conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Tangará da Serra

Acusada de mandar matar Edinho, esposa nega. “Não existe bens, perdi família, casa e emprego”

Publicado

A esposa do servidor público assassinado Edson Vicente da Costa, o Edinho, apontada nesta quinta-feira, 17, Pela Polícia Civil de Tangará da Serra como a mandante do crime, utilizou as redes sociais para negar a acusação. Em um grupo de WhatsApp, ela afirmou que “nada disso é verdade”.

“Não existe bens, nem seguro, nada. Eu amava meu Edinho. Estou em casa, sem carro, o carro está num inventário para ser dividido, perdi minha família, casa, emprego”, escreveu ela.

Na sequência, a mulher completa. “Estou sem saúde, sem emprego, tive Covid com 70% do pulmão comprometido em dezembro, desde então estou fazendo tratamento. O que tínhamos era uma casa financiada, um carro para acabar de quitar, mais nada. Moro com meus pais desde o ocorrido”, afirmou.

Nesta quinta-feira a Polícia Civil anunciou a prisão de um homem apontado na investigação como um suposto amante da acusada. O advogado dela, de acordo com a PJC, se comprometeu a apresenta-la nas próximas horas.

PJC aponta esposa como mandante do crime

A Polícia Civil esclareceu o homicídio que vitimou o servidor público Edson Vicente da Costa, o Edinho, em Tangará da Serra, com a identificação dos dois envolvidos no crime. A esposa da vítima e o amante dela tiveram as prisões preventivas decretadas na quarta-feira, 16, e são apontados na investigação como a mandante e o executor do crime.

O homem teve o mandado de prisão cumprido na manhã desta quinta-feira, 17, em ação dos policiais da Delegacia de Tangará da Serra. A esposa da vítima é procurada pela polícia. Segundo as investigações da Delegacia de Tangará da Serra, o crime teve motivação financeira.

Edinho foi morto a tiros na garagem de casa

O crime que vitimou Edinho, ocorreu no dia 06 de novembro de 2020, tendo grande repercussão na cidade. Na ocasião, o servidor retornava de um evento político, em sua motocicleta Honda Bros, quando foi abordado na garagem de casa por um homem armado, que efetuou vários disparos de arma de fogo, atingindo a vítima nos braços, tórax e cabeça. As investigações demonstraram que não foi um roubo e sim uma execução.

O autor dos disparos fugiu com a motocicleta da vítima. Logo após o fato, a esposa do servidor foi chamada ao local por vizinhos e encontrou a vítima caída na garagem, que chegou a ser socorrida, porém, não resistiu aos ferimentos.

As equipes da Polícia Civil iniciaram as diligências para identificar os autores do crime. Durante as investigações foram ouvidas diversas testemunhas que apontaram que a vítima não tinha inimigos, contudo, mantinha um relacionamento conturbado com a esposa.

Problemas matrimoniais e crise financeira podem ser motivação para crime

Os investigadores apuraram que o casal tinha problemas matrimoniais, mas não tinham a intenção de se separar para evitar a partilha de bens. A vítima teria contraído dívidas para comprar o carro e a casa e a esposa estava mantendo um caso extraconjugal e queria que o marido deixasse a residência.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Adil Pinheiro de Paula, outra questão que chamou a atenção da Polícia durante as investigações foi a pressa da esposa em acessar os bens do servidor após a sua morte. Os únicos dois interessados na morte da vítima foram justamente os suspeitos que tiveram a prisão preventiva decretada.

Acusado de ser autor dos disparos está preso

O homem foi preso no sítio dos pais, na zona rural do município de Santo Afonso, divisa com o município de Tangará da Serra. Ele não apresentou resistência e foi encaminhando à Delegacia da Polícia Civil em Tangará. O investigado será interrogado pelo delegado Adil Pinheiro nos próximos dias, na presença de seu advogado legalmente constituído.

Comentários Facebook

Tangará da Serra

Onda de frio avança e temperatura pode chegar a 9ºC nesta sexta em Tangará

Publicado

A onda de frio que chegou a Tangará da Serra avança e a tendência, de acordo com o portal ‘Clima Tempo’, é que as temperaturas devem registrar mínima de 9ºC nesta sexta-feira, 30. Não há, porém, previsão de chuva, o que mantém o clima frio e seco, com efeitos que inclusive podem ser prejudiciais à saúde.

Segundo a previsão para sexta-feira, as rajadas de vento serão de 14 km/h e a mínima na umidade relativa do ar em 11%. A queda acentuada nos termômetros em Tangará da Serra seguem uma tendência nacional, iniciando ainda na noite de segunda-feira.

Para esta quinta-feira, 29, segundo ainda o portal Clima Tempo a mínima registrada é de 10ºC e máxima de 26ºC, com rajadas de vento de até 19 km/h e umidade relativa do ar com mínima em 12% e máxima em 33%.

Continue lendo

Tangará da Serra

Covid-19: Ocupação dos leitos de UTI volta subir e atinge 80% em Tangará

Publicado

Boletim diário que mostra o avanço da pandemia da Covid-19 em Tangará da Serra acaba de ser divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde através da Vigilância Epidemiológica e revela um crescimento considerável no índice de ocupação dos leitos públicos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), exclusivos para tratamento de pacientes contaminados pelo vírus.

Conforme o boletim, esse índice voltou a subir em relação ao documento apresentado na terça-feira, 27, quando Tangará tinha 65% de ocupação. Hoje, quarta-feira, 28, esse número subiu e chegou a 80% de índice de ocupação dos leitos públicos. Os leitos de UTI privada estão com 64% de ocupação.

Da confirmação do primeiro caso até às últimas 24 horas Tangará da Serra registra 16.646 casos de contaminação confirmados, com 16.118 moradores que evoluíram para cura e 330 que vieram a óbito.

Nas últimas 24 horas, 240 moradores foram atendidos pela URA, 118 testes foram realizados e destes, 34 tiveram a contaminação pelo vírus confirmada, um índice de 29% de testes positivos. A situação de risco de Tangará segue classificada como ‘Moderada’.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana