conecte-se conosco


Educação

Ano letivo inicia com mudanças administrativas e pedagógicas na rede estadual em Tangará da Serra

Publicado

Mais de nove mil alunos da rede estadual de educação iniciam nesta segunda-feira (10) mais um ano letivo em Tangará da Serra.

Do total de 427 unidades da rede estadual de ensino, 16 instituições operam no município. “Todas as escolas estão prontas para este retorno, com praticamente todos os professores atribuídos, faltando alguns poucos casos de inconsistência de contrato”, afirma o Assessor Pedagógico Saulo Scariot.

A última semana foi intensa na rede, com atribuição de aulas e últimos preparativos para o início das aulas, que passaram por mudanças significativas. “Algumas unidades escolares passaram a ser administradas pela rede municipal, que foi o caso da Ernesto Che Guevara, Marechal Rondon, Claudio Aparecido Paro e Laura Vieira de Souza. Essas escolas já estão sob administração do Município e assim ficamos com 16 escolas na nossa administração”.

A Escola Estadual 29 de Novembro segue focada no ensino médio, e o ensino fundamental II,  passou para a Escola Emanuel Pinheiro. Já com relação a Escola Bento Muniz, que esperava ansiosamente a mudança para unidade do Altos do Tarumã, Scariot afirmou que não acontecerá agora.

“A escola ainda não ficou pronta. Está em fase de acabamento, mas acredito que até o meio do ano consigamos transferir essa escola para a nova”. As carteiras novas, mais de 360 unidades, já chegaram, assim como as mesas dos professores, e estão todas guardadas, na expectativa da inauguração. “Desejamos um excelente ano letivo a todos, que com a graça do nosso bondoso Deus, consigamos atingir nossos objetivos de 2020”, deseja o assessor a todos os alunos e profissionais da educação.

No primeiro calendário, haverá recesso entre os dias 17 e 31 de julho. O término do ano letivo está previsto para o dia 18 de dezembro.

Segundo Calendário

O segundo calendário – que contempla as escolas que participaram do movimento grevista em 2019 – inicia a primeira etapa de atribuição para os profissionais da educação nos dias 16 e 17 de março.

A segunda etapa, nas Assessorias Pedagógicas, ocorre nos dias 18 e 19 de março. Na sequência, aulas adicionais e contratos temporários. O início do ano letivo está marcado para o dia 23 de março. O recesso será entre os dias 17 e 31 de julho, encerrando o ano letivo no dia 22 de janeiro.

Da Redação com informações DiáriodaSerra

Comentários Facebook

Educação

Governo de MT mantém a suspensão das aulas até o dia 30 de abril

Publicado

O Governo do Estado manteve até o dia 30 de abril a suspensão das aulas na rede estadual e municipal de ensino, tanto nas escolas públicas quanto nas particulares. Também ficam suspensas as aulas das universidades.

A decisão foi tomada pelo governador Mauro Mendes e deverá ser publicada em edição extra do Diário Oficial desta terça-feira (31). As aulas já estavam suspensas até o dia 5 de abril por força de decreto editado anteriormente.

“Manter as aulas, nesse momento, aumentaria a possibilidade de transmissão entre as crianças, que poderiam levar o vírus para dentro de casa e causar complicações para as pessoas que estão nos grupos de risco”, pontuou o governador.

Mendes ressaltou que, assim como as demais medidas que o Governo vem adotando, a manutenção da suspensão das aulas segue as orientações do Ministério da Saúde.

Para não haver prejuízo de ensino, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) “deverão analisar a possibilidade técnica, operacional e orçamentária de retomada das aulas por meio de ferramenta que viabilize o ensino à distância, ficando autorizada a adoção de medidas necessárias para este fim”.

Todos os eventos, cursos e formações, que contariam com aglomeração de pessoas e que estavam ocorrendo na rede estadual, também continuam cancelados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidades

Tangará tem camelódromo, eventos com aglomeração e aulas suspensas; veja medidas contra coronavírus

Publicado

A administração municipal, anunciou na manhã desta terça-feira (17) medidas para evitar a propagação do novo coronavírus.

As aulas da Rede Municipal de Ensino e particular, estão suspensas de 23 de março até 5 de abril. A intenção, de acordo com o Prefeito é, exatamente, tentar diminuir as chances da pandemia Coronavírus que já superou a barreira de 6 mil mortes e 160 mil infectados em todo o mundo,de chegar com força ao município.

AÇÕES ANTECIPADAS

Como medida de precaução, eventos com perspectiva de grande público estão sendo cancelados. Em caso de avanço da pandemia em Mato Grosso. O Ministério da Saúde definiu, quanto à pandemia, que o Brasil está no nível 3 – Emergência de Saúde Pública.

O Estado de Mato Grosso e o Município de Tangará da Serra encontram-se no nível 2 – Perigo Iminente. Isso significa que existe uma situação em que o risco de introdução do COVID-19 é elevado, porém não há ainda casos da pandemia confirmados no Município.

Eventos com aglomeração de pessoas estão proibidos. As Feiras Municipais poderão funcionar apenas com vendas de gêneros alimentícios para abastecimento domiciliar, passando a funcionar a partir das 5h, ficando suspenso por 15 dias o funcionamento das praças de alimentação, artesanato, vestuário e importados.

O Camelódromo terá suspensão integral de funcionamento por 15 dias.

Com informações Assessoria de Imprensa

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana