conecte-se conosco


Entretenimento

Angela Ro Ro termina namoro e desabafa: “Usada e traída”

Publicado


source
Angela Ro Ro
Divulgação

Angela Ro Ro


A cantora Angela Ro Ro revelou que não está mais namorando a produtora cultural Veronica Menezes. Em desabafo feito em seu Instagram, ela disse que foi “usada e traída” pela ex. Recentemente, a cantora também usou as redes para  pedir ajuda, pois estava passando por dificuldades financeiras. Na ocasião, ela estava passando a quarentena com Veronica.

“Queridos amigos, que estão me ajudando nesse momento. Sinto informar que descobri ter sido usada e traída. Jogada no lixo como brinquedo velho de forma vil e vulgar. Ela tinha amantes durante todo esse tempo que pensei ter sido um romance digno do meu amor. Desabafo, meu coração aberto”, escreveu a cantora na tarde desta terça-feira (30), sem citar nomes.

Ver essa foto no Instagram

APESAR DE TANTOS ORGASMOS MÚLTIPLOS QUE A PROPORCIONEI_

Uma publicação compartilhada por Angela Ro Ro ÚNICA&OFICIAL (@angela_ro_ro_oficial) em 30 de Jun, 2020 às 1:04 PDT


Ao fim do texto, ela disse: “O segredo da boa velhice é simplesmente um pacto honroso com a solidão”. Na legenda da postagem, ela ainda revelou momentos íntimos com a ex-namorada em tom de ironia: “Apesar de tantos orgasmos múltiplos que a proporcionei”, escreveu.

Pouco depois, em outra postagem, Ro Ro surgiu fazendo uma brincadeira: publicou uma imagem com a frase: “Estado civil: evitando problemas”.

Ver essa foto no Instagram

!!SIGAMOS!!HUMOR+AMOR=$AUDE!!

Uma publicação compartilhada por Angela Ro Ro ÚNICA&OFICIAL (@angela_ro_ro_oficial) em 30 de Jun, 2020 às 2:16 PDT


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook

Entretenimento

Zé de Abreu é condenado na Justiça após compartilhar fake news sobre Bolsonaro

Publicado

por


source
José de Abreu ainda não se posicionou sobre o assunto
Divulgação

José de Abreu ainda não se posicionou sobre o assunto

José de Abreu, conhecido por atuar em novelas da Globo , foi condenado a indenizar o Hospital Albert Einstein em R$ 20 mil, conforme decisão publicada neste sábado (04) pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Em janeiro de 2019, José de Abreu publicou em seu perfil do Twitter uma notícia falsa, afirmando que a unidade de saúde arquitetou, junto do serviço de inteligência de Israel, uma suposta facada sofrida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).  

“Teremos um governo repressor, cuja eleição foi decidida numa facada elaborada pelo Mossad [serviço secreto de Israel], com apoio do Hospital Albert Einstein, comprovada pela vinda do PM [primeiro-ministro] israelense, o fascista matador e corruptor Bibi [Benjamin Netanyahu]”, escreveu o ator à época. 

Apesar de ter apagado a postagem após a repercussão negativa, a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira acionou a Justiça em busca de uma indenização por danos morais. Em julho de 2019, o TJ já havia condenado Abreu a pagar o valor de R$ 20 mil em 1ª instância.

A juíza Claudia Carneiro Calbucci Renaux, da 7ª Vara Cível de São Paulo, afirmou que o ator da Globo “não se limitou a mera crítica em relação ao atual cenário político, mas fez verdadeira afirmação quanto à existência de um conluio entre o governo de Israel, a igreja evangélica e o hospital com o propósito de cometer ato criminoso”. José de Abreu ainda não se manifestou sobre o assunto. As informações são do Uol .

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Repórter da Globo detona “torcida” para não deixar bar; assista

Publicado

por


source
André Hernan%2C repórter da Globo
Reprodução Twitter

André Hernan, repórter da Globo

Neste sábado (04), André Herman, repórter da Globo , compartilhou um vídeo de pessoas em um bar cantando “eu não vou embora” para dois agentes da vigilância sanitária. Em seu perfil no Twitter, o jornalista condenou a atitude das pessoas no estabelecimento.  

“E assim, o Brasil ‘venceu’ a pandemia “, escreveu o repórter da Globo na legenda da publicação, acompanhada de dois emojis.

O vídeo foi anteriormente publicado por Renan Brites Peixoto , jornalista da GloboNews , que também criticou o coro contra os agentes da vigilância. De acordo com Peixoto, o episódio aconteceu na Barra da Tijuca, no Rio. 

“Eu estou com o nojo desse tipo de brasileiro. Tanta gente debaixo da terra, e essa gente tratando a doença como um Carnaval. São genocidas… também”, escreveu Peixoto. Assista ao vídeo. 



Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana