conecte-se conosco


Mato Grosso

Academia de ginástica da Politec melhora qualidade de vida dos servidores

Publicado

Visando proporcionar a melhoria da qualidade de vida e das condições físicas dos servidores, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) disponibiliza, de forma gratuita, academia de ginástica com diversos aparelhos e educadores físicos para o acompanhamento dos usuários.

O local está aberto de segunda a sexta feira no horário das 07h às 19h30, com a supervisão de quatro educadores físicos. Atualmente, o espaço conta com 53 alunos matriculados, sendo que 32 matrículas novas foram feitas no ano de 2019.

A finalidade do espaço é oferecer a melhoria da capacidade cardiorrespiratória, de força muscular, resistência e flexibilidade, proporcionando aos seus usuários uma vida mais saudável.

Os resultados esperados já apareceram para muitos servidores que utilizam a academia. Uma delas é a técnica de desenvolvimento econômico e social, Maria Martins, que a frequenta rigorosamente três vezes por semana. “Comecei a atividade física por indicação médica, com o objetivo de melhorar a saúde, reduzir o colesterol e triglicérides, e estou notando muitas melhorias principalmente na minha disposição, diminuição do cansaço e mais ânimo para realizar minhas atividades diárias em casa e no trabalho”, revelou. 

A estagiária Caroline Jordana Andrade se exercita diariamente na academia e em seis meses conseguiu eliminar cinco quilos por meio da musculação e atividade aeróbica. “Faço duas horas de academia. Desde que comecei cada mudança na balança e no corpo é um incentivo para continuar. Os exercícios aliados a reeducação alimentar me trouxeram não só a perda de peso, mas ganho de resistência física e disposição”, citou. 

Após dois meses de exercitando na academia, a papiloscopista Marynete Soares obteve resultados satisfatórios em sua saúde. “É uma sensação maravilhosa vestir aquela roupa que a gente ama e que não servia há muito tempo. Tem sido uma batalha travada contra a preguiça e desânimo. Gostaria de agradecer os professores da academia da Politec pelo incentivo, profissionalismo e acima de tudo pelo carinho que tem nos dedicado todos os dias”, agradeceu.

O acompanhamento é feito em uma ficha de treino individual elaborada pelos educadores físicos, conforme o objetivo e capacidade física de cada aluno. Os treinos são adaptados periodicamente de acordo com a evolução física de cada um.

A academia da Politec foi inaugurada em 2012, por meio de recurso de Convênio Federal da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). 

O coordenador de Aplicação, Desenvolvimento, Saúde e Segurança (Sesp-MT), Eder Salvatera, afirma que as Academias de Ginástica e Musculação da Sesp são de grande importância para o Programa de Qualidade de Vida dos servidores civis e militares da Segurança Pública da capital e região metropolitana de Cuiabá, uma vez que os servidores podem praticar exercícios físicos com o acompanhamento de profissionais de Educação Física sem custos, melhorando assim o seu condicionamento físico e, consequentemente, o desempenho das suas atividades laborais.

As Academias estão presentes nas unidades da Polícia Militar (Comando Geral e Costa Verde), Polícia Judiciária Civil (Acadepol), Sesp (prédio central), Politec (prédio central), e Corpo de Bombeiros Militar (Verdão)

Elas estão ligadas à Coordenadoria de Aplicação, Desenvolvimento, Saúde e Segurança da Superintendência de Gestão de Pessoas da Sesp. 

“Faço o convite para que todos os servidores utilizem as Academias de Ginástica e Musculação da Sesp e Unidades. É uma prática acompanhada por profissionais especializados, que pode ser realizada antes do início do expediente, no intervalo para o almoço, no final do expediente ou em outros horários alternativos de acordo com o regime de trabalho. A prática regular de pelo menos uma hora de exercícios físicos pode prevenir doenças, promover a saúde e melhorar a qualidade de vida”, reforçou Salvaterra.

Como começar

Para iniciar na academia, o interessado precisa apresentar atestado de aptidão física fornecido pelo médico, cópia da carteira funcional e o preenchimento de um questionário de saúde no ato da matrícula. A academia pode ser utilizada pelos funcionários, servidores e estagiários da Politec e de demais órgãos desconcentrados da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Ginástica Laboral

Além do espaço físico, dois educadores físicos cedidos este ano do Sistema Socioeducativo realizam sessões de ginástica laboral semanalmente com pequenos grupos divididos pelos setores.

A ginástica laboral se baseia em alongamentos de diversas partes do corpo, como tronco, cabeça, membros superiores e membros inferiores.

“Nos exercícios executados durante a ginástica laboral desenvolvemos a aplicação de técnicas capazes de adaptar o servidor ao seu ambiente de trabalho, a fim de assegurar conforto, segurança e bem-estar ao funcionário”, disse a educadora física Sandra Caetano.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Mato Grosso evolui para "ótimo" em novo ranking de transparência das aquisições emergenciais

Publicado

por


.

O nível de transparência do Estado de Mato Grosso em relação às compras emergenciais para o enfrentamento da pandemia do coronavírus evoluiu do conceito “bom” para “ótimo”. É o que indica nova avaliação divulgada nesta sexta-feira (31.07) pela organização não-governamental “Transparência Internacional – Brasil”.

De uma pontuação de 0 a 100, a nota de Mato Grosso passou de 71,5 para 90,5 entre a avaliação anterior e a atual. Com isso, o Estado subiu da 20ª para a 13º posição no ranking de como os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal trazem informações sobre aquisições emergenciais de forma fácil e ágil.

No período de 20 a 23 de julho de 2020, foram avaliados, não somente o conteúdo, a atualização e o formato de apresentação das compras emergenciais disponibilizados no Portal Transparência, como também no portal oficial, no portal de compras e nas redes sociais (Facebook e Instagram) do Governo do Estado.

Os dados encontrados foram categorizados em quatro dimensões de análise: informações disponíveis, formato das informações, legislação; e controle social. Em seguida, as informações foram separadas em diversas categorias, conferindo pontuações de acordo com pesos de valorações pré-definidas.

A evolução de Mato Grosso no ranking se deve à implementação do plano de providências elaborado pela Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) para adequação dos pontos avaliados pela “Transparência Internacional – Brasil” nos rankings divulgados nos meses de maio e junho de 2020. 

O plano, com as medidas, os prazos e os responsáveis por cada ação, foi implementado em força-tarefa articulada entre a CGE, a Casa Civil/Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom), a Secretaria de Estado de Saúde (SES), a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI).

Uma das medidas foi prever a participação de organizações da sociedade civil no Gabinete de Situação montado para monitoramento e adoção de medidas de enfrentamento da pandemia. Passaram a compor o Gabinete de Situação representantes da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB/MT), Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT).

Outra ação foi a disponibilização de campo específico, no formulário do sistema de atendimentos da Rede de Ouvidorias, para que o cidadão informe se a demanda dele é relacionada ao coronavírus.

Também foram disponibilizados, em espaço próprio no Portal Transparência, as normas, os informes, as orientações, os relatórios, os boletins e o dicionário de dados relacionados à Covid-19.

O ranking divulgado nesta sexta-feira (31.07) pela “Transparência Internacional – Brasil” é a terceira edição da série de avaliações sobre a transparência das aquisições emergenciais decorrentes da pandemia. Confira AQUI o novo ranking e a metodologia utilizada.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governo investe R$ 14,6 milhões em manutenção preventiva e corretiva de escolas estaduais

Publicado

por


.

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vai investir R$ 14,6 milhões em obras de manutenção preventiva e corretiva de escolas estaduais. Até agora, já foram demandadas à Seduc manutenção de 205 unidades educacionais. Das escolas, para 86 já foram emitidas ordens de serviço, totalizando um investimento de R$ 8,75 milhões.

Conforme explica o secretário executivo da Seduc, Alan Porto, a obras de manutenção incluem reparos, adequação e revisão dos telhados, cobertura e forro, banheiros, reparos na parte elétrica e hidráulica, serviços de pintura, troca de pisos, janelas e portas, entre outros.

As 86 obras de manutenção estão distribuídas em 33 municípios do Estado. A Escola Estadual Plena Antônio Epaminondas, no bairro Lixeira, em Cuiabá, que a partir de agora, vai atender alunos da antiga Escola Estadual Nilo Póvoas, é uma das beneficiadas.

Com recursos superiores a R$ 418 mil, a escola está sendo beneficiada com manutenção nos banheiros, ampliação da biblioteca e adequação de algumas salas, como laboratório de ciências e sala dos professores, além de pintura e acessibilidade para alunos com deficiências.

A diretora da escola, Cleonice Maria Wobeto, não poupa elogios as ações da Seduc para melhorar a qualidade física das unidades de ensino. “Não tenho dúvida de que é uma mudança significativa para a escola. No final vai ficar muito bom”, avalia.

A Escola Estadual Antônio Epaminondas, que funciona em tempo integral, atende 205 alunos, do 7º ano fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

No município de Sorriso (a 500 quilômetros de Cuiabá) os prédios onde funcionam as escolas da Polícia Militar Tiradentes Cabo Antônio Dilceu da Silva Amaral e 13 de Maio estão recebendo reparos na cozinha, divisórias e na parte elétrica.

A Escola Estadual Tiradentes possui dez salas de aula e atende 447 alunos. “A mudança de espaço da escola foi imprescindível. A equipe da Seduc viu como nossas instalações antigas eram precárias e hoje estamos bem melhor do que antes”, destaca o comandante-diretor da Escola Tiradentes, major Ilton Botelho da Costa Campos.

Já a Escola Estadual 13 de Maio conta com oito salas de aula que devem comportar 500 estudantes no retorno das aulas presenciais. 

Conforme o fiscal de obras da Seduc, engenheiro civil Rodrigo Cabral, o raio de atuação da Seduc nas manutenções abrange reparos indicados pelos órgãos de fiscalização e nos formulários encaminhados a diretores de cada escola, em 2019, que possibilitaram um diagnóstico dos problemas pela gestão.   

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana