conecte-se conosco


Saúde

Após surto de H1N1 no Amazonas, Roraima tem primeiro caso neste ano

Publicado

A Secretaria de Saúde de Roraima confirmou o primeiro caso de infecção pelo vírus H1N1 no estado este ano. A paciente, de 26 anos, deu entrada no Hospital Geral de Roraima na semana passada com sintomas da chamada Síndrome Respiratória Aguda Grave. Ela foi tratada e já recebeu alta médica. 

O Departamento de Vigilância Epidemiológica de Roraima emitiu, no início do mês, nota de alerta para que profissionais de saúde se mantenham sensíveis à identificação precoce de casos suspeitos. Isso porque no Amazonas, estado vizinho, foram registradas 24 mortes causadas pelo H1N1, de acordo com boletim epidemiológico divulgado na última segunda-feira (11).

Vacinação

A campanha de vacinação contra a influenza este ano em Roraima começa no dia 15 de abril e segue até 31 de maio. O dia 4 de maio foi escolhido como dia de mobilização. O estado, juntamente com o Amazonas, será o primeiro a receber as doses.

A orientação da secretaria de saúde é que os seguintes grupos de risco recebam atenção especial: grávidas em qualquer idade gestacional; puérperas (mulheres até duas semanas após o parto); adultos com mais de 60 anos; e crianças com menos de 5 anos, sendo que o maior risco de hospitalização é em menores de 2 anos, sobretudo menores de 6 meses, que registram maior taxa de mortalidade.


Também fazem parte do público-alvo população indígena aldeada; indivíduos menores de 19 anos em uso prolongado de ácido acetilsalicílico, conhecido popularmente como AAS; indivíduos que apresentam comorbidades (existência de duas ou mais doenças simultaneamente); população privada de liberdade e profissionais da saúde.

Edição: Sabrina Craide

Comentários Facebook
Leia mais:  Vacinação reduziu risco de surto de febre amarela no Rio em 2019
publicidade

Saúde

Paciente é confirmada com meningite e outro caso suspeito é investigado em Barra do Bugres

Publicado

Uma paciente de 36 anos está internada no Hospital Regional de Barra do Bugres, desde o fim do mês de maio com meningite.

Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Mara Souza, mais um caso da doença está sendo investigado no município. A coordenadora informou que a primeira paciente ficou internada por alguns dias em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ela passou por tratamento e agora está sob observação na enfermaria do hospital.

A paciente deve receber alta ainda neste fim de semana. O outro caso, também de uma mulher com 36 anos, deu entrada no hospital no início deste mês com sintomas de meningite. No entanto, o diagnóstico ainda não foi confirmado. O resultado do exame deve ficar pronto ainda nesta semana. A paciente permanece internada no hospital.

Conforme a Secretaria de Saúde de Barra do Bugres entre 2017 e 2018, foram registrados 06 casos da doença e todos evoluíram para cura sem nenhuma sequela.

**Com informações G1MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Fiocruz desenvolve teste para Zica mais barato e rápido
Continue lendo

Mato Grosso

Doença que causa coceira e manchas vermelhas na pele é registrada em Tangará da Serra

Publicado

Uma doença que provoca manchas vermelhas na pele e afeta especialmente as crianças, vem sendo registrada em Tangará da Serra.

Ainda não se sabe o que tem causado o quadro clínico. Entre os sintomas surgem bolhas vermelhas, coceira e dor de cabeça. A aparência é semelhante à lesão de herpes. As manchas aparecem em todo o corpo, principalmente mãos e pés.

A Secretaria Municipal de Saúde desconhece a doença e não houve notificação de casos, destaca a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Juliana Herrero. “Não tivermos registros de casos, vamos averiguar com as equipes médicas. Se apurarmos a existência, coletaremos amostras e investigaremos por meio de exames, para se chegar à causa do quadro clínico”.


Apesar da indefinição sobre a doença, a população não precisa se preocupar, já que os casos relatados por leitores do Bem Notícias, são de quadros clínicos que evoluem normalmente para a cura, em uma semana.

Comentários Facebook
Leia mais:  Casos de dengue no Brasil aumentam 149% em janeiro deste ano
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana