conecte-se conosco


Polícia

Acusado de matar irmão e sobrinho em Alto Taquari é preso no Piauí 22 anos após o crime

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O autor de um duplo homicídio, ocorrido há 22 anos no município de Alto Taquari (479 km ao Sul), foi preso na manhã desta segunda-feira (12.08), na cidade de Teresina (PI), após informações da Polícia Civil do Mato Grosso, repassadas à Polícia Civil do Piauí.

Com mandado de prisão em aberto, João Dom Bosco Coelho de Oliveira, conhecido como “Bordom”, foi condenado em 2014 a pena de 36 anos de reclusão, pelo duplo homicídio do irmão e sobrinho. A sentença de condenação foi proferida pela Poder Judiciário da Comarca de Alto Taquari.

O crime, motivado por briga de terras (uma fazenda de 300 hectares da família) aconteceu no ano de 1997, tendo como vítimas Valtenir Subtil de Oliveira e Oly Subtil de Oliveira Neto (na época com 14 anos de idade), sendo respectivamente, irmão e sobrinho do acusado.

Conforme apurado nas investigações, João Dom Bosco matou o irmão com um disparo de arma de fogo que atingiu a região do peito, enquanto o sobrinho sofreu traumatismo craniano. Após o duplo homicídio, o autor ainda tentou forjar um incêndio acidental.

Durante diligências para levantar o paradeiro do suspeito, realizadas pela Delegacia Regional de Rondonópolis com apoio do Núcleo de Inteligência (NI) da Delegacia de Alto Araguaia, foi possível descobrir o procurado residindo em Teresina (PI).

Segundo apurado, o mesmo havia se casado e formado uma família na cidade do nordeste do país, usando documento falso em nome de “Evaristo Ferreira dos Santos”, o qual tinha identificação registrada em Cuiabá, e é falecido.

Leia mais:  Preso último suspeito de matar vendedor de doces em General Carneiro

Depois de descoberto residindo em Teresina e com identidade falsa, a Polícia Civil de Mato Grosso solicitou apoio da Polícia Civil de Teresina para cumprimento do mandado de prisão.

De posse da ordem judicial, os policiais civis do Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoa, foram até uma residência no bairro Lourival Parente, município de Teresina (PI), porém João Dom Bosco Coelho de Oliveira não estava na casa. Ato contínuo ele foi surpreendido pela equipe em um supermercado nas proximidades.


Com o mandado cumprido o preso foi conduzido à delegacia de polícia para as providências cabíveis, ficando a disposição da Justiça para recambiamento.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Ótica é furtada no Centro e tem prejuízo de R$ 5 mil em Tangará da Serra

Publicado

Uma ótica localizada na Avenida Brasil, área central, foi furtada na madrugada desta segunda-feira (19), por volta das 05h00, em Tangará da Serra.

Segundo informações, para invadir o comércio o suspeito quebrou a vidraça da loja com uma barra de ferro, o que possibilitou ter acesso aos produtos expostos na vitrine. Os criminosos levaram relógios e uma amostra de alianças em latão sem valor atribuído. Durante a ação criminosa, vizinhos do estabelecimento escutaram o barulho e acionaram a Polícia Militar, mas quando a equipe chegou ao comércio, os criminosos já haviam fugido em uma moto.


A loja possui sistema de videomonitoramento. As câmeras do estabelecimento vizinho, flagraram dois indivíduos tentando invadir o local, enquanto um arrombava a vitrine o outro, dava cobertura. O prejuízo, segundo o dono, foi de aproximadamente R$ 5 mil. Ninguém foi preso e as imagens deverão ajudar nas investigações.

Comentários Facebook
Leia mais:  PF cumpre mandados contra o tráfico em Tangará da Serra e outros quatro municípios
Continue lendo

Polícia

Operação prende seis motoristas e recolhe 20 CNHs em pouco mais de uma hora

Publicado

por

Ao todo foram 53 Autos de Infração de Trânsito, sendo 11, de pessoas que se recusaram a fazer o teste de bafômetro, e 13, por dirigir carro sem licenciamento

Débora Siqueira | Sesp-MT 

Quatro motoristas foram presos por dirigir embriagados e duas pessoas foram presas por porte de drogas durante a 27ª Operação Lei Seca, realizada das 03h20 até às 04h50 do dia 18 de agosto, na Avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá.

Foram realizados 115 testes de alcoolemia, resultando em 20 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) recolhidas, nove documentos de carros apreendidos e 34 veículos removidos. Ao todo, foram 53 Autos de Infração de Trânsito, sendo 11, de pessoas que se recusaram a fazer o teste de bafômetro, e 13, por dirigir carro sem licenciamento.

A coordenação da Operação Lei Seca é do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública, com participação do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, 10º Batalhão da Polícia Militar, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob), Sistema Penitenciário, Corpo de Bombeiros e o Ciosp.

Com esta Operação Lei Seca, já somam 133 pessoas presas em flagrante por embriaguez ao volante. Foram lavrados 1.245 Autos de Infração no Transito (AITs), sendo 335 pelo artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência) e 95 pelo artigo e 165-A (recusar-se a ser submetido a teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa).


Também foram realizados 3.402 testes de alcoolemia, 368 Carteiras Nacional de Habilitação (CNHs) e 322 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs) foram recolhidos, além de 664 veículos removidos.

Leia mais:  Ao sair de agência bancária, homem é rendido por assaltantes no Centro de Tangará da Serra

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana