conecte-se conosco


Saúde

Amazonas determina toque de recolher em Manaus a partir das 19h

Publicado


source
Manaus
Mário Oliveira/SECOM

Centro de Manaus durante o início da flexibilização das normas de distanciamento social

O governador do Amazonas, Wilson Lima, decretou toque de recolher na capital Manaus das 19h às 6h. O decreto, que visa contar o avanço da pandemia da Covid-19 no estado, foi anunciado na manhça desta quinta-feira (14).

De acordo com a norma, apenas trabalhadores de serviços essenciais estão autorizados a circular fora do horário estabelecido. As farmácias também poderão funcionar, mas apenas para entrega em domicílio.

O Amazonas enfrenta um novo colapso no sistema de saúde, com falta de insumos médicos – como balões de oxigênio – em hospitais da capital e consequente transferência de pacientes para outras unidades. Além disso, o número de mortes e casos da Covid-19 voltaram a aumentar na capital.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Governo analisa há 9 dias oferta de aviões dos EUA e ONU para ajudar Amazonas

Publicado

por


source
O transporte aéreo é a maneira mais eficaz de garantir o transporte rápido dos cilindros de oxigênio
Ministério da Saúde/Divulgação

O transporte aéreo é a maneira mais eficaz de garantir o transporte rápido dos cilindros de oxigênio

O Ministério da Saúde e o governo do Amazonas receberam a oferta de aeronaves que auxiliariam no transporte de cilindros de oxigênio para reduzir danos do colapso do sistema de saúde na região. De acordo com o portal Uol, porém, a autorização para utilizar os três aviões em solo brasileiro segue sob análise do governo federal.

O sistema de saúde do Amazonas está em colapso desde o dia 14 de janeiro, quando a morte de pacientes por falta de oxigênio chamou atenção em todo o mundo. Segundo o portal, as aeronaves foram oferecidas ao Brasil no dia 16 e 18 de janeiro, poucos dias após o agravamento da crise.

De acordo com o Ministério da Saúde, que considera as dificuldades do transporte por terra entre Manaus e os demais estados brasileiros, o abastecimento por transporte aéreo seria a solução mais rápida para salvar vidas.

Ainda segundo a assessoria de comunicação da pasta em resposta ao Uol, porém, “a proposta está em análise no departamento de logística devido às peculiaridades técnicas”. A nota não especifica as peculiaridades ou o prazo para autorização das aeronaves. 

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Compra de insumos para produção de vacinas no Brasil é aprovada, diz Bolsonaro

Publicado

por


source
Vacinação contra Covid-19 aos profissionais da saúde
Rovena Rosa/Agência Brasil

Vacinação contra Covid-19 aos profissionais da saúde

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta segunda-feira (25) a liberação de 5,4 mil litros de insumos para a produção de vacinas no Brasil. Em uma publicação nas redes sociais, o presidente aparece ao lado do presidente da China, Xi Jinping, e diz que a matéria-prima foi liberada pelo governo do país asiático.

Bolsonaro ainda diz que os insumos devem chegar “nos próximos dias”, sem definir uma data específica para que isso ocorra. Esse material é considerado a “farinha do pão” para que doses da vacina de Oxford e da CoronaVac, do Instituto Butantan, possam ser produzidas nacionalmente.

Na publicação, Bolsonaro ainda agradece aos esforços dos ministros Eduardo Pazuello (Saúde), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Tereza Cristina (Agricultura).

Você viu?

Após o anúncio, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, compartilhou o texto de Bolsonaro e disse que “a China está junto com o Brasil na luta contra a pandemia”.

“A China está junto com o Brasil na luta contra a pandemia e continuará a ajudar o Brasil neste combate dentro do seu alcance. A União e a solidariedade são os caminhos corretos para vencer a pandemia”, escreveu o diplomata.

Nas últimas semanas, o Brasil tem enfrentado dificuldades para importar insumos farmacêuticos. Esses problemas têm sido atribuídos à má relação que o chanceler Ernesto Araújo construiu com a China e também com outros países asiáticos.

O comportamento do chefe do Itamaraty também chegou a prejudicar o envio de 2 milhões de doses da vacina de Oxford da Índia. As doses já foram entregues ao Brasil e estão em processo de distribuição aos municípios, mas o País não foi uma prioridade de autoridades indianas.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana