conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Ação conjunta resulta em cinco prisões e apreensão de 500 quilos de maconha

Publicado


Na noite desta sexta-feira(15.01), uma ação conjunta de policiais militares de Mato Grosso, de Goiás e agentes da Polícia Rodoviária Federal levou à apreensão de cerca de 500 quilos de maconha, precisamente 499 tabletes, e prisão de cinco suspeitos, sendo duas mulheres (de 19 e 31 anos), e três homens (de 33, 36 e 47 anos).

A droga estava na carroceria de uma caminhonete S10, coberta com lona preta. O veículo havia sido carregado com a droga do município de Camapuã, Mato Grosso do Sul, e teria como destino final a cidade de Rio Branco, capital do Acre.

Essa ação policial começou na BR-364, com uma equipe de policiais do 15º Batalhão da PM de Alto Araguaia, Mato Grosso, a partir de informações levantadas pelo serviço de inteligência sobre dois veículos suspeitos, uma S10 e um Fiat Toro. O segundo veículo, Toro, foi o primeiro a ser visto, em um restaurante na rodovia. Policiais das três instituições já haviam se organizado para a possibilidade de abordagens em diferentes pontos de MT e Goiás.

As prisões acabaram ocorrendo no estacionamento de um hotel a margem da rodovia no município goiano de Santa Rita do Araguaia. O Toro visto antes, depois descoberto como carro de apoio, estava parado próximo da caminhonete carregada com a droga.

Os dois veículos estavam locados em nome da mulher de 31 anos que viajava na caminhonete Toro ao lado do marido, e 36. O outro casal e um terceiro envolvido estavam na caminhonete S10. Os cinco admitiram o tráfico e disseram que receberiam R$ 10 mil dividir entre eles depois de entregar a droga no Acre, mas não revelaram que os contratou para essa missão criminosa.

Todos suspeitos, os dois veículos e a droga foram entregues pelas equipes da PMMT, PMGO e PRF na Delegacia de Polícia Civil Judiciária da cidade goiana de Mineiros.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook

Polícia

Armas de fogo e réplica são apreendidas em Sinop e Rondonópolis

Publicado

por


Policiais militares apreenderam no domingo e manhã desta segunda-feira (07 e 08.03), três armas de fogo e uma réplica de espingarda em Sinop e Rondonópolis. Três homens foram detidos em flagrante.  

Duas ocorrências foram atendidas por policiais do 11º BPM de Sinop. Na primeira, o suspeito detido foi pego na Comunidade Água Claras  com uma espingarda e uma garrucha, além de várias munições. O seu enteado o denunciou alegando te sido agredido.

Na segunda, o homem foi detido com uma pistola calibre 380 com 11 munições intactas. Ele foi denunciado por vizinhos por ter feito vários disparos para intimidar os moradores.

Em Rondonópolis, no bairro Sumaré, os policiais da 14ª Companhia de Força Tática realizavam patrulhamento e viram o homem carregando uma espingarda. Imediatamente, foi abordado e descoberto que a arma seria uma réplica. O suspeito tinha em seu bolso porções de maconha, além de ser monitorado por tornozeleira eletrônica. O aparelho estava desligado.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

Continue lendo

Polícia

Polícia Civil lamenta morte do investigador aposentado Enivaldo Pinto

Publicado

por


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso lamenta o falecimento do investigador aposentado Enivaldo Pinto de Oliveira, 55 anos.  O policial civil faleceu no último sábado, 6 de março, em Pontes e Lacerda, em decorrência de complicações de saúde causadas pela covid-19

Enivaldo atuou durante muitos anos na Delegacia de Pontes e Lacerda.

Ele era natural de Cuiabá e ingressou na instituição em agosto de 1986, aos 20 anos de idade.

O corpo de Enivaldo foi sepultado na cidade onde serviu durante sua vida à Polícia Civil.

Aos familiares, amigos e colegas de trabalho do investigador, a Polícia Civil mato-grossense presta condolências.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana