conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Entretenimento

A Fazenda 13: reality tem edição machista após colocar vítima em perigo

Publicado


source
Dayane Mello em A Fazenda
Instagram

Dayane Mello em A Fazenda

A edição desse sábado (25), do reality ‘A Fazenda’, foi, no mínimo, constrangedora. Durante todo o dia, o assunto foi o assédio por parte de Nego do Borel para com Dayane Mello. Nas imagens levadas ao ar no programa ao vivo, a edição mostrada dava a entender que Day ‘deu mole’ para Nego por diversas vezes ao longo do dia e durante a festa. Isso não justifica qualquer atitude que Nego tenha tido no momento em que ele e Day estavam na cama. Essa atitude da edição do programa só alimenta uma visão machista de que a mulher provocou a assédio que sofreu. Isso acontece em ambientes predominantemente masculinos, como é o caso da reality rural da RecordTV. Quantas diretoras ou responsáveis mulheres existem na equipe para mostrar que o estado em que Dayane estava era um sinal amarelo e que logo foi para o vermelho? Por que não mostrar o vídeo onde Day não consegue sequer trocar de roupa sozinha?

A RecordTV, assim como os diretores da atração, são responsáveis pelo ocorrido. A equipe tem responsabilidade em redobrar a atenção quando se percebe que algum participante passou da conta. Além disso, vários participantes que presenciaram as cenas enquanto Nego e Day estavam na cama – ainda com a luz acesa – alertaram que aquilo poderia dar problema, já que era visível o estado de embriaguez da participante. Suas falas eram todas emboladas e por vezes sem sentido. Todos os alertas de que aquela mulher estava em perigo foram dados, mas o que a equipe responsável fez? NADA! Simplesmente deixaram o barco correr, mesmo depois de Rico Melquíades alertar que Nego estava excitado. Tempos depois, o cantor saiu para buscar uma camisinha, que para disfarçar chamou de repelente. Vale lembrar que Nego estava consciente de suas atitudes.

Era obrigação da direção do programa ao ver todos esses alertas e o estado que Dayane Mello estava, de zelar por sua segurança – como fizeram na baia logo no início do programa. Mas não! Ainda apagaram as luzes e deixaram a participante a própria sorte. Por graça divina não aconteceu um estupro de vulnerável, que é quando a vítima não tem capacidade de consentir o ato sexual (a penetração), porque se tivesse acontecido, assim como foi cúmplice do assédio que a modelo sofreu, a emissora seria também desse crime hediondo. Mas é claro que tentariam se justificar falando que não podem intervir no jogo e fariam todo teatrinho que foi feito ontem. Uma mulher em perigo não é entretenimento. Esse tipo de comportamento que a emissora deixou acontecer incentiva outros homens a terem a mesma atitude que Nego teve. Era obrigação da direção chamar a atenção do Nego do Borel via orientação sonora.

Apesar de Nego ter falado para MC Gui que a modelo havia “assinado o contrato”, por ela ter respondido, totalmente sem consciência, que queria ficar na cama junto ao funkeiro, o programa deveria fazer uma campanha entre os participantes para mostrar que consentimentos dados durante o estado elevado de embriaguez não devem ser levados adiante. Isso se faz importante já que homens como Mussunzinho, Bill, Erasmo – e até mesmo uma mulher -, Tati Quebra Barraco chegaram a culpar a vítima alegando que ela estava se oferecendo para justificar o assediador.

A frase mais importante de todo programa foi dada por uma mulher, porque a apresentadora Adriane Galisteu entende de verdade o que se passou com Dayane Mello. Então para ficar claro: quando uma mulher fala ‘não’, é não. Quando uma mulher altamente embriagada, fala sim, também é não. Fica a lição também para RecordTV: audiência nenhuma, visto que nem com todo esse caso conseguiu chegar a liderança no horário, justifica assistir uma mulher sofrer um crime e não intervir.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook

Entretenimento

Camilla de Lucas se pronuncia sobre posicionamento do ‘TV Fama’: ‘Meu novo meme’

Publicado

por


source

A ex-BBB Camilla de Lucas se pronunciou nesta sexta-feira (22) sobre o posicionamento do programa TV Fama, da RedeTV!, após negar dar entrevista a repórter Carola Giogo por não gostar da linha editorial da produção.

Em seu perfil do Twitter, ela escreveu: “Adeus Camilla de Lucas! Fui de lá vem ela Camilla de Lucas para Adeus Camilla de Lucas! Meu novo meme!”.

O diretor do TV Fama, Roberto Martins, não gostou da atitude da influenciadora. “Ela tem todo o direito em não querer dar entrevistas por vários motivos. Não está em um bom dia, não gostar da repórter ou do programa, ter problemas contratuais e outra desculpa qualquer, mas ficar fugindo, fingir que não está vendo a equipe é demais. Mas, a situação ficou tão feia que a própria assessoria do evento, que pagou para fazer os exames da Covid-19 da repórter e do cinegrafista, foi chamá-la e ela disse: ‘na verdade, não vou dar entrevista porque eu não gosto da linha editorial do TV Fama’. Ok. Ela pode não gostar do programa, mas desrespeitar a minha equipe, ela não pode. Ninguém maltrata os meus profissionais”, disse.

Durante o programa ao vivo desta sexta-feira (22), a repórter Alinne Prado mandou um recado para Camilla. ao vivo, a apresentadora Alinne Prado mandou um recado direto a Camilla. “Mais que tudo a gente é um programa que fala de celebridades. A gente prestigia peças de teatro, aniversários, eventos de diversos segmentos, onde tem famoso a gente está lá e a gente faz história a tantos anos. Pois é, é isso que nosso público quer ver”, iniciou.

“E convenhamos aqui, é uma troca justa. Afinal a gente gera conteúdo e oferece uma mídia gratuita. Por diversas vezes a gente exalta as conquistas, inclusive de Camilla de Lucas. A influenciadora e ex-BBB não tem obrigação nenhuma de falar com o programa que ela não gosta, mas destratar uma profissional, ignorando completamente sua existência, isso já é de mais”, continuou.

Leia Também

Por fim, Alinne mostrou o perfil do Instagram do TV Fama deixando de seguir da ex-BBB. “Adeus Camilla de Lucas!”, declarou.

Confira:




Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Entretenimento

Marido de Sasha abandona carreira gospel; entenda motivo

Publicado

por


source
Marido de Sasha não é mais cantor gospel
Reprodução/Instagram Stories

Marido de Sasha não é mais cantor gospel


O cantor João Figueiredo, marido da modelo Sasha, usou as redes sociais, nesta sexta-feira (22), para explicar aos fãs sobre a decisão de não seguir no gênero gospel. 

Pelo Instagram Stories, o marido de Sasha confirmou que não vai mais comercializar músicas do gênero e deve investir em algo mais romântico. “Meu desejo e propósito é comunicar com pessoas, sejam elas quem for. Seja cristão ou não. Para que essa pessoa ouvir entenda a minha mensagem. Eu quero falar sobre coisas que não necessariamente se enquadram nesse gênero. Sobre romance, o amor que eu sinto pela minha esposa, contar coisas da nossa história, coisas do dia a dia, que não seria coerente no meio gospel”, explicou João.


João Figueiredo ressaltou que segue cristão e que a mudança no direcionamento da sua carreira não muda a fé. “Sou cantor. Comecei no gênero gospel e não faço mais parte desse mercado. Não significa que não sou mais cristão. Só significa que não vou comercializar esse tipo de música. Vocês vão me ver cantando músicas cristãs dentro da igreja, no Instagram, pode até ser que eu queira lançar músicas com essa conotação. Não abandonei minha fé. Permaneço com a mesma fé, servindo Jesus”, completou.

Sasha e João Figueiredo se casaram em maio deste ano, no Rio de Janeiro. A cerimônia foi extremamente reservada e contou com com poucos convidados. Os dois ficaram noivos em novembro de 2020, mas a filha de Xuxa só divulgou a decisão em fevereiro.

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana