conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mato Grosso

Aulas presenciais da Unemat em Cuiabá começam nesta quarta-feira (30) para 220 alunos

Publicado


As aulas presenciais para os 220 alunos matriculados nos três cursos do núcleo pedagógico da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) em Cuiabá começam nesta quarta-feira (30.03), no período noturno. O núcleo de Cuiabá irá funcionar na Escola Técnica Estadual, cujo prédio foi entregue pelo Governo de Mato Grosso, nesta terça-feira (29.03).

Parte da estrutura física da Escola Técnica Estadual (ETE) de Cuiabá irá abrigar os cursos de Gestão Pública, Gestão de Negócios e Inovação e de Engenharia de Produção Agroindustrial. No local, funcionará ainda o Escritório de Representação da Unemat, com espaços administrativos, de reuniões e gabinete para atendimentos mais individualizados.

A aulas no núcleo de Cuiabá iniciaram no dia 14 de março, porém, desde estão estavam sendo ministradas de forma remota.

A utilização do prédio da Escola Técnica foi possível graças a uma parceria entre a Unemat e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci-MT), que gerencia as ETEs. O acordo foi firmado para que a instituição pudesse utilizar os espaços desse prédio de forma a otimizar e garantir a qualidade no atendimento à comunidade acadêmica.

A parceria entre as duas instituições também foi firmada para a utilização de parte do prédio da ETE de Cáceres, onde serão ministradas aulas de diferentes turmas.

“É fundamental este espaço e esta parceria que temos com a Seciteci para que possamos ter as aulas presenciais em Cuiabá e em Cáceres, reforçando a existência da Unemat na capital, e também é um espaço importante para o Escritório de Representação, fortalecido agora junto com a Escola Técnica”, ressaltou o reitor da Unemat, Rodrigo Bruno Zanin.

Primeira Escola Técnica Estadual de Cuiabá

A primeira Escola Técnica Estadual de Cuiabá, entregue na terça-feira (29.03), recebeu investimento de R$ 15 milhões e faz parte de um pacote de oito unidades, cujas obras estavam paralisadas por mais de 10 anos e foram retomadas pelo Governo de Mato Grosso em 2019.

A unidade de ensino é uma das oito escolas padrão, lançadas pelo Governo Federal, em parceria com o Governo de Mato Grosso, em 2010. O Governo também investiu para a retomada das escolas técnicas localizadas nos municípios de Água Boa, Campo Verde, Juara, Matupá, Primavera do Leste, Sorriso e Cáceres, que também foi entregue nesta terça-feira (29.03). Cada unidade possui capacidade para 1,5 mil alunos, nos turnos matutino, vespertino e noturno.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Cidades

Mato Grosso tem a 4ª gasolina mais barata do país

Publicado

Mato Grosso tem o 4° preço mais barato do litro da gasolina no país, com R$ 6,99. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta terça-feira, 21.

O estado ficou em 16° lugar no ranking comparativo de maiores valores registrados do preço do combustível.

O valor em Mato Grosso está abaixo do preço médio do litro da gasolina no país, que ficou em R$ 7,232 na última semana. Os dados são referentes aos dias 12 a 18 de junho.

O preço médio mais alto foi verificado na Bahia (R$ 8,037). O maior valor cobrado foi encontrado foi no Rio de Janeiro (R$ 8,990). Já o menor foi registrado em um posto de São Paulo (R$ 6,170).

Em Mato Grosso, o preço mínimo registrado foi R$ 6,30 o litro. Como foi feita entre os dias 12 e 18 de junho, a pesquisa da ANP ainda não reflete totalmente o último reajuste anunciado pela Petrobras nas suas refinarias.

G1/MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana