conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

Articulação de João Batista resulta em melhorias na infraestrutura da escola Rafael Rueda

Publicado


Foto: LUCIENE LINS

A Escola Estadual Professor Rafael Rueda, localizada no bairro Pedra 90, em Cuiabá, foi contemplada com uma reforma no telhado do prédio, que abriga mais de 200 alunos da rede pública de ensino. A obra estrutural foi realizada após articulação do deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros) junto à Secretaria de Estado de Educação (Seduc). 

De acordo com João Batista, as tratativas realizadas deram celeridade ao envio do ‘recurso descentralizado’, uma ferramenta financeira que a Seduc destina para escolas realizarem intervenção física, preventiva e corretiva na infraestrutura.

“Visitamos a escola no ano passado e a diretora nos apresentou as demandas emergenciais. A partir daí, nossa equipe técnica legislativa atuou na cobrança e prestou todo apoio necessário para que a escola recebesse o recurso. Gostaria de agradecer os profissionais da Seduc, que prontamente aprovaram a utilização do valor financeiro para a realização das devidas melhorias no local”, informou o deputado.

A diretora da unidade, Áurea Ferreira de Souza, destaca que a escola ainda precisa de várias intervenções, dentre elas, a conclusão da segunda etapa do telhado, além de melhorias na biblioteca, refeitório e na quadra poliesportiva.

“Nossa escola, há alguns anos, não passava por melhorias, e necessitava com urgência de adequações no telhado para segurança dos alunos. Enfrentávamos sérios problemas no período de chuva, que a partir de agora, ficarão no passado. Vale ressaltar que o apoio do deputado João Batista foi fundamental para conseguir destravar esse recurso descentralizado. Somos extremamente gratos ao apoio dele junto à nossa escola”, concluiu a diretora.

Recursos descentralizados – A Secretaria de Estado de Educação (Seduc)  informou que entre os serviços que podem ser feitos por meio da ferramenta, está a manutenção de cozinhas e banheiros, as chamadas áreas molhadas. Também pode ser utilizado para adequação ou substituição pontuais de forro e pendurais, reparos pontuais no revestimento cerâmico, parte elétrica e hidráulica, em muros, cercas, alambrados, além revitalização da pintura, entre outros.

A solicitação do recurso deve ser feita via sistema SigEduca, módulo de Gestão de Estrutura Escolar (GEE), no site da Seduc (www.seduc.mt.gov.br).

A escola precisa enviar um requerimento apontando os motivos e justificativa pelos quais necessita do recurso. São necessários três orçamentos dos materiais e ou serviços a serem realizados. O responsável também terá que inserir fotos que comprovem a necessidade do recurso, entre outras determinações.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Política

Para quem ignora vacina, Governador avisa. “Uma hora pode dar m…”

Publicado

O governador Mauro Mendes (União Brasil) criticou parte da população que não completou o esquema vacinal contra a Covid-19. Para ele, a insistência negacionista pode “dar merda” para as pessoas, levando-as à internação e até mesmo à morte.

Segundo levantamento feito pela Secretária de Estado de Saúde e divulgado na terça-feira (28), dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de Mato Grosso, 91% não completaram o esquema de vacinação.

“Essas pessoas fizeram a opção de correr risco. Se você corre o risco, uma hora dá merda. E deu merda para essas pessoas, e pode dar a todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar vacina”, disse o governador à imprensa.

CÍNTIA BORGES E VITÓRIA GOMES
Mídia News

Continue lendo

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana