conecte-se conosco


Economia

Bolsa cai ao menor valor desde 3 de janeiro e dólar se aproxima de R$ 4

Publicado


ibovespa
Getty Images
No âmbito nacional, os dados fracos sobre a economia brasileira colaboraram para o desempenho negativo do Ibovespa

Os problemas de articulação do governo, somados ao ambiente ainda cauteloso no exterior, fizeram o Ibovespa chegar, no pregão desta quarta (15), ao menor patamar desde 3 de janeiro. O principal indicador de desempenho da Bolsa de Valores brasileira (B3) fechou o dia em queda de 0,51%, a 91.623 pontos, tendo batido a marca dos 90 mil durante a sessão.

No âmbito nacional, os dados fracos sobre a economia brasileira colaboraram para o desempenho negativo do Ibovespa
. O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica), divulgado hoje pelo Banco Central e considerado uma prévia do PIB (Produto Interno Bruto),  apontou um recuo de 0,68% na economia
no primeiro trimestre em relação aos três meses anteriores.

No exterior, afetou o mercado a divulgação de uma queda de 0,2% nas vendas do comércio dos Estados Unidos em abril e de crescimento aquém do esperado na produção industrial da China no mesmo período. A guerra comercial entre os dois países ficou em segundo plano após o presidente norte-americano, Donald Trump, dizer que as negociações com os asiáticos ainda não entraram em colapso.

A cotação do dólar
, por sua vez, fechou o pregão em alta de 0,51%, a R$ 3,9960, o maior valor registrado desde o período pré-eleições presidenciais. Em 1º de outubro de 2018, a menos de uma semana do primeiro turno, a moeda era cotada a R$ 4,0180. Por volta das 10h, o dólar chegou a ultrapassar esse patamar
, batendo R$ 4,0196.

Leia mais:  Bolsonaro se reúne hoje com ministros após crise por intervenção na Petrobras

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
publicidade

BemRural

Produtores defendem aprovação das reformas Tributária e da Previdência

Publicado

Produtores rurais de várias partes do país foram à Brasília na última quinta-feira (16)para participar de ato em apoio às reformas tributária e da Previdência e ao pacote anticorrupção.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Sicredi e Mauricio de Sousa Produções lançam desenhos animados sobre educação financeira

Publicado

Personagens da Turma da Mônica falam sobre planejamento financeiro e controle de gastos de uma forma leve e divertida, com o objetivo de ensinar sobre a importância da educação financeira. Com esse foco, o Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 4 milhões de associados – lança, em parceria com a Mauricio de Sousa Produções (MSP), três desenhos animados (cada episódio tem um minuto e meio) que trazem como tema central questões como: de onde vem o dinheiro, orçamento familiar e a recompensa de quem sabe administrar os gastos.

Para Mauricio de Sousa, o projeto é mais uma forma de a Turma da Mônica colaborar com a discussão de temas importantes para a sociedade.

Os temas dos três desenhos animados têm como base as primeiras revistas em quadrinhos da Turma da Mônica sobre educação financeira, lançadas pelo Sicredi e pela MSP em 2018. Em 2019, outras três edições também serão lançadas pelo Sicredi, que baseou o conteúdo dos materiais no Caderno de Educação Financeira e Gestão de Finanças Pessoais do Banco Central do Brasil.

Os desenhos animados podem ser vistos no canal oficial do Sicredi no YouTube

A iniciativa integra uma série de ações realizadas pela instituição financeira cooperativa durante a Semana Nacional da Educação Financeira, promovida anualmente pelo Comitê Nacional de Educação Financeira (CONEF), que este ano acontece de 20 a 26 de maio.

O presidente da SicrediPar e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock, ressalta que iniciativas como esta são importantes porque ajudam a mudar hábitos de consumo. “É necessário que as crianças estejam desde cedo familiarizadas com conceitos como poupança, valor do dinheiro e orçamento doméstico. Uma criança que entende as relações de consumo e a importância do hábito de poupar terá mais chances de evitar dívidas no futuro. E nada melhor que falar sobre esse tema com a ajuda de personagens tão queridos dos brasileiros, como os da Turma da Mônica”, analisa.

Leia mais:  Maia quer aprovar reforma da Previdência na Câmara em dois meses

Para Mauricio de Sousa, o projeto é mais uma forma de a Turma da Mônica colaborar com a discussão de temas importantes para a sociedade. “As soluções para o crescimento do País passam justamente pelas boas informações por intermédio da educação. Crianças e jovens precisam saber desde cedo como resolverem problemas que seus pais já enfrentam e que eles enfrentarão por toda a vida. Os quadrinhos e as animações que desenvolvemos junto ao Sicredi ajudam para que essas informações cheguem corretas e diretas para todos”, afirma.

Os desenhos animados podem ser vistos no canal oficial do Sicredi no YouTube. Além disso, os filmes também serão utilizados em apresentações sobre educação financeira em eventos e oficinas promovidas pelo Sicredi nas comunidades onde atua em todo Brasil.

O Sicredi também lança a quarta edição da revista em quadrinhos especial da Turma da Mônica sobre educação financeira. O material estará disponível nas agências do Sicredi em todo o país. Até agora foram distribuídas mais de 2,1 milhões de revistas em quadrinhos, impactando milhares de crianças e suas famílias.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana