Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)

Líder do governo no Senado , o senador Fernando Bezerra (MDB-PE) reforçou neste sábado (16) o apoio à candidatura de Simone Tebet (MDB-MS) à presidência da Casa. Em suas redes sociais, Bezerra também defendeu que os emedebistas estão unidos e rechaçou “qualquer tentativa de disseminar dissidências e desarmonia dentro do MDB”.

“Manifesto meu total apoio à candidatura da senadora Simone Tebet à Presidência do Senado pelo MDB. Unido, o MDB, que possui a maior bancada no Senado, marcha junto com Simone, que reúne os predicados para liderar a Casa neste momento de grandes desafios que o país enfrenta”, disse Bezerra.

Nos últimos dias, aumentou a pressão para que lideranças do MDB se envolvessem mais na disputa diante dos avanços do candidato do DEM, Rodrigo Pacheco (MG), que possui o apoio de nove siglas até o momento. A avaliação é de que os caciques não têm se envolvido nas articulações para conquistar novos votos.

Você viu?

Além disso, passou a circular no Senado que pelo menos quatro dos 15 senadores do MDB estão dispostos a votar em Pacheco. Possível aliado de Tebet, o PSDB decidiu liberar a bancada alegando justamente que os emedebistas não possuem consenso em torno da própria candidatura.

Hoje, Bezerra também lembrou que conversou com o presidente Jair Bolsonaro sobre a candidatura do MDB há cerca de uma semana. Na ocasião, Bolsonaro comunicou que iria apoiar Pacheco, momento considerado crucial para MDB optar por Tebet, vista como um nome mais independente.

Hoje, no entanto, o emedebista contou que já aproveitou a ocasião para informar o presidente que o MDB havia decidido lançar a candidatura de Simone Tebet, primeira mulher a pleitear o cargo. De acordo com ele, o gesto demostrou “atenção” com Bolsonaro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana