conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Tangará da Serra

Big Master e Atacadão descumprem normas e são interditados pela Fiscalização

Publicado

Quem passou pelo Big Master da Avenida Ismael José do Nascimento e pelo Atacadão nesta manhã de sexta-feira, 11, não teve outra reação que não fosse surpresa, afinal de contas, duas das maiores empresas de Tangará da Serra foram interditadas na noite de quinta-feira, 10, pelo Departamento de Fiscalização da Prefeitura.

A interdição ocorre, segundo a Assessoria de Comunicação do Município, sob a justificativa de que as duas empresas não estão cumprindo à risca as normas de restrição relacionadas ao combate à Covid-19 determinadas por Decreto Municipal.

Para reabrir, representantes das empresas precisam comparecer à Prefeitura Municipal e assinarem um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), se comprometendo a promover adequações emergenciais, cumprindo dessa forma o que estabelece em Decreto no que diz respeito à distanciamento, limitação de público no interior dos empreendimentos, entre outras condições.

Até o fechamento desta reportagem, as empresas não haviam se manifestado e o assunto se tornou um dos maios comentados, principalmente em redes sociais onde circulam vídeos e imagens das empresas interditadas.

ATUALIZAÇÃO: Empresas foram multadas em R$ 10 mil cada

Segundo a Assessoria de Comunicação do Município, a cada uma das empresas aplicou-se multa no valor de R$ 10 mil pelo descumprimento do que estabelece o Decreto, considerando que a interdição ocorreu devido a aglomerações no interior dos estabelecimentos e a não restrição de um membro por família.

TAC – Será firmado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre os estabelecimentos comerciais e o Município de Tangará da Serra, para que se cumpra todas as medidas sanitárias e de biossegurança e as medidas restritivas, no enfrentamento a Covid 19.

Comentários Facebook

Tangará da Serra

Município retoma aulas presenciais, seguindo medidas sanitárias e de biossegurança

Publicado

Após reuniões técnicas realizadas na última semana, a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), da Prefeitura Municipal, retornou às aulas presenciais na rede municipal de ensino de Tangará da Serra. Devido ao risco muito alto de contaminação pela Covid-19, aumento de casos suspeitos e confirmados e de ocupação das UTI’s, a SEMEC, decidiu suspender o atendimento às aulas presenciais em todos os Centros Municipais de Ensino e antecipar as férias escolares, como medida preventiva para conter a propagação viral.

Na última quarta-feira, dia 16 de junho, reuniões foram realizadas contando com a participação de todos os diretores dos Centros Municipais de Ensino, e na sexta-feira, dia 18 de junho, outras reuniões com todos os coordenadores, tanto da Educação Infantil como do Ensino Fundamental (Anos Iniciais e Finais). Nos encontros, estavam também presentes o Secretário Municipal de Educação Prof. Vagner Constantino Guimarães, a Chefe do Departamento de Gestão Pedagógica e Políticas Públicas Educacionais Prof. Eliane Santiago de Lima, além dos demais profissionais integrantes da SEMEC, com o intento de buscar soluções diretivas diante do contexto.

Além disso, quase 100% dos profissionais da educação de Tangará da Serra receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 (AstraZeneca e Pfizer), a convocação e contratação de novos profissionais, que foram aprovados no último Teste Seletivo, e conforme anteriormente planejado via portaria (Portaria nº 004/2021 – SEMEC), findado o prazo de suspensão das atividades escolares, ficou-se estabelecido, portanto, o retorno às aulas presenciais a partir desta terça-feira, dia 22 de junho, em todas as unidades escolares do Sistema Público Municipal de Ensino de Tangará.

Assessoria SEMEC

Continue lendo

Tangará da Serra

Vereador Eduardo Sanches visita cidades do Nortão para conhecer Projeto Alvará Fácil

Publicado

O vereador Eduardo Sanches (PSL) esteve em visita a cidades do norte do estado, e participou da implantação do projeto do “Alvará Fácil”, em Sorriso. A intenção é trazer o projeto para Tangará da Serra. O programa Alvará Fácil auxiliará a expedição do Alvará de Construção, objetivando acelerar o ritmo do processo de autorização para a execução.

Depois de sancionado, poderão ser licenciados os projetos de construção de residências unifamiliares e os projetos comerciais, abrangidos na Categoria de Uso Compatível, com área construída de até 750 m², além de outros requisitos, de acordo com a Lei de Uso e Ocupação do Solo vigente no município. O prazo de validade do Alvará Fácil será de 12 meses.

Mesmo com a pandemia a construção civil continua em ritmo acelerado e Tangará da Serra teve números de crescimentos expressivos na emissão de alvarás nos anos de 2020 e 2021.

Segundo Eduardo Sanches o Alvará Fácil chegou para facilitar a vida dos proprietários que desejam construir e profissionais. “Com o alvará fácil, os trâmites para a liberação dos projetos terão maior celeridade. O cidadão que tem urgência em construir não precisará esperar até 30 dias para ter acesso ao alvará, agora, o contribuinte sai com o alvará provisório em até 48h. Sem burocracia, menos papelada e muito mais rapidez”, explica vereador.

Também estiveram presentes na reunião, o secretário de Cidade, Ednilson Oliveira, o deputado estadual, Ulysses Moraes (PSL), e o vereador de Sorriso, Diogo Kriguer (PSDB). O parlamentar Eduardo Sanches finalizou sua agenda em Sinop.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana