conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Cidades

Assembleia derruba veto e reduz burocracia para pequenos municípios acessarem recursos

Publicado


Com 19 votos favoráveis, a Assembleia Legislativa derrubou o veto 96/2021 em sessão ordinária realizada nesta quarta (24) e aprovou a Emenda 72 na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2022. Com a emenda ao artigo 63 da Lei nº 449/2021, que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias, os municípios com até 20 mil habitantes terão menos burocracia para acessar recursos do Estado. A emenda, proposta pelo deputado Allan Kardec (PDT), flexibiliza a apresentação de certidões, independente do município estar inadimplente.

Em defesa da derrubada do veto, Kardec argumentou que os municípios menores são os que mais têm dificuldade de arrecadação e são os municípios com maior dificuldade de conveniar com o governo. “O governo tem vários programas interessantes, programas de pontes, recuperação asfáltica, mas os municípios menores não conseguem conveniar. E nós estamos hoje fazendo justiça com essa derrubada do veto”, afirmou.

Para o deputado Valdir Barranco, “essa emenda é importantíssima e irá destravar os pequenos municípios para a celebração de convênios com o Estado”. Outro deputado que defendeu a emenda foi Wilson Santos, “É uma das grandes emendas que eu vi nessa casa nos últimos anos, parabéns Allan Kardec! O cidadão dos pequenos municípios está esperando por benfeitorias e não pode ser penalizado pela burocracia”.

A redação da emenda prevê que as transferências voluntárias de recursos do estado para os municípios, consignados na lei orçamentária, deverão ser realizadas mediante convênio, independentemente de o ente beneficiado estar inadimplente, desde que o município contemplado tenha até 20 mil habitantes. Para as maiores cidades, a adimplência e a apresentação das certidões negativas continuarão sendo exigidas.

“Municípios pequenos, especialmente da baixada cuiabana, não tem condição de conveniar, porque não tem certidão negativa, estão inadimplentes. Sem acesso aos recursos, esses municípios ficam mais pobres ainda, empobrecendo também a sua população e aumentando a desigualdade entre cidades pobres e ricas”, reforçou Kardec. 

A proposta é trazer equilíbrio no acesso de recursos públicos por parte dos municípios, reduzindo a desigualdade e tornando o estado mais estruturado e competitivo. A justificativa ainda se embasa na gravidade do período pós-pandemia e as dificuldades diante dos vários desafios que se colocam, seja para a saúde, educação ou mesmo infraestrutura.

Sem receita própria, dependendo quase exclusivamente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), os pequenos municípios poderão ter sua situação agravada, com a queda abrupta da receita da União, que alimenta o FPM. 

Em nível federal, a LDO nacional, conforme publicação do Diário Oficial da União, datado de 11 de junho de 2021, publicou a derrubada de veto do presidente da república para, assim, autorizar os repasses voluntários para entes inadimplentes com até 50 mil habitantes.

Fonte: AMM

Comentários Facebook

Cidades

Congresso técnico sobre a Lei Geral ouvidoria controle interno e contratos é realizado em Sinop

Publicado

por


A Academy Brasil está realizando em Sinop o Congresso sobre a Lei Geral de Proteção de Dados, Ouvidoria, Controle Interno, Termo de Referência, Gestão e Fiscalização de Contratos. O evento tem a parceria da Associação Mato-grossense de Municípios, da MPX Brasil e da New Consultoria Empresarial.

O Congresso é direcionado aos órgãos públicos e equipes das prefeituras, sendo os chefes de gabinete, secretários municipais de Administração, Planejamento, Finanças, além de procuradores, auditores, controladores internos e contadores. O objetivo da LGPD é proteger os dados dos servidores e dos munícipes.

A Lei 13.709 de 2018, conhecida como Lei Geral de Proteção de Dados, passou a ser aplicada na sua integralidade, a partir de agosto de 2021.

A legislação traz mudanças profundas nas condições para o tratamento de dados pessoais, o que inclui atividades como coleta, armazenamento, utilização, compartilhamento e eliminação de informações relacionadas a pessoas naturais identificadas ou identificáveis. 

O Congresso é de responsabilidade da Academy Brasil, especialista em desenvolvimento humano e treinamento multidisciplinar em parceria com a AMM e MPX Brasil, empresa mato-grossense que atua no segmento de sites institucionais, Portais da Transparência e demais serviços para área pública desde 2001. 

O diretor da MPX Brasil, Marcos Paulo explica que vem trabalhando há muito tempo com a Lei Geral de Proteção de Dados, para que ela seja aplicada na sua integralidade pelos municípios. “Estamos mostrando como é na prática para as equipes das prefeituras. Nosso foco é trabalhar com o conteúdo atual e relevante para os municípios de Mato Grosso”, assinalou.

Entre os temas abordados no Congresso estão: Processos internos;  Governança;    Classificação de dados; Processo de fiscalização e processo administrativo; Penalidades ao não cumprimento da Lei.

O Congresso conta com palestrantes renomadas como Juliani Duarte, Contadora, pós Graduada em Contabilidade Pública pelo Instituto Cândido Mendes, e MBA em Auditoria e Perícia Contábil pela Universidade de Cuiabá. Outra palestrante é Juliana Borges, Advogada, Pós-graduada em Direito Público pela UFGRS, Pós-graduanda em Planejamento tributário pela Faculdade Brasileira de Tributação

Fonte: AMM

Continue lendo

Cidades

Campanha Natal solidário realizará o sorteio de prêmio na quarta-feira na AMM

Publicado

por


Na próxima quarta-feira, dia 8 de dezembro, será realizado o sorteio dos prêmios da campanha Natal Solidário 2021, realizada pelo Instituto Cometa de Cáceres, em parceria com a Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM, Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios-APDM e o Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social-Coegemas. O sorteio será através da loteria federal, por meio de uma live, ás 17h,  transmitida pelo canal da AMM no youtube.

Entre os prêmios estão: 01 Carro HB20 Hyundai, 01 Motocicleta Honda CG 160, 01 Geladeira, 01 Fogão e 01 TV Smart de 50 polegadas, doados pelo Grupo Cometa. Para concorrer aos prêmios, os participantes trocaram 5 quilos de alimentos não perecíveis por cada cupom da campanha.  

Com o tema ‘ajude a construir um Natal mais solidário’, a campanha avançou dentro de um cronograma cumprido pelos municípios, desde o seu lançamento em abril em Cuiabá. O projeto recebeu a adesão de 116 municípios de diferentes regiões do Estado, que realizaram parcerias com os estabelecimentos comerciais e instituições locais, visando a arrecadação dos alimentos para atender as comunidades em situação de vulnerabilidade.

A participação dos municípios ocorreu por meio de um termo de parceria, assinado pelos prefeitos e o Instituto Cometa. As prefeituras tiveram um longo período de arrecadação dos alimentos nos municípios e as Secretarias de Assistência Social, ficaram responsáveis pela organização e a distribuição dos alimentos em cada município.

A campanha chegou na sua 8ª edição, com o objetivo de arrecadar alimentos para serem distribuídos. A cada ano, a campanha promovida pelo Instituto Cometa vem evoluindo, com as parcerias de entidades, clubes de serviços e empresas. Conforme o calendário, após o sorteio a distribuição das cestas básicas será realizada até o dia 22 de dezembro em cada município.

Fonte: AMM

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana