conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Nacional

Apostador não aparece e perde R$ 162 milhões da Mega da Virada

Publicado

Era uma vez R$ 162,2 milhões. Esse é o valor do prêmio que um dos vencedores da Mega da Virada acabou de perder. O apostador de São Paulo, que acertou as seis dezenas do prêmio, não apareceu para retirar o prêmio – e perdeu a chance. É o maior prêmio já ‘esquecido’ na história das loterias da Caixa.

Duas apostas acertaram as seis dezenas do concurso, o maior da história. O outro vencedor, um apostador de Aracaju (SE), já retirou o dinheiro. De acordo com a Caixa, o prazo máximo para resgate de prêmios em loterias é de 90 dias após a realização do sorteio.

Como o apostador não se apresentou até esta quarta-feira (31), os R$ 162,6 milhões serão repassados ao Fundo de Financiamento do Ensino Superior (FIES). A Mega da Virada de 2020 pagou o maior prêmio da história das loterias da Caixa. Foram R$ 325,2 milhões para quem acertasse seis números. Duas apostas cravaram as seis dezenas sorteadas: 17 – 20 – 22 – 35 – 41 – 42.

Milhões em prêmios esquecidos todos os anos

‘Esquecer’ um prêmio de loteria é mais comum do que parece. Só em 2020, R$ 311,9 milhões em prêmios deixaram de ser resgatados, segundo dados da Caixa Econômica Federal. O valor esquecido de prêmios da Mega-Sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Federal no ano passado foi o menor dos últimos 5 anos em termos nominais (sem considerar a inflação), conforme mostra o gráfico abaixo. Mesmo assim, os prêmios não resgatados nesse período somam R$ 1,62 bilhão.

G1

Comentários Facebook

Nacional

Sábado de sol e sem previsão de chuva em São Paulo

Publicado

por


source
Previsão do tempo para o fim de semana em São Paulo não indica chuvas
Pixabay/Creative Commons

Previsão do tempo para o fim de semana em São Paulo não indica chuvas

Sol e poucas nuvens durante todo o dia marcam a previsão do tempo deste sábado (10), na capital paulista. A temperatura permanecerá quente ao longo da tarde. O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) divulgou que a mínima será de 16ºC e a máxima de 29ºC.

Não há previsão de chuva para o fim de semana em São Paulo. O sábado deve começar mais frio, podendo atingir os 16ºC, e a temperatura tende a aumentar ao longo do dia. A umidade do ar em São Paulo oscila entre 30% e 85%.

Continue lendo

Nacional

Homem que ofendeu motoboy com falas racistas volta a discriminar negros; assista

Publicado

por


source
Homem voltou a ofender negros e nordestinos em Campinas
Reprodução

Homem voltou a ofender negros e nordestinos em Campinas

O mesmo homem que ofendeu um motoboy com falas racistas em um condomínio de alto padrão em Valinhos, no interior de São Paulo, no ano passado voltou a xingar e discriminar negros e nordestinos. Imagens feitas por volta das 13h desta sexta-feira (9) mostram Mateus Abreu Almeida Prado Couto à frente de um mercado xingando pessoas que estavam no lado de dentro.

No vídeo, Couto caminha na calçada e chama as pessoas para fora do estabelecimento, que fica no bairro Barão Geraldo, em Campinas. Enquanto Couto fala, é possível ouvir alguém dizer “racismo” ao fundo. Ao ouvir a acusação, o agressor afirma que é “racismo mesmo, ô seu preto”. A seguir ele é questionado se é italianos e ele responde que é “nórdico”.

Veja o momento dos xingamentos:

Uma das pessoas local diz que vai chamar a polícia e Couto a desafia para que faça isso. “Manda a PM aqui, que eu mato a PM”. Enquanto é filmado, o contabilista também fala que foi roubado. “Tá roubando meu dinheiro, seu lixo.”

Você viu?

Em outro momento, Couto esfrega a mão no antebraço, fazendo referência à cor de pele e diz: “chega aí, seu bosta, seu gordinho otário. Você não é italiano, você é sub-raça. Chama sua polícia aí, traz a Federal, seu preto filho da p***”.

Em um episódio em julho do ano passado, Couto também foi flagrado praticando racismo. Ele ofendeu o motoboy Matheus Pires Barbosa, que havia ido até o condomínio onde Couto morava para fazer uma entrega.

Ao fazer a entrega, Couto chamou Mateus de lixo e apontou para a sua pele clara. Uma testemunha registrou a cena e, nas imagens, é possível assistir a sessão de xingamentos.

“Seu lixo. Você tem inveja disso aqui”, afirmou o agressor ao apontar para a cor de seu braço e indicar sua pele branca para o entregador negro. “Quanto deve ganhar por mês, hein? Dois mil reais? Não deve ter nem onde morar”, disse.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana