conecte-se conosco


Mato Grosso

Alunos de escola estadual disputam desafio mundial de inovação nos EUA

Publicado

Cinco alunos do 2º ano do Curso Técnico de Informática da Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá, foram vencedores da etapa nacional do “Desafio Tack Brasil + Inovation Camp 2019”, festival de inovação, tecnologia e criatividade realizado anualmente pela ID Cultural, uma das empresas de marketing cultural mais renomadas no país. O grupo desenvolveu a plataforma “FEAMM”, com informações sobre turismo voltado a pessoas com deficiência física. Como prêmio, a equipe vai participar da etapa mundial do desafio em Boston (EUA) na Brazilian Conference, marcada para início de abril de 2020.

O evento nos Estados Unidos é organizado por estudantes brasileiros da Harvard University e Massachusetts Institute Technology (MIT), as mais importantes universidades da área em todo o planeta. O resultado foi divulgado em teleconferência no Rio de Janeiro, no último sábado (30) à tarde.

Os alunos Mateus Ferreira da Silva, Enzo Castilho Ventura, Arthur Santiago Figueiredo, Matheus Torres de Brito e Fernando Massao Rother Mizuta, celebraram o resultado.

Para Enzo, no começo da divulgação do resultado, estava animado. Depois de anunciado o trabalho vencedor teve uma sensação inimaginável. “Foi demais. Nem sei o que falar. Só sei que o esforço de todos valeu e valeu muito”, comemora.

A mesma sensação teve o colega Matheus Torres ao ser informado do resultado. “Nossa. Foi demais. Demorou para cair a ficha. Não imaginei que chegaríamos tão longe, construir algo tão grande”, festeja.

“Olha, foi muita gritaria, emoção, muita felicidade, não só pela conquista em si, mas pelo que virá depois, aquilo que nos aguarda. Vamos para uma etapa mundial. E Isso não é pouco”, relata.

Leia mais:  Seleção de médico para CDP de Juína é prorrogada até 16 de julho

O colega deles, Matheus Ferreira explica que não tinha escutado o nome da equipe e que o vencedor era de Mato Grosso. Foram os colegar que o avisaram. “Foi legal porque na hora da apresentação, tinha muita coisa negativa. E vencemos. O Médici é uma escola estadual. Poxa, concorremos com escolas federais e particulares. Somos a única estadual. Isso é demais”, celebra. Como está em construção, o site não está liberado para consulta.       

Início

Arthur relata que teve a ideia ao se lembrar das pessoas que têm dificuldades em se locomover. A partir daí, os colegas acrescentaram mais informações e ao final surgiu a concepção de uma plataforma que, inicialmente, será um site com opções para desenvolver um aplicativo.

“O site mostra o roteiro turístico completo para Pessoas Com Deficiência (PCDs) em cidades de Mato Grosso, inicialmente em Chapada dos Guimarães. Depois trabalhamos Bonito (MS) e Pironópolis (GO) que são locais turísticos que dispõe de acessibilidade”, destaca Enzo Castilho.

A partir da escolha em trabalhar com o tema, os alunos pensaram numa plataforma de busca idêntica ao site “trivago”, que mostra os melhores preços de hotéis em várias operadoras, porém “ voltado para as PCDs, com uma gama enorme de informações. “Nas pesquisas que fizemos, descobrimos que temos 6,7% da população brasileira com algum tipo de deficiência, o que não é pouca gente. E descobrimos também que é um público muito grande que não é atendido”, observa Matheus Torres.

A partir de agora, os alunos vão selecionar outros pontos turísticos do interior do país – focando Mato Grosso – que são poucos conhecidos, mas que tem acessibilidade.

Leia mais:  Empresários conhecem mudanças na Jucemat que facilitam abertura de novas empresas

Conforme a diretora Elina Padilha Fernandes, muito mais que vencer o Desafio Tack Brasil + Inovation Camp 2019, o feito trata-se de uma ação de empreendedorismo. “Os alunos têm muitas ideias, inúmeros planos. O que falta é uma assessoria, é organizar essas ideias. Fiquei muito orgulhosa ao ser informada de que os alunos do nosso colégio venceram um evento nacionalmente. Nossa, foi demais”, explica.

Etapas percorridas

Para chegar à fase final, os alunos iniciaram uma longa caminhada. A primeira etapa foi a participação na Feira do Conhecimento na própria escola. A Secretaria de Estado de Ciências e Tecnologia e Inovação (Seciteci) gostou dos trabalhos e sugeriu que fossem fazer um curso com a empresa Junior Achievement, uma organização de referência mundial em empreendedorismo.

“A Júnior nos forneceu 50 vagas para um curso intensivo de 12 horas no Pantanal Shopping. A equipe FEAMM saiu na frente e foi vencedora do desafio Tack Brasil, etapa local. A partir daí, foram mais duas etapas: regional Centro-Oeste e a Nacional. Foram só vitórias”, assinala a professora Alexandra Mazei Silva, que fez a ligação entre os alunos e a empresa Júnior.

De acordo com o professor de informática da EE Presidente Médici, Benedito Ribeiro, o evento em Boston será de dois dias de apresentação e cinco ou mais de eventos como palestras e outras atrações.


“Até lá, o grupo vai aperfeiçoar a plataforma e também fazer um intensivão de língua inglesa, como o evento é de brasileiros, em alguns momentos vão falar em nossa língua materna”, frisa.     

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Primeiro banco de sangue animal cadastra doadores caninos e felinos em MT

Publicado

O primeiro banco de sangue animal do estado deve entrar em funcionamento total, a partir da próxima semana. Até lá, doadores estão sendo cadastrados. Inicialmente, são necessários 150 caninos e 30 felinos.

Bichinhos que já fizeram doação de sangue no hemocentro animal — Foto: Estela Harter/Arquivo pessoal

Os animais doadores terão a saúde constantemente monitorada pelos tutores. Eles farão exames hematológicos e físicos de triagem antes de cada doação. O doador cadastrado recebe uma carteira e participa de um “clube de vantagens” e terá acesso a benefícios.

De acordo com Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso (CRMV), nos últimos anos, ocorreu um aumento na disponibilidade e frequência da transfusão de sangue em animais, no estado. Diante dessa necessidade, duas veterinárias se uniram e abriram o primeiro hemocentro veterinário.

Segundo a médica veterinária, Estela Harter, a transfusão é uma técnica importante na cura de doenças, mas ainda falta muita informação. Ela explica que, de forma geral, a transfusão é simples, porém, como qualquer outro tratamento, pode haver intercorrências. “Entretanto, é uma alternativa com a qual o estado não contava”, comentou ela.

A transfusão é indicada para pacientes em diferentes condições de saúde, como anemia, hemorragia, coagulopatia e hipoproteinemia. As doações de sangue vão contribuir para a cura de pacientes que apresentarem essas doenças.

Fonte:G1MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Dupla suspeita de praticar diversos roubos em Tangará é presa após assalto no Distrito de Assari; Vídeo
Continue lendo

Mato Grosso

Cáceres institui programa para fomento da cidadania fiscal

Publicado

por

O município de Cáceres (220 km de Cuiabá) conta a partir deste mês com um Programa Municipal de Educação Fiscal. A medida tem o apoio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), que coordena o Programa de Educação Fiscal no estado de Mato Grosso, e visa levar conhecimento aos cacerenses sobre origem, aplicação e controle dos recursos públicos.

A criação do Programa de Educação Fiscal de Cáceres foi aprovada e sancionada na quinta-feira (05), por meio da Lei Municipal nº 2.811.

“Desde o primeiro ano de gestão temos incentivado a participação popular na formulação das políticas públicas do município. Com o Programa da Educação Fiscal a participação popular dos cacerenses será ainda mais fomentada, contribuindo para a formação das crianças na participação do controle social”, afirma o prefeito Francis Maris Cruz.

Para o presidente da Câmara de Vereadores, Rubens Macedo, a relevância do Programa está em levar ao conhecimento da sociedade a importância da função socioeconômica dos tributos, incentivando o acompanhamento da aplicação dos recursos públicos.

A instituição de uma política pública voltada para a prática da cidadania fiscal é uma ação importante que possibilita o aperfeiçoamento dos mecanismos de planejamento, por meio da participação ativa da população. Após a aprovação da lei, o Decreto para regulamentar a legislação será publicado pelo município, assim como a Portaria designando os servidores responsáveis na implantação do Programa.

De acordo com o gerente regional Atendimento ao Contribuinte, da Sefaz, Sandoval Vieira de Araújo, a pasta fazendária fará a capacitação dos profissionais da rede municipal que vão atuar no Programa de Educação Fiscal. O curso será ministrado pelos representantes do Programa da Educação Fiscal da Secretaria de Fazenda da Região Oeste, Leandro Xavier Ursolino e Anacleto Antunes Magalhães.

Leia mais:  Dupla suspeita de praticar diversos roubos em Tangará é presa após assalto no Distrito de Assari; Vídeo

Programa Cidadania Fiscal

Instituído em 2015, o Programa Cidadania Fiscal de Mato Grosso tem como principais objetivos: inserir a educação fiscal no planejamento escolar; mobilizar e sensibilizar os gestores públicos para a melhoria da transparência do serviço público; sensibilizar os servidores quanto aos princípios básicos da administração pública e sua relação na melhoria da qualidade de vida da sociedade; disseminar dados e informações sobre a transparência na administração pública; incentivar o cidadão a exercer a cidadania fiscal, mediante o controle social do gasto público; além de incentivar o comprometimento do cidadão no processo de planejamento das ações de governo.


Junto com o Programa foi instituído também o Grupo de Educação Fiscal do Estado (GEFE/MT), coordenado pela Secretaria de Fazenda (Sefaz). O Grupo é responsável por desenvolver as ações da Cidadania Fiscal no estado.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana