conecte-se conosco


Economia

Após ser agredida no trabalho, funcionária receberá indenização de R$ 7,7 mil

Publicado


source
bar
Reprodução Google Maps

Bar localizado em famoso ponto turístico do Rio Grande do Norte pagará indenização por agressão a funcionária

Uma funcionária do Bar e Café Tô em Casa, localizado em um famoso ponto turístico do Rio Grande do Norte, entrou com uma ação contra o estabelecimento e ganhou na justiça. Em 2018, ela foi agredida por seu patrão, dono do estabelecimento. Ela receberá a  indenização de R$ 7.755 por danos morais.

A decisão foi emitida pela Segunda Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), que fixou o valor da indenização.

A briga começou com uma discussão entre os sócios do bar e os empregados, que levou às agressões contra a funcionária. A discussão tinha a ver com o descontentamento dos funcionários com atrasos de salários. Um dos sócios proprietários a apontava como líder da reivindicação.

Segundo a funcionária relata no processo, um dos proprietários teria a insultado com palavrões e tentado agredi-la fisicamente com uma cadeira e uma faca de cozinha, o que foi impedido pelos demais empregados.

“Restaram configuradas as agressões verbais e físicas praticadas pelo próprio empregador contra a sua empregada”, disse o desembargador Eridson João Fernandes Medeiros, relator do processo no TRT-RN, ao condenar a empresa por danos morais.

“Cabe ao empregador promover um ambiente de trabalho saudável, seguro e amistoso para todos os seus colaboradores, devendo tratá-los sempre com respeito e urbanidade, jamais permitindo quaisquer tipos de agressões”, acrescentou ele.

A decisão da Segunda Turma do TRT-RN foi por unanimidade e alterou o valor inicial da indenização de R$ 1 mil, imposto pela Vara do Trabalho de Goianinha.

Segundo o desembargador Eridson Medeiros, o valor de R$ 7.755, cinco vezes o salário da autora do processo, seria o “razoável para tentar compensar o dano causado à empregada e punir a empresa de forma a inibi-la ou dissuadi-la da prática de novo ilícito da mesma natureza”.

Comentários Facebook

Economia

Em homenagem a Bolsonaro, empresa do Rio lança vinho ‘il Mito’, por R$ 139

Publicado

por


source
vinho homenagem jair bolsonaro
Divulgação

Empresa do Rio lançou vinho il Mito, que homenageia o presidente Jair Bolsonaro

Uma empresa do Rio de Janeiro lançou um vinho para homenagear o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O produto nomeado de “il Mito” é comercializado e distribuído pela Pacific Catering de Macaé, no Norte Fluminense. A bebida está em pré-venda por R$139, na versão tinto e espumante.

O ” il Mito ” já foi apresentado ao homenageado no início de novembro em Brasília, no Distritio Federal. Um dos sócios da empresa, Julio Cesar Costa de Lemos, compartilhou nas redes sociais que o encontro foi a “realização de um sonho”. Ele entregou o produto pessoalmente ao presidente ao lado da esposa, Maria Luiza de Lemos, e dos sócios Abílio e Silvana Almeida.

“Entregamos o espumante Vinho Bolsonaro nas mãos do nosso presidente. Obrigado pela receptividade e pelo carinho, foi simplesmente fantástico, sonho realizado!”, escreveu Lemos.

De acordo com a Pacific Catering , o vinho Bolsonaro “il Mito” é um “produto histórico para marcar este momento especial da história do Brasil. Para os amantes de vinho, um vinho impecável, de excelente qualidade, das uvas Cabernet Sauvignon ou Carmenere, e para os amantes da pátria, um troféu para demonstrar todo o orgulho de fazer parte deste momento”.

Nas redes sociais, a ideia gerou polêmica. Há quem esteja interessado, como uma internauta que pretende comprar o produto para “passar o réveillon comemorando 2 anos sem corrupção no governo”. Por outro lado, o novo produto também é alvo de muitas críticas. “Nem de graça”, “É muita idolatria”, “Mais uma desgraça de 2020”, são alguns dos comentários negativos que as publicações sobre o vinho receberam.

Sócio bolsonarista

Julio Cesar Costa de Lemos é bolsonarista convicto. Nas redes sociais, não hesita em defender o presidente. Diversas vezes demonstrou oposição ao uso de máscara e ao isolamento social durante a pandemia de Covid-19, como fez Bolsonaro. Lemos também já faz campanha para a reeleição de Bolsonaro em 2022 e costuma usar o jargão “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, famoso na campanha para as eleições presidenciais de 2018.

O filho do empresário, João Lemos, trabalha na Pacific Catering e foi candidato a vereador em Macaé nas eleições deste ano pelo PSL, antigo partido do presidente. Ele obteve 740 votos, não se elegeu.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Summit Êxito terá catador de latinhas que hoje é empresário nesta quarta

Publicado

por


source

Brasil Econômico

Summit
Divulgação

Segundo dia do Summit Êxito tem ex-catador de latinhas que hoje é empresário


Nesta quarta-feira (25) acontece o segundo dia do Summit Êxito de Empreendedorismo . O evento, que começa a partir das 18 horas, terá como assuntos a nova geração de empreendedores do Brasil e a história de quem já foi catador de latinhas e hoje é sinônimo de sucesso.


Guto Galamba, especialista em escalar profissionais autônomos no digital, será o primeiro palestrante da noite. “Vou falar da importância da desconstrução de padrões de comportamento, padrões estes que nos deixam presos a maneiras de viver a vida que não são mais válidas nos dias de hoje. As relações mudaram, o mercado de trabalho mudou, nós precisamos mudar também”, disse.

homem de barba
Arquivo pessoal

Guto Galamba é empreendedor, palestrante e especialista em escalar profissionais autônomos no digital


Em seguida será o criador do método Acelerador Empresarial, Marcus Marques, às 19 horas. Ele vai falar sobre ” Gestão descomplicada e reflexões para escalar seu negócio”.

Homem de óculos sorrindo
Arquivo pessoal

Marcus Marques é criador do método Acelerador Empresarial


Às 20 horas, Geraldo Rufino , que era catador de latinhas e fundou a JR Diesel, vai palestrar sobre o tema “O poder da positividade”.  Rufino diz que perder o Summit é perder a oportunidade de melhorar o que já está fazendo. “O evento é uma oportunidade maior ainda para quem já está empreendendo, seja no seu CNPJ ou no CNPJ do outro. É uma evolução. O Summit é o novo normal, é se preparar para o novo normal, que é ser um ser humano mais completo em todos os sentidos”, complementa.

Homem negro de roupa social sorrindo
Arquivo pessoal

Geraldo Rufino é fundador da JR Diesel


No final do evento, os ilusionistas Henry Vargas e Klauss Durães estarão no painel “O impossível é uma ilusão”, a partir das 21h.

Homem moreno e loiro ambos sorrindo de camisa social
Arquivo pessoal

Henry Vargas e Klauss Durães são ilusionistas


O evento é on-line e gratuito e as ainda é possível se inscrever pelo site: www.summitexito.com.br , no qual também é possível conferir a programação completa do evento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana