conecte-se conosco


Entretenimento

Atriz fala sobre aborto depois de morte da personagem em “A Dona do Pedaço”

Publicado

Em “A Dona do Pedaço” do último sábado (15), Edilene (Cynthia Senek) tentou fazer um aborto em uma clínica clandestina, mas sofreu complicações e acabou morrendo. A empregada doméstica, que era amante de Otávio (José de Abreu) foi obrigada a interromper a gravidez e fez a cena ser muito comentada nas redes sociais.

Leia também: Juliana Paes quer cena “épica” entre Maria da Paz e Jô em “A Dona do Pedaço”

Cynthia Senek deu vida à Edilene
Reprodução/Instagram

Cynthia Senek deu vida à Edilene


Em seu Instagram, a intérprete de Edilene aproveitou para falar sobre sua participação na novela e sobre a cena. “Obrigada, Walcyr Carrascoe Amora Mautner por confiarem em mim para um papel tão delicado e especial, cheio de mensagens como essa, que eu como atriz e ser humano adoro experienciar. Mais uma personagem para meu currículo que me fez aprender e mudar de opinião sobre muita coisa”, disse ela.

Leia também: Em “A Dona do Pedaço”, Virgínia demite Fabiana e descobre parentesco

Além disso, Cynthia Senek) também compartilhou alguns dados sobre aborto no Brasil. “Edilene se foi, mas nos deixou com um ótimo tema para dialogar: o aborto. Independente de qual seja a sua escolha, o fato é que ele acontece todos os dias. Sendo mais precisa, a cada minuto é realizado um aborto no Brasil. O aborto ser proibido ou não, não faz com que ele não seja praticado. 500 mil mulheres por ano abortam no Brasil”, diz no texto.

“Cada um de nós passa por diversas dificuldades em nossas vidas e cabe somente a nós escolhermos o que é melhor ou não”, completou ela.

Ainda na rede social, Cynthia contou que mudou de opinião sobre o aborto, mesmo sem passar por isso na pele.  “Graças a Deus não precisei passar por esse momento para entender o que essas mulheres passam. Estudando sobre isso cheguei a essa decisão. Quem se apoia na embriologia, é um estágio muito inicial da gravidez”, disse.

Leia também: Além de Jô: As filhas mais carrascas das novelas da Globo

“Não existe coração batendo nesse período. Em outros países, um aborto nesse período nem é considerado aborto”, finalizou u a atriz que interpretou Edilene em ” A Dona do Pedaço “.

Comentários Facebook

Entretenimento

Apresentadora chora ao vivo após programa ser cancelado na Gazeta

Publicado

por


source

A apresentadora Michelle Giannella chorou muito ao se despedir do “Plantão da Saúde”, cuja última edição foi ao ar na sexta-feira (3). O programa ficou cerca de três meses no ar na TV Gazeta e foi criado para tratar de assuntos relacionados a Covid-19, assim como o “Combate ao coronavírus”, da Globo.

Michelle Giannella
Reprodução/TV Gazeta

Michelle Giannella chorou ao vivo


Após seu colega de bancada Celso Cardoso fazer um discurso dizendo que o programa “não coincide com o fim da pandemia”, Michelle Giannella disse aos prantos: “Eu gostaria de agradecer a sua audiência, o seu carinho, o apoio e a orientação do departamento de Jornalismo para a realização do Plantão da Saúde. Esse projeto desafiador, esse projeto engrandecedor para toda nossa equipe do Esporte, e sobretudo para você de casa”.


Com o fim do “Plantão da Saúde”, o “Gazeta Esportiva” volta a grade de programação a partir de segunda-feira (6), uma vez que os principais campeonatos de futebol estão sendo retomados. O “Mesa Redonda” também volta a ser exibido na emissora paulista e o programa de entretenimento “Revista da Cidade” deve voltar só no início de agosto.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Kanye West para presidente? Cantor diz que vai disputar eleições nos EUA

Publicado

por


source

O cantor Kanye West anunciou no último sábado (4) em suas redes sociais que vai se candidatar as eleições presidenciais dos Estados Unidos. Caso isso se concretize, ele terá dois grandes adversários, o atual presidente Donald Trump e o democrata Joe Biden, que foi vice-presidente no mandato de Barack Obama.

Kanye West
Reprodução/Instagram

Kanye West vai se candidatar à presidência dos EUA


“Devemos agora realizar a promessa da América [EUA] confiando em Deus, unindo nossa visão e construindo nosso futuro. Vou concorrer para presidente dos Estados Unidos”, escreveu Kanye West no Twitter.

O rapper americano não deu detalhes se de fato já está concorrendo ao posto de presidente dos Estados Unidos, mas deu fortes indícios ao usar a hashtag #2020VISION. As eleições acontecem em novembro deste ano e, mais uma vez, os partidos Republicano e Democrata seguem firmes na disputa, porém é permitido que tenham candidaturas independentes.

Em 2015, Kanye West chegou a dizer no MTV Video Music Awards que tinha planos para disputar a presidência em 2020. Além disso, o cantor, que é um apoiador de Trump, e esposa Kim Kardashian estiveram na Casa Branca ano passado e depois da visita ele fez uma postagem insinuando que se candidataria em 2024.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana