conecte-se conosco


Cidades

4ª fase da Operação Carne Fraca cumpre mandados de busca e apreensão à empresa de ex-senador em Nova Marilândia

Publicado

Sessenta e oito mandados de busca e apreensão são cumpridos, na manhã desta terça-feira (1º), na deflagração da 4ª fase da Operação Carne Fraca em nove estados do país.

De acordo com a Polícia Federal (PF), esta nova etapa da Carne Fraca apura crimes de corrupção passiva praticados por auditores fiscais agropecuários federais em diversos estados. Segundo as investigações as irregularidades eram realizadas para beneficiar a BRF. O grupo empresarial, aponta a PF, passou a atuar de maneira espontânea com as autoridades públicas e apontou 60 auditores fiscais agropecuários como favorecidos com as vantagens indevidas.

A União Avícola pertence ao ex-senador Cidinho Santos.

Há buscas na União Avícola, no Mato Grosso, que era usada pela BRF para repassar propina para fiscais agropecuários federais, segundo uma fonte da PF. A União Avícola pertence ao ex-senador Cidinho Santos e, os mandados são cumpridos no endereço da empresa, em Nova Marilândia, e no escritório, que fica em Cuiabá.

Por G1PR

Comentários Facebook

Cidades

Palestra gratuita aborda nesta quinta (20) impermeabilização na Construção Civil em Tangará

Publicado

As normas e os sistemas de impermeabilização são tema de uma palestra gratuita que será realizada na noite desta quinta-feira (20) às 19h00 em Tangará da Serra.

Com o objetivo de ampliar conhecimentos sobre o assunto com ênfase em projetos, normalização e desempenho, uma empresa internacional do ramo da Construção Civil em parceria com uma escola de cursos profissionalizantes, promovem o evento.

A entrada é franca, porém, a indicação é de que o participante doe 1 kg de alimento não perecível que será doado à Escola Especial Raio de Sol (APAE) de Tangará da Serra. O evento será realizado Rua Benedito p. Oliveira (Rua 5) n 53, Setor N, Centro. Para maiores informações (65)33263922 (65)998168980.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidade

Saúde e outras instituições definem primeiras ações de enfrentamento aos acidentes no trânsito

Publicado

por

O Comitê Intersetorial do Programa Vida no Trânsito de Mato Grosso, criado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), realizou a primeira reunião com diversas instituições públicas e de representação social para definir o cronograma de ações. A ideia é dar início à elaboração imediata de um plano de atuação no enfrentamento de acidentes, lesões e óbitos decorrentes do trânsito.

Em todo o país, das pessoas atendidas no serviço de urgência e emergência do SUS, 60% advém de acidentes de trânsito. O custo com esses pacientes, somente nas rodovias federais do país, foi de aproximadamente R$ 12,5 bilhões em 2019.

“O Comitê atuará de forma estratégica para auxiliar os municípios e os órgãos federais para melhorar o trânsito e reduzir o índice de acidentes, lesões e óbitos em todo o Estado. Mato Grosso já esteve em quinto lugar no ranking de óbitos no trânsito e, mesmo com registros de redução desse ranking, nos últimos anos, é preciso uma atuação conjunta para prevenir aumentos e para melhorar os nossos indicadores de saúde”, informou Juliano Melo, secretário-adjunto de Vigilância em Saúde da SES.

Um outro indicador preocupante na área da saúde é o aumento de demanda por transfusão de sangue, especialmente em períodos de festividades e de feriados prolongados – a exemplo do período de carnaval, quando o MT Hemocentro precisa reforçar as suas campanhas de coleta interna e externa para manter estoque e atender às demandas.

De acordo com dados da Deletran, em 2019, houve queda no índice de óbitos, porém, este ano, o número de ocorrência voltou a aumentar. “Preparamos operações da Lei Seca para todos os dias do período de carnaval para manter a redução dos índices de acidentes de trânsito”, alertou Christian Cabral, delegado da Deletran.

Segundo informou o coordenador do Comitê, Aparecido Cavalcante, as primeiras ações definidas na reunião foram: a composição dos membros do Comitê via Decreto governamental; criação de uma Comissão permanente de coleta e análise de dados dos acidentes, que é uma exigência do Ministério da Saúde; agenda bimestral de reunião; instituição de um sistema único de registro de dados para ser referência  nacional em informação e subsidiar as políticas públicas para a redução de óbitos e lesões no trânsito.

Participaram da reunião os representantes da Deletran, do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Conselho Estadual de Trânsito, Detran, unidades da SES, Samu e os setores de Promoção da Saúde e Vigilância Epidemiológica. De acordo com o coordenador do Comitê, também serão convidados representantes da Polícia Rodoviária Federal, da Sinfra e da empresa Rota Oeste, que é a concessionária que administra as rodovias federais no Estado.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana