conecte-se conosco


Polícia

Amigos fazem cortejo em homenagem à Policial Civil vítima da Covid-19 em Tangará

Publicado

Amigos do escrivão Celso Luiz Ferreira, que morreu neste sábado (11), em decorrência da Covid-19, fizeram um cortejo em homenagem ao profissional em Tangará da Serra.

Segundo informações, ‘Celsinho’ como era conhecido, já apresentava quadro sintomático da Covid-19 há alguns dias. O escrivão foi afastado das funções e internado no hospital municipal. O estado de saúde era grave e nesta manhã, o policial morreu. Devido ao caso de Covid-19, o velório foi restrito. Apenas familiares participaram do sepultamento.

Em cortejo, amigos seguiram o carro da funerária que levou o corpo de Celso até o cemitério. O escrivão trabalhou por 20 anos na corporação. A Polícia Civil deverá emitir nota de pesar pela morte do escrivão. Essa é 12ª morte por Covid-19 em Tangará.

Comentários Facebook

Polícia

Homem é preso por roubo a lotéricas e autuado em flagrante por tráfico de drogas

Publicado

por


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Equipe de investigação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis prendeu em flagrante nesta quinta-feira (30), no Jardim Iguaçu, um rapaz de 19 anos por tráfico de drogas. Além do flagrante, o suspeito também foi preso por força de um mandado judicial expedido pelo crime de roubo qualificado.  

Investigações da Derf apontam que o suspeito estava comercializando entorpecentes e que era responsável também por distribuir drogas a outras pessoas que o auxiliavam na venda. Depois de identificar a casa do suspeito. Nesta quinta-feira, depois que os policiais se aproximaram da residência, o suspeito tentou fugir ao avistar as equipes, mas, foi abordado antes de conseguir sair.

Ao ser questionado sobre a comercialização de entorpecente, o rapaz negou. Contudo, os policiais encontraram durante as buscas um pote de vidro com maconha e outras porções da mesma droga escondidas dentro de um pote de arroz e atrás da geladeira.  No armário da cozinha foi localizada uma balança de precisão e no quarto do suspeito foi apreendido um caderno com anotações sobre o tráfico de entorpecentes.

O suspeito e a esposa foram conduzidos à Derf. A adolescente foi ouvida e liberada. O suspeito teve o mandado de prisão formalizado, que foi expedido pelo roubo qualificado cometido no ano passado contra duas lotéricas da cidade, uma delas em um supermercado de Rondonópolis.

Após os procedimentos policiais e a atuação por tráfico de drogas, ele será encaminhado à penitenciária regional.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Polícia Civil prende mulher que mantinha criança de 11 anos em cárcere privado em Confresa

Publicado

por


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá) prendeu em flagrante, na quarta-feira (29.07), uma mulher que estava mantendo em cárcere privado uma criança de 11 anos. A menor havia desaparecido no município de Porto Alegre do Norte e era obrigada pela suspeita a se prostituir e atuar com o comércio de entorpecentes.

As investigações iniciaram quando a mãe da vítima registrou o boletim de ocorrência do desaparecimento, no domingo (26.07), relatando que a filha havia fugido de casa, localizada no bairro São Geraldo em Porto Alegre do Norte.

Segundo as informações, a menina saiu na sexta-feira (24), após uma discussão com a sua mãe e não deu mais notícias. No domingo, em um momento em que a mãe saiu de casa procurando a filha pela região, a menor retornou e buscou algumas mudas de roupas e novamente desapareceu.

Na quarta-feira (29), a Polícia Civil recebeu informações dos próprios familiares da vítima que a menor estava em cárcere privado em uma residência no bairro Jockey Clube, no município de Confresa, sendo obrigada a atuar com a venda de entorpecentes.

Diante das informações, a equipe da Polícia Civil de Confresa foi até o local onde foi constatada a veracidade das informações. Em entrevista com a vítima, ela relatou que a suspeita a obrigou a entrar em um veículo e a trouxe para Confresa onde mediante a ameaças a mantinha em cárcere privado.

Na cidade, a menina era explorada sexualmente sendo obrigada a manter conjunção carnal com homens, condicionada a recebimento de valores com os quais a suspeita adquiria entorpecentes para venda.  Além de se prostituir, a vítima também era obrigada a vender a droga adquirida pela traficante, que a ameaçava de morte caso não cumprisse as suas ordens.

Diante das evidências, a suspeita foi conduzida a Delegacia de Confresa, onde após ser interrogada pelo delegado Allan Vitor Sousa da Mata, foi autuada em flagrante por sequestro e cárcere privado, exploração sexual infantil e tráfico de drogas, além de falsa identidade, uma vez que se apresentou com nome aos policiais.

Segundo o delegado, a suspeita possui passagens criminais anteriores, sendo presa por furto em 2019 e estava em liberdade provisória. “Diante da gravidade dos crimes cometidos de ter submetido criança a se explorar sexualmente, aliado ao tráfico de drogas e ao sequestro foi representado pela conversão da prisão em flagrante da suspeita em preventiva”, disse o delegado.  

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana