conecte-se conosco


Esportes

Argélia derrota Senegal por 1 a 0 e conquista Copa Africana de Nações

Publicado

Lance

Riyad Mahrez%2C astro da Argélia arrow-options
AFC/DIVULGAÇÃO
Riyad Mahrez, astro da Argélia

Com um gol logo no começo da partida, a seleção da Argélia bateu Senegal e garantiu o seu segundo título da Copa Africana de Nações, nesta sexta-feira, no Egito. Bounedjah marcou num lance em que contou com a sorte e, depois, os argelinos conseguiram segurar o time adversário e o 1 a 0 no placar, para ficar com a Copa depois de 29 anos.

Logo com pouco mais de um minuto de jogo, Bounedjah arrancou pela esquerda e, na entrada da área, finalizou para gol. A bola desviou em Sané e encobriu o goleiro adversário, que estava adiantado. Foi o segundo gol do atacante nesta Copa Africana . E logo o gol do bicampeonato da Argélia .

Leia mais: Final “sem tradição” da Copa Africana tem estrelas e seleções em ascensão

Com o gol sofrido no início da partida, a seleção de Senegal demorou para se recuperar, mesmo com a Argélia ficando mais recuada durante praticamente todo o jogo. No primeiro tempo, os senegaleses só tiveram uma chance clara de gol, e apenas num chute de fora da área de Niang, que passou perto do gol de M’Bolhi.

Na segunda etapa, Senegal partiu para cima e o técnico Aliou Cisse chegou a colocar quatro atacantes em campo. Aos 18 minutos, Senegal chegou a ter um pênalti marcado a seu favor, quando um cruzamento bateu na mão de um zagueiro argelino. Mas o árbitro anulou a marcação após consulta ao VAR. Aos 24, Sabaly obrigou o goleiro M’Bolhi a fazer uma grande defesa após um chute de fora da área, mas foi só. 


Depois, Senegal não conseguiu mais chegar com perigo. Com atuação apagada da grande estrela Sadio Mané, do Liverpool, Senegal não conseguiu furar a defesa da Argélia , que se postou bem na frente da área e não deu espaço para o time adversário, segurando o placar e levando o título para o país do norte da África. 

Leia mais:  Trajano manda indireta para desafeto e fala em “morte definitiva” da ESPN

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook

Esportes

Secretário especial defende Lei de Incentivo ao Esporte

Publicado

por

source

O secretário especial do Esporte, Décio Brasil, defendeu hoje (11) a Lei de Incentivo ao Esporte (LIE), em vigor desde 2007. Décio Brasil destacou que a legislação tem favorecido o combate à violência e criminalidade nos municípios mais vulneráveis do país. De acordo com o secretário, apenas no ano passado, a LIE captou, como dedução fiscal, R$ 254,2 milhões, atendendo diretamente a cerca de 1 milhão de pessoas.

“O esporte é a ferramenta principal que possibilita a inclusão social, possibilita desviar nossas crianças e jovens do mau caminho, que afasta as ilicitudes que estão afetando as nossas sociedades e ajuda a melhorar os índices de combate à violência e criminalidade nos municípios mais vulneráveis do país”, disse o secretário especial na cerimônia de entrega do 7º Prêmio Empresário Amigo do Esporte, realizada nesta quarta-feira na capital paulista.

Desde que entrou em vigor, a LIE captou R$ 2,4 bilhões para projetos esportivos. No último ano com dados fechados, 2018, 400 projetos foram beneficiados por cerca de 4 mil incentivadores – pessoas físicas ou jurídicas que destinaram parte do imposto devido para projetos aprovados pelo programa.

“O esporte é uma possibilidade de aumentar, favorecer a qualidade de vida para pessoas de todas idades. Temos estatísticas que mostram que, para cada dólar investido no esporte, cinco são economizados na saúde”, ressaltou Décio Brasil.


A LIE permite que empresas e pessoas físicas invistam parte do que pagariam de Imposto de Renda (IR) em projetos esportivos aprovados pela Secretaria Especial do Esporte. Empresas podem destinar até 1% desse valor. O teto para pessoas físicas é de 6% do IR.

Edição: Nádia Franco

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Leia mais:  Velório de Niki Lauda mobiliza pilotos, celebridades e fãs na Aústria
Continue lendo

Esportes

Surfe: Disputa pelo título mundial fica entre três surfistas

Publicado

por

source

Nesta quarta (11) a disputa pelo título mundial do Circuito Mundial de surfe ficou restrita a três candidatos, os brasileiros Gabriel Medina e Ítalo Ferreira e o norte-americano Kolohe Andino.

Isto aconteceu após a queda do brasileiro Filipe Toledo e do sul-africano Jordy Smith na terceira fase do Billabong Pipe Masters, última etapa do Circuito Mundial de surfe.

Ítalo se classifica

Na primeira bateria do dia, o potiguar Ítalo Ferreira superou Jadson Andre por 8,53 a 7,20. Assim alcançou as oitavas de final, onde enfrenta o também brasileiro Peterson Crisanto.

OAHU, UNITED STATES - DECEMBER 10: Filipe Toledo of Brazil advances directly to Round 3 of the 2019 Billabong Pipe Masters after winning Heat 3 of Round 1 at Pipeline on December 10, 2019 in Oahu, United States. (Photo by Ed Sloanei/WSL via

Filipe Toledo foi eliminado e está fora da disputa do título do Circuito Mundial de Surfe – WSL/Ed Sloane

Eliminação de brasileiro

Filipe Toledo entrou na água na quinta bateria, onde enfrentou o neozelandês Ricardo Christie. O atleta do Brasil foi superado por 11,04 a 9,84.

Medina brilha

O terceiro brasileiro na disputa pelo título, Gabriel Medina, teve uma das melhores performances do dia. Ele derrotou o havaiano Imaikalani deVault por 17,07 a 13.90 e avançou. Ele encontra nas oitavas outro brazuca, Caio Ibelli.

OAHU, UNITED STATES - DECEMBER 10: Two-time WSL Champion Gabriel Medina of Brazil advances directly to Round 3 of the 2019 Billabong Pipe Masters after winning Heat 5 of Round 1 at Pipeline on December 10, 2019 in Oahu, United States. (Photo by

Gabriel Medina teve grande performance nesta quarta em Pipeline – Kelly Cestari

Queda de sul-africano

O segundo candidato ao título a ficar pelo caminho nesta quarta foi o sul-africano Jordy Smith. Ele perdeu na terceira etapa para o brasileiro Jesse Mendes por 9,10 a 7,50.

Leia mais:  Advogada de Neymar no caso de estupro é expulsa de entidade feminista

Já o norte-americano Kolohe Andino não entrou na água nesta quarta pela terceira fase. Isto aconteceu porque a maré baixou muito na hora da sua bateria.

Tóquio 2020

Com a desclassificação de Filipe Toledo outra disputa foi definida, a da vaga brasileira para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.


Como Ítalo Ferreira e Gabriel Medina lideram o ranking mundial, e Filipe já não pode ultrapassá-los, as duas vagas do Brasil para Tóquio 2020 ficaram com Ítalo e Medina.

Edição: Fábio Lisboa

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana