conecte-se conosco


Nacional

Ao menos cinco pessoas foram vítimas de agulhadas no carnaval de Olinda

Publicado

source
agulhadas arrow-options
Divulgação / Secretaria Estadual de Saúde

Em 2019, unidade recebeu mais de uma centena de vítimas de agulhadas.

Pelo segundo ano consecutivo, foliões denunciam que foram vítimas de agulhadas durante os festejos de rua do carnaval de Olinda , em Pernambuco. Até a manhã deste domingo (23), o Hospital Correia Picanço, localizado na Zona Norte do Recife, havia recebido cinco ocorrências. Entre os perfurados estaria uma criança.

Leia mais: Fotógrafa submarina é atingida por hélice de barco em Noronha

A ilustradora Larissa Falcão denunciou o ataque nas ladeiras de Olinda . Segundo o relato compartilhado no Twitter, ela foi atingida na tarde deste sábado (22) de Carnaval. No hospital, conheceu outras vítimas com narrativas semelhantes. O crime aconteceu quando ela foi ao banheiro. A ação foi rápida e evitou que ela conseguisse identificar o suspeito. 

“E eu não tava sozinha nem nada. Tava acompanhada, brinquei a manhã todinha e de tarde rolou isso. Agora já to melhor, mas meu psicológico não tá nada bem”, contou a jovem na rede social. 

Assim como outros atingidos, Larissa procurou o pronto-socorro, mas denunciou que foi recebida com desconfiança pela equipe médica. “”Eles perguntaram 3x se eu tinha certeza e se não tava bêbada”. Após insistir para ser atendida, a ilustradora realizou um boletim de ocorrência e foi encaminhada ao Hospital Correia Picanço.

Exames emergenciais foram feitos e todos deram negativo para contaminações no caso de Larissa, que iniciou um tratamento preventivo com medicamentos oferecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde ( SUS ). 

Leia também: Serviço militar aberto às mulheres está em discussão no Senado

A Secretaria de Estadual de Saúde está apurando as ocorrências deste ano.

Registros em 2019

Em 2019, mais de uma centena de pessoas foi vítima de agulhadas nas ladeiras de Olinda e no carnaval de rua de Recife. A Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que as investigações dos casos seguem na Delegacia do Rio Branco, no Bairro do Recife. Até o momento, nenhum dos suspeitos foi identificado por retratos falados.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook

Nacional

Recuperado, infectologista David Uip fala sobre Covid-19: “extremo sofrimento”

Publicado

por

source
savid arrow-options
Rprodução/Governo do Estado de Sâo Paulo

David Uip em coletiva de imprensa sobre coronavírus em São Paulo

O médico infectologista David Uip, que coordena o centro de contingência do coronavírus em São Paulo, retornou nesta segunda-feira ao trabalho ao lado da secretaria de saúde do estado. Desde o dia 22 de março, o médico seguia em isolamento domicxiliar após o diagnóstico de Covid-19 . Aos 67 anos, Uip descreve a doença como um período de “extremo sofrimento”. 

“Eu quero fazer um depoimento para que vocês entendam bem do que se trata desta doença. Eu, há dois domingos, me senti muito mal. O pessoal da televisão quis me entrevistar e eu não consegui falar”, recorda o especialista, uma das autoridades sobre o coronavírus no Brasil. 

Leia mais: Em projeção otimista, SP terá 25 mil casos de Covid-19 até semana que vem

Após o resultado positivo para a doença, Uip relembra que uma das muitas dificuldades que enfrentou foi o fato de ter completa ciência da gravidade da doença. “Este sentimento de você se ver, como médico, infectologista, com uma pneumonia, sabendo que muito provavelmente entre o sétimo e o décimo dia vai complicar, foi um sentimento muito angustiante. Você dormir não sabendo como vai acordar”, conta. 

O médico ainda mencionou as dificuldades de manter-se em isolamento, mas destaca a importância da medida social como uma preocupação consigo mesmo e com os demais. “Quero dizer para vocês que não é fácil ficar isolado . É de extremo sofrimento, mas absolutamente fundamental. Eu tive que me reinventar, tive que criar um David novo. Seguramente mais humilde e sabendo os limites da vida”, disse. 

Em seu relato, Uip ainda afirmou que “àqueles que estão achando que não é nada ou que é pouco, eu desejo ardentemente que não adoençam. È um sofrimento muito grande”.

Ao fim do discurso, o médico informou que, a partir de agora, irá conciliar o trabalho como pesquisador e porta-voz do centro de contingência como o exercício da medicina clínica, ajudando pacientes contra a doença que enfrentou e venceu. 

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Prefeito de Manaus diz que rede de saúde do Amazonas entrou em colapso

Publicado

por

source
homem de máscara arrow-options
Twitter/Reprodução

Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto

Em um vídeo publicado nas redes sociais na noite deste domingo (5) o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, afirmou que a rede de saúde do Amazonas está em colapso por causa da epidemia de novo coronavírus e pediu ajuda.

“Peço ao governador Wilson Lima celeridade no funcionamento do hospital da Universidade Nilton Lins e aqui garanto, por parte do município, a disponibilização de mão de obra para somar esforços no combate ao novo coronavírus”, afirmou o prefeito. No vídeo, ele aparece sozinho e de máscara.

Leia também: Cidade italiana lança campanha para vizinhos liberarem wi-fi

Até a manhã desta segunda-feira (6), o estado do Amazonas tinha confirmado 417 casos do novo coronavírus, com registro de 15 mortes. Com o aumento nos casos do estado, o prefeito prometeu medidas mais drásticas contra aqueles que furarem o isolamento social, bloqueando gratuidade de passagem para idosos e estudantes, assim como suspendendo alvará de funcionamento de comércios que abrirem sem permissão.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana