conecte-se conosco


Tecnologia

Apple irá lançar cinco modelos de iPhone durante 2020, diz analista

Publicado

Olhar Digital

Segundo um relatório publicado pelo analista chinês Guo Minghao, a Apple irá lançar nada menos do que cinco modelos de iPhone neste ano (não contando variações na quantidade de memória interna), todos compatíveis com redes 5G .

O caçula da família será um aparelho de baixo custo com tela LCD de 4,7” e design similar ao do iPhone 8 , que por enquanto está sendo chamado de iPhone 9 . A ele se juntariam 4 modelos com tela OLED e design similar ao do atual iPhone 11 , com telas de 5,4”, 6,1”, e 6,7 polegadas.

Reprodução

Além da diferença no tamanho das telas, estes modelos também teriam diferença nas câmeras: o de 5,4” teria duas câmeras traseiras, o de 6,1” teria versões com duas ou três câmeras traseiras e o de 6,7” teria três câmeras traseiras. Comparando com a linha atual, isso significa que teríamos dois iPhone 12 (5,4” e 6,1”, dual cam), um 12 Pro (6,1”, triple cam) e um 12 Pro Max (6,7”, triple cam).

Leia também: Imagem do próximo celular dobrável da Samsung vaza na internet

Todos os aparelhos seriam compatíveis com redes 5G, tanto nas frequências Sub-6GHz quanto Milimeter Wave (mmWave). Graças ao suporte a 5G, Guo espera que a Apple venda de 80 a 85 milhões de unidades dos novos iPhones em 2020, um aumento de 6% a 13% no volume em relação a 2019.

Fonte: Gizchina

Comentários Facebook

Tecnologia

Anonymous acusa TikTok de espionagem: “Delete o aplicativo agora”

Publicado

por


source
TikTok Anonymous
Tarik Haiga/Unsplash

Anonymous acusam TikTok de espionagem


Um perfil no Twitter da  rede de hackers Anonymous acusou o TikTok de fazer espionagem para o governo chinês, e pediu que os usuários excluam o aplicativo


“Exclua o TikTok agora”, diz a publicação. “Se você conhece alguém que o está usando, explica a ele que se trata essencialmente de um malware operado pelo governo chinês executando uma operação de espionagem maciça”.


A publicação foi feita compartilhando o tweet de um desenvolvedor que revelou dados que o TikTok coleta de seus usuários. 

Ao jornal espanhol 20 minutos, o TikTok afirmou que leva muito a sério as alegações feitas, e que está conduzindo uma revisão completa do aplicativo. “Nossa equipe de segurança da informação conduz um processo contínuo para verificar e corrigir vulnerabilidades de segurança. Incluímos empresas de segurança de classe mundial nessas avaliações”, diz a empresa. 

Fase não está boa

A acusação da Anonymous não veio de forma isolada. Na última semana, usuários do iOS 14 encontraram indícios de que o  TikTok estava espionando o que era copiado na área de transferência dos celulares. 

Além disso, o  aplicativo foi banido da Índia  junto com diversos outros apps chineses, em um movimento anti-China observado no país. 

Nesta segunda-feira (06), Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA, disse à Fox que o país está certamente avaliando banir o TikTok e outros aplicativos chineses.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Primeira rede de Wi-Fi gratuita é instalada em Heliópolis

Publicado

por


source
Wi-Fi
Divulgação

Wi-Fi gratuito é distribuído em Heliópolis


A primeira rede de Wi-Fi gratuita foi lançada em Heliópolis, na capital paulista. Chamada de NoFluxxo, a rede está espalhada em pontos estratégicos da comunidade, alcançando quase 30 mil moradores com internet de qualidade. 


A iniciativa foi criada pela Outdoor Social, empresa de publicidade que pretende expandir o projeto para mais 14 comunidades brasileiras. O Wi-Fi de Heliópolis é um projeto piloto, que funciona em parceria com a Associação de Moradores.

Para usar o Wi-Fi , é só procurar pela rede NoFluxxo e fazer um cadastro. Diversos pontos estratégicos da comunidade possuem antena para a rede, que tem alcance de 70 metros. 

Para viabilizar o projeto, a solução foi publicidade . “Nós encontramos uma forma de democratizar o acesso à internet de qualidade nas comunidades, por meio do patrocínio de marcas”, conta Emilia Rabello, fundadora do Outdoor Social. 

Em troca da rede gratuita, os moradores da comunidade fornecem dados no cadastro, que são utilizados pela empresa para vender publicidade. “As classes C, D e E representam 76% da população brasileira, mas são constantemente negligenciadas em planejamentos de comunicação, muito focados atualmente em mídias exclusivamente digitais, que simplesmente não chegam a esse público”, diz Emilia.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana