conecte-se conosco


Economia

BC estende acordo com Federal Reserve por seis meses

Publicado


source
Banco Central divulgou lista de empresas que faziam uso das remessas CC5 a pedido da PGR
Raphael Ribeiro/BCB – 26.4.2019

Banco Central divulgou lista de empresas que faziam uso das remessas CC5 a pedido da PGR

O acordo especial entre o Banco Central ( BC ) e o Federal Reserve , Banco Central norte americano, que permite aumentar a oferta de dólares em US$ 60 bilhões vigorará por mais seis meses, decidiu há pouco o Conselho Monetário Nacional ( CMN ). Inicialmente prevista para acabar no fim de setembro, a linha especial de swap foi estendida até o fim de março.

Em março, pouco depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretar a pandemia do novo coronavírus, o Federal Reserve anunciou um acordo com Bancos Centrais de diversos países para ampliar a oferta internacional de dólares e fazer frente à demanda maior pela moeda norte-americana. No caso do Brasil, estão disponíveis US$ 60 bilhões, que podem ser sacados se o BC desejar.

“Esta linha não implica condicionalidades de política econômica e será utilizada para incrementar os fundos disponíveis para as operações de provisão de liquidez em dólares pelo BC”, explicou o Banco Central em nota. O acordo com o Fed representa um dos vários instrumentos disponíveis para o BC lidar com a volatilidade dos mercados durante a pandemia.

Além do Brasil, a linha especial de swap do Fed beneficia as autoridades monetárias da Austrália, da Dinamarca, da Coreia do Sul, do México, da Noruega, da Nova Zelândia, de Singapura e da Suécia. O Federal Reserve também tem linhas de swap de liquidez em dólares americanos com o Banco do Canadá, o Banco da Inglaterra, o Banco do Japão, o Banco Central Europeu e o Banco Nacional Suíço.

Não-residentes

Na reunião de hoje (27), o CMN reduziu as exigências para pessoas físicas estrangeiras que investem no mercado financeiro brasileiro. Foi dispensada a exigência de que esses investidores constituam uma empresa de custódia no país. Agora, eles podem nomear um intermediário representante no Brasil para aplicarem recursos no mercado nacional.

Em nota, o BC informou que a medida reduz os custos com a nomeação de custodiantes, tornando-os acessíveis a pessoas físicas não residentes que queiram investir no mercado financeiro brasileiro por meio de operações de varejo. “A medida está alinhada às iniciativas que têm buscado aperfeiçoar o marco regulatório para o mercado de capitais no Brasil, simplificando e estimulando as aplicações nesse mercado”, informou o comunicado.

Comentários Facebook

Economia

Dólar cai e fecha em R$ 5,58; cotação oscilou durante o dia

Publicado

por


source

Agência Brasil

dólar
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL

Notícias dos EUA tiveram mais peso na cotação do dólar de hoje

Num dia de boas  notícias no exterior, o dólar caiu num movimento de correção. O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (27) vendido a R$ 5,58, com recuo de R$ 0,034 (-0,6%). Ontem (26), a moeda norte-americana tinha fechado no maior valor em três meses.

Como nos últimos dias, a cotação oscilou bastante. Depois de superar os R$ 5,61 na máxima da sessão, por volta das 12h30, o dólar caiu durante a tarde e chegou a atingir R$ 5,55 na mínima do dia, por volta das 15h.

Num dia de poucas  notícias econômicas no Brasil,  as negociações foram dominadas pelo mercado internacional. Nos Estados Unidos, o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, apresentou hoje uma nova estratégia agressiva para diminuir o desemprego na maior economia do planeta e conduzir a inflação a níveis mais saudáveis.

De acordo com a nova abordagem, o Fed, Banco Central norte-americano, buscará atingir uma inflação média de 2%, compensando períodos abaixo de 2% com uma inflação mais alta “por algum tempo”, e garantir que o emprego não fique aquém de seu nível máximo. Esperanças em relação à aprovação pelo governo dos Estados Unidos de um teste rápido mais barato e portátil para a Covid-19 também animaram os mercados externos.

Na bolsa de valores, o dia foi marcado por oscilações. O índice Ibovespa, da B3, a bolsa de valores brasileira, encerrou esta quinta aos 100.624 pontos, estável em relação a ontem, quando tinha fechado em 100.627 pontos. Ao longo do dia, o indicador alternou altas e baixas, até fechar praticamente sem variação.

* Com informações da Reuters

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Auxílio emergencial: Caixa inicia Ciclo 2 de pagamentos amanhã

Publicado

por


source
Auxílio emergencial: Caixa inicia Ciclo 2 de pagamentos amanhã
Fenae

Auxílio emergencial: Caixa inicia Ciclo 2 de pagamentos amanhã

A Caixa inicia nesta sexta-feira (28) o Ciclo 2 de pagamentos das parcelas do Auxílio Emergencial . Os créditos começam pelos beneficiários nascidos em janeiro. Ao todo, cerca de 4 milhões de brasileiros vão receber o benefício e já poderão movimentar os recursos por meio do aplicativo Caixa Tem. Com ele é possível pagar boletos e fazer compras na internet e nas maquininhas em mais de 1 milhão de estabelecimentos comerciais.

Neste ciclo, também foram incluídos os trabalhadores que fizeram o cadastro nas agências dos Correios entre 2 de junho e 8 de julho e aqueles que fizeram a contestação pelo site da Caixa ou pelo aplicativo App Caixa | Auxilio Emergencial de 3 de julho a 16 de agosto e foram considerados elegíveis. Outro grupo é o de beneficiários que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores, mas tenham tido o pagamento reavaliado em agosto.

O calendário de pagamentos do Auxílio Emergencial é organizado em ciclos de crédito em conta Poupança Social Digital e saque em espécie. Os beneficiários recebem a parcela a que têm direito no período de acordo com o mês de nascimento.

Aqueles que tiveram os pagamentos retidos vão receber todas as parcelas a que têm direito de uma só vez, dentro do Ciclo 2, que começa nesta sexta-feira (28) e vai até 27 de outubro.

Já os trabalhadores que optaram por realizar o cadastro nos Correios e aqueles que contestaram vão receber a primeira parcela também nesta sexta-feira (28), dentro do Ciclo 2. As parcelas P2 e P3 serão pagas no Ciclo 3 e as parcelas P4 e P5, no Ciclo 4.

Até o momento, já foram pagos R$ 179 bilhões para 66,9 milhões de pessoas. Foram realizados 254,2 milhões de pagamentos. O site auxilio.caixa.gov.br recebeu 1,66 bilhão de visitas e a central exclusiva 111 registra cerca de 463 milhões de ligações.

O aplicativo Caixa|Auxílio Emergencial teve 115,4 milhões de downloads e o aplicativo Caixa Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 215 milhões de downloads.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana